Leonardo Valle

De 1970 até os dias de hoje, o Brasil já desmatou 20% da floresta amazônica e 50% do cerrado. Os dados são do relatório Planeta Vivo 2018, publicação bianual do Fundo Mundial para a Natureza (WWF, da sigla em inglês), organização não governamental (ONG) de defesa do meio ambiente. A análise foi realizada por 50 pesquisadores em todo o mundo, a partir de pesquisas realizadas por 19 organizações.

No período, as populações de vertebrados em todo o mundo, como mamíferos, peixes, aves, répteis e anfíbios, foram reduzidas em 60%. Nas Américas Central e do Sul, a redução da população de animais atingiu 89%. Os animais brasileiros mais ameaçados são a jandaia-amarela (Aratinga solstitialis), o tatu-bola (Tolipeutes tricinctus), o uacari (Cacajao hosomi), o boto (Inia geoffrensis) e o muriqui-do-sul (Brachyteles aracnoides).

No âmbito mundial, as populações de animais de água doce foram reduzidas em 83%, e os mamíferos em 22%. A entidade ainda defende que a Terra vive seu sexto processo de extinção em massa nos últimos 500 milhões de anos. Desta vez, contudo, causado pelos humanos.

Biodiversidade desprotegida

Segundo diretrizes da Organização das Nações Unidas (ONU), pelo menos 17% dos ecossistemas de cada nação precisariam estar em áreas protegidas para a conservação. No Brasil, apenas 8% do cerrado e 2% do pantanal estão em áreas protegidas. O país é considerado um dos maiores detentores de toda a biodiversidade do mundo.

O relatório mostra que três quartos do planeta já foram impactados pela ação humana, com previsão de apenas 10% da Terra estarem livres da interferência do homem até 2050.

Por fim, o documento aponta que a contribuição da natureza para a economia pode atingir US$ 125 trilhões anuais, incluindo matérias-primas para medicamentos, polinização natural da agricultura e sequestro de carbono da atmosfera.

Veja mais:
Desmatamento da Mata Atlântica caiu 56,8%, segundo relatório

Plataforma interativa permite que cidadão fiscalize e denuncie desmatamento ilegal

Estudo denuncia como desmatamento pode intensificar aquecimento global

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Talvez Você Também Goste

Notícias

Carta coletiva lista 5 medidas emergenciais para frear o desmatamento na Amazônia

Documento foi elaborado por 62 organizações da sociedade civil que trabalham com proteção ambiental

há 1 ano
Notícias

Livro para colorir disponível online para impressão ensina crianças sobre animais da Amazônia

Publicação do Greenpeace apresenta espécies tradicionais e novas descobertas

há 1 ano
Notícias

Proteção e desenvolvimento da Amazônia exigem combinar diversas soluções, discutem pesquisadores em vídeo

Mesa redonda foi organizada pela USP e apresentou temas como fiscalização, desmatamento e agroflorestas

há 2 anos
Notícias

Estudos apontam que água da Amazônia está secando

Regime de chuvas, desmatamento, mau uso do solo e obras de infraestrutura estão entre causas

há 2 anos

Receba NossasNovidades

Receba NossasNovidades

Assine gratuitamente a nossa newsletter e receba todas as novidades sobre os projetos e ações do Instituto Claro.