As janelas foram grandes companheiras de todos em 2020. Tanto as físicas, que representaram o contato com um mundo em quarentena, quanto as virtuais, que trouxeram a conexão possível em meio à pandemia de covid-19. E elas são justamente o mote para o Relatório Social 2020 do Instituto Claro, que traz as iniciativas apoiadas pela organização em um ano de dificuldades e rápidas transformações.

Além de apresentar os projetos e as ações de 2020, o documento traz uma série de entrevistas inspiradoras. Participantes dos Diálogos Transformadores foram convidados para bate-papos virtuais com cinco especialistas em impacto social: Celso Athayde (Favela Holding), Carla Furtado (Instituto Feliciência), Italo Dutra (Unicef), Fernanda Natividade (Conexão Contra a Fome) e Mário Volpi (Unicef).

Ações na pandemia

Para ajudar no combate às consequências da pandemia, no ano passado, a Claro e o Instituto Claro doaram cerca de R$830 mil para programas que auxiliaram mais de 11 mil pessoas em situação de vulnerabilidade. Além disso, foram empenhados esforços tanto em projetos novos como naqueles já existentes, que precisaram ser adaptados à nova realidade.

No relatório, os projetos estão divididos nas categorias de Educação, Cidadania, Meio Ambiente e Governança. O documento traz ações que fizeram toda a diferença durante a pandemia. Como a doação de internet 5G, que forneceu conexão de qualidade para instituições apoiadas pela Central Única das Favelas (CUFA) e o Instituto Pró-Saber na comunidade de Paraisópolis (SP), com mais de 20 mil pessoas. Outra iniciativa nesse sentido foi o projeto Conectividade na Educação, que reúne dados e referenciais técnicos para apoiar a formulação de políticas públicas. O Instituto Claro é parceiro desse projeto, que já abarca cerca de 27 mil escolas públicas.

Ainda em relação à conexão, a Claro liberou tráfego de dados para as pessoas que precisaram acessar os aplicativos Caixa Auxílio Emergencial e Coronavírus-SUS, que tira dúvida e realiza exames iniciais relacionados à doença. A empresa também doou 17 milhões de pacotes de internet com até 10Mb com a única contrapartida de os usuários assistirem a um vídeo sobre a covid-19.
“Ouvimos as necessidades dos alunos e professores e desenvolvemos planos de aula para ensino remoto, além de roteiros de estudo para alunos e alunas”, conta sobre o portal do Instituto a diretora de responsabilidade social e comunicação da Claro e vice-presidente de projetos do Instituto Claro, Daniely Gomiero. Para ajudar nos estudos remotos, a Claro também disponibilizou acesso gratuito e ilimitado à plataforma Descomplica a clientes de planos pré-pagos. Foram mais 200 mil pessoas beneficiadas.

Diante dos desafios do isolamento social, o ASUME, programa que promove o desenvolvimento social dos colaboradores da Claro, ficou ainda mais destacado. No último ano, ele teve sua primeira versão totalmente online e foi aberto também a familiares . A versão virtual possibilitou atingir mais pessoas, em diferentes partes do Brasil, e bateu recorde com mais de mil inscritos em 2020.

“Esse relatório é muito mais que uma prestação de contas. É um convite para deixar o sol entrar, levantar e sacudir a poeira. Se engajar e olhar para frente. Hoje, depois de tanta reinvenção, sabemos que é abrindo janelas que se enxerga o horizonte. E é lá que está um futuro melhor”, resume o presidente da Claro e do Instituto Claro, José Félix.

Sustentabilidade

Outro destaque do documento são as ações na área de sustentabilidade. Desde 2019, a Claro tem um Comitê de Sustentabilidade, composto por diretores de diferentes áreas que pensam em indicadores para guiar as decisões com responsabilidade ambiental, dentro dos pilares de ESG — Environmental, Social, and Corporate Governance – em português: Ambiental, Social e Governança.

Na área de meio ambiente, o relatório traz projetos como o Pé-de-Pincha , que enfoca a conservação de tracajás (espécie de tartaruga) no Amazonas, e o Energia da Claro, um dos maiores programas de energia renovável em empresas privadas no Brasil. Em 2020, a Claro se tornou uma referência com ele, gerando a mesma quantidade de energia renovável das seis maiores empresas com iniciativas similares. Foram 16 usinas solares, uma hidroelétrica e uma de biogás entrando em operação no último ano. A empresa também migrou mais 22 unidades consumidoras de média tensão para operar com compensação de energia 100% renovável. As ações equivalem a 670 campos de futebol dedicados à geração limpa de energia.

Para ver todos os projetos e conferir as entrevistas em vídeo, acesse o Relatório Social 2020 completo.

Veja mais:

Relatório 2019: Instituto Claro lança documento repleto de histórias de transformação

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Talvez Você Também Goste

Notícias

Instituto Claro e iniciativa 1MiO disponibilizam cursos gratuitos para quem deseja entrar no mercado de trabalho

Cinco formações certificadas e 100% online podem ser acessadas pelo aplicativo Claro cursos

há 2 semanas
Notícias

100 anos de Paulo Freire: Instituto Claro lança especial multimídia

Material aborda trajetória do patrono da educação brasileira e repercute sua pedagogia na atualidade

há 3 semanas
Notícias

1MiO: alunos do Dupla Escola são contratados como aprendizes da Claro

Conheça as histórias de três jovens no início de suas trajetórias profissionais

há 2 meses

Receba NossasNovidades

Receba NossasNovidades

Assine gratuitamente a nossa newsletter e receba todas as novidades sobre os projetos e ações do Instituto Claro.