Em maio, a Claro contratou sete novos aprendizes, todos vindos do projeto Dupla Escola. Com o objetivo de oferecer uma formação técnica em telecomunicações, o programa é desenvolvido junto ao ensino médio no Colégio Estadual Hebe Camargo, em Guaratiba (RJ). A escola fica próxima ao maior centro de operações de satélites da América Latina, o StarOne. E é justamente nele que esses jovens vão começar suas trajetórias profissionais.

Expectativas e sonhos

“Acho que é uma oportunidade imensa trabalhar em uma empresa desse tamanho e poder me desenvolver”, avalia a nova aprendiz no Centro de Operações de Satélite Mireya de Almeida, de 19 anos. Ela pretende cursar ensino superior em Engenharia de Telecomunicações e tem um carinho pela área de inovação: “Gostaria de desenvolver projetos nessa linha futuramente”.
Eduardo Borges, de 18 anos, também pretende estudar Engenharia de Telecomunicações. Ele foi mais um dos recém-contratados para a StarOne que saiu do programa Dupla Escola para a área de RF e Infraestrutura. “O processo em si foi tranquilo. Não houve pressão e me deixaram bem à vontade”, conta sobre a seleção. Suas expectativas são altas e ele acha que esse é só o primeiro passo da carreira dentro da Claro.

aprendizes da Claro
Aprendizes da Claro: Eduardo Borges, Mireya de Almeida e Marcelo Santos Junior (crédito: acervo pessoal)

“Não só acho que vai mudar a minha vida, como já mudou”, diz Marcelo Santos Junior sobre o novo emprego. Aos 19 anos, o rapaz acredita que já está em um processo de amadurecimento profissional desde que ingressou no Dupla Escola e ainda mais agora que atua na área de COP REDE. Este ano, ele ingressou no curso de Engenharia da Computação e sonha grande. “Esse é o início de uma longa caminhada. Graças à Claro, vejo que minha carreira pode ser muito mais próspera do que pensei. Hoje, vejo tudo se tornando realidade e cada vez mais me motivo para realizar meus sonhos”, diz.

Oportunidades mil

A Claro e o Instituto Claro aderiram, no ano passado, à iniciativa “Um milhão de oportunidades” , projeto idealizado pelo Fundo das Nações Unidas pela Infância (Unicef) e a Organização Internacional do Trabalho (OIT). A ideia — como o nome já indica — é gerar oportunidades de emprego e educação para desenvolver uma geração de jovens. A Claro já vem disponibilizando vagas dentro da proposta e os novos aprendizes são parte dessa transformação.

Veja mais:

“Um milhão de oportunidades”: veja histórias inspiradoras sobre as primeiras experiências profissionais

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Talvez Você Também Goste

Notícias

Em ano de pandemia, união e criatividade de professores impulsionaram alunos do Dupla Escola

Turma de 2020 do programa se adaptou às aulas remotas e buscou caminhos profissionais em meio à crise

há 3 semanas
Notícias

Junto com Unicef, Instituto Claro comemora 30 anos da Convenção sobre os Direitos da Criança

Brasil avançou em relação à situação da infância e adolescência, mas ainda persegue desafios

há 2 anos
Notícias

Alunos do programa Dupla Escola vencem o “Hackathon Escola Inovadora”

“Fiquei emocionado ao ver meus alunos conquistando o primeiro prêmio do evento”, comenta professor

há 2 anos
Notícias

Instituto Claro leva jovens ao Rio Open 2019

Objetivo é estimular a reflexão sobre a importância da prática esportiva no combate à violência

há 3 anos

Receba NossasNovidades

Receba NossasNovidades

Assine gratuitamente a nossa newsletter e receba todas as novidades sobre os projetos e ações do Instituto Claro.