Realizar o ASUME totalmente online foi mais um dos desafios que a pandemia de Covid-19 trouxe. O novo formato implementado em 2020, no entanto, permitiu expandir ainda mais as fronteiras do programa e chegar a mais pessoas. Assim, os 26 encontros semanais, com 28 turmas e 49 facilitadores, resultaram em um recorde de 567 certificados. As chamadas online estiveram presentes em 143 cidades, em 24 estados brasileiros.

“A versão online foi desafiadora em tudo porque a adaptação precisava manter a essência do programa. Montamos salas virtuais com dinâmicas renovadas e modernas e tivemos a possibilidade de chegar a lugares onde antes não tínhamos turmas”, observa Tiago Sawada, facilitador do ASUME desde 2018 e funcionário da Claro na área técnica da unidade empresarial do Paraná. Ele conta que a versão online também foi positiva para a assiduidade dos participantes, que agora não precisavam se deslocar. “É claro que tivemos algumas perdas com esse modelo: o olho no olho, o abraço acolhedor, algumas dinâmicas que só são possíveis presencialmente. Mas o saldo da versão online é muito positivo ainda assim”, pondera.

Para a participante Cristiane Vital, que trabalha com gestão de qualidade na Claro, a versão online foi um alento no meio da pandemia: “ Achei a troca online com o ‘Brasil’ enriquecedora e acolhedora, pois me sentia menos preocupada com o olhar de quem estava participando. Não eram pessoas do meu dia a dia, mas naquele nosso momento, estávamos conectados em um propósito”.

Ela já havia participado do programa antes, mas em 2020 ele foi ainda mais importante. “Eu estava em um período difícil quando comecei no Asume, vivendo luto do meu pai que faleceu em um acidente, no isolamento social e com todas as responsabilidades de mãe, filha, esposa e profissional. As reuniões me permitiam ter o meu momento no meio desse furacão. Era uma hora por semana em que eu era ouvida, compartilhava e escutava”, lembra.

Reflexões

O ASUME é um programa de desenvolvimento pessoal que estimula os participantes a refletirem sobre diversos aspectos da vida: físico, intelectual, econômico, moral, social, espiritual e afetivo. Os encontros têm o objetivo de trabalhar temas para fortalecer a autoestima de colaboradores e familiares, além de desenvolver habilidades sociais e aprimorar as relações interpessoais. No momento de pandemia, ele foi ainda mais assertivo em contribuir com a saúde mental dos colaboradores e familiares.
A iniciativa foi criada no México, nos anos 1980, pela Fundação Carso. E a metodologia é aplicada no Brasil desde 2010. A partir de 2018, o Instituto Claro iniciou também uma versão do programa voltada para jovens, especialmente os aprendizes que atuam nas lojas da Claro.

Com o sucesso do ASUME 2020, as equipes se preparam para um novo ciclo que será iniciado em breve. Para saber mais sobre o programa ou se informar sobre como levá-lo para a sua cidade, escreva um e-mail para: responsabilidadesocial@claro.com.br.

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Talvez Você Também Goste

Notícias

1MiO: alunos do Dupla Escola são contratados como aprendizes da Claro

Conheça as histórias de três jovens no início de suas trajetórias profissionais

há 1 semana
Notícias

América Móvil lança informe de sustentabilidade 2020

Ações do Instituto Claro e da Claro fazem parte do documento que revela impactos socioambientais do grupo

há 1 mês
Notícias

20 anos de história: Instituto Claro comemora trajetória voltada para transformar vidas

Projetos nas áreas de educação e cidadania têm contribuído com a sociedade desde 2001

há 2 meses

Receba NossasNovidades

Receba NossasNovidades

Assine gratuitamente a nossa newsletter e receba todas as novidades sobre os projetos e ações do Instituto Claro.