Em um contexto em que 6,6 milhões de jovens no Brasil entre 18 e 24 anos não estudam e nem trabalham, segundo dados da Fundação Getúlio Vargas (FGV), o Fundo das Nações Unidas pela Infância (Unicef) e a Organização Internacional do Trabalho (OIT) idealizaram a iniciativa “Um Milhão de Oportunidades” (1Mio). Como o nome já sugere, o programa pretende gerar oportunidades tanto de trabalho formal, quanto de educação de qualidade, inclusão digital e empreendedorismo. O projeto enfoca, especialmente, os jovens mais vulneráveis de 14 a 24 anos e pretende atender todo o território brasileiro. O Instituto Claro e a Claro aderiram à iniciativa no final de 2020.

Incentivar os jovens, no entanto, é algo que a empresa já coloca em prática. Com a nova iniciativa e a participação de outras empresas do setor privado e da sociedade civil, essas oportunidades poderão ser potencializadas e muitas histórias de sucesso terão início.

A primeira oportunidade

Histórias como a de Lara Ferreira, que conseguiu seu primeiro emprego na Claro em 2017, aos 18 anos, depois de se formar no ensino técnico pelo programa Dupla Escola. Hoje, ela é analista no centro de operações de rede, COP Rede, e está quase concluindo a graduação em Administração.

“Fiquei nervosa, pois nunca tinha participado de entrevistas. O que me ajudou foi me expressar do jeito que eu sou, sendo bem sincera e sem frases prontas. Assim, saberia que se passasse, seria porque a empresa e eu compactuamos dos mesmos valores e seria uma troca muito bacana”, conta. Ela diz que a oportunidade fez toda a diferença não só para seu desenvolvimento profissional, mas para ajudar a família e custear a faculdade.

“Comecei na Claro no meu primeiro emprego exatamente no dia do meu aniversário de 19 anos”, lembra saudoso o projetista Jonathan Pereira Pinto, hoje com 23 anos. Ele foi contratado como assistente administrativo e fez processos internos para primeiro ir para a área de COP Rede e depois para Projetos. “Essa primeira oportunidade mudou minha vida. Pude ajudar minha família. Depois de alguns meses de trabalho, comprei o primeiro sofá para a nossa casa”, conta. Ele diz que foi muito incentivado também a continuar os estudos. “Quando passei na faculdade, minha coordenadora disse que ia me dar um presente e apareceu no dia seguinte com uma bolsinha com caderno e materiais”, rememora com carinho o estudante do 5º período de Engenharia de Produção.

um milhão de oportunidades
Jonathan Pereira, Daniel Oliveira e Lara Ferreira (da esq. para a dir.)

Protagonismo

Para Daniel Oliveira, as primeiras oportunidades também foram fundamentais. Ele se formou também pelo Dupla Escola e já havia trabalhado por quatro meses como auxiliar técnico em outra empresa quando entrou na Claro, em 2019, aos 20 anos. “Lembro que o processo seletivo foi super cuidadoso. E isso significou muito para mim, porque ver uma empresa do tamanho da Claro dando a oportunidade a jovens como eu foi transformador”, diz ele, que hoje é analista de COP Rede, está investindo em aprender inglês e já planeja começar uma faculdade. Para quem está na fase de procurar o primeiro emprego, Daniel deixa um conselho: “Sejam protagonistas das suas histórias e nunca deixem de acreditar no potencial de vocês”.

Acabaram de chegar

Bianca Santana, de 18 anos, pretende seguir esse ensinamento à risca. Ela acaba se ser contrata como jovem aprendiz na área técnica da Claro e tem grandes expectativas para a carreira daqui para frente. “Acho que para alcançar qualquer sonho ou objetivo, a gente deve ir por etapas. E com certeza a etapa que iniciei agora é um passo muito importante”, reflete. O próximo degrau para ela é seguir estudando e começar a faculdade em Administração ou Marketing.

jovens aprendizes um milhão de oportunidades
Caio Andrade, Luiz Henrique Chagas e Bianca Santana (da esq. para a dir.)

Quem também está ansioso para os próximos passos é Caio Andrade, de 20 anos, que acaba de entrar para o time da Claro. Ele foi contratado como auxiliar de escritório geral, está participando de curso de formação e mal vê a hora de conhecer todos os colegas. “Posso dizer que já mudou minha vida essa oportunidade, porque já estou aprendendo muito no curso. E acho que me encontrei nessa área”, conta ele, que já planeja começar graduação em Administração ou curso de Tecnólogo em gestão. “Posso me ver lá na frente em um cargo de liderança na Claro por esse desejo de ensinar às pessoas”, diz.

O plano de Luiz Henrique Chagas, de 18 anos, também é continuar os estudos e se desenvolver a partir da primeira oportunidade que conseguiu na Claro. Ele está entrando na área de MDU e pretende iniciar os estudos na área de Tecnologia da Informação. “Quero me especializar na área em que estou”, afirma.
Nos próximos dois anos, 1Mio pretende multiplicar essas histórias e não só mudar as vidas de vários brasileiros, mas de uma geração inteira. As oportunidades podem ser encontradas no site da iniciativa (https://1mio.com.br/vagas). A Claro oferece vagas nas áreas técnicas, de suporte e vendas em várias cidades.

Veja mais:

Histórias inspiradoras e dicas profissionais marcaram painéis em celebração de formatura do Dupla Escola

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Talvez Você Também Goste

Notícias

Instituto Claro e iniciativa 1MiO disponibilizam cursos gratuitos para quem deseja entrar no mercado de trabalho

Cinco formações certificadas e 100% online podem ser acessadas pelo aplicativo Claro cursos

há 2 semanas
Notícias

100 anos de Paulo Freire: Instituto Claro lança especial multimídia

Material aborda trajetória do patrono da educação brasileira e repercute sua pedagogia na atualidade

há 3 semanas
Notícias

Relatório Social 2020 traz atuação do Instituto Claro na pandemia e iniciativas de sustentabilidade

Documento também apresenta entrevistas em vídeo com especialistas em impacto social

há 4 semanas

Receba NossasNovidades

Receba NossasNovidades

Assine gratuitamente a nossa newsletter e receba todas as novidades sobre os projetos e ações do Instituto Claro.