Trajetórias profissionais com reviravoltas e caminhos alternativos não faltaram nos relatos dos painelistas do evento de celebração de formatura da turma de 2020 do Dupla Escola , curso técnico profissionalizante em telecomunicações promovido pelo Instituto Claro em parceria com a Secretaria Estadual de Educação do Rio de Janeiro. Em uma sala online, na quinta-feira (25/03), alunos, familiares, professores e colaboradores do programa comemoraram mais uma turma de formandos e ouviram convidados especiais com histórias inspiradoras.

Uma delas foi Lara Ferreira, que se formou na primeira turma do programa no Colégio Estadual Hebe Camargo, em Guaratiba (RJ), e hoje faz parte da área técnica da Claro. “A gente entra no Dupla Escola uma pessoa e sai outra. Descobre potenciais em si que nem conhecia”, comentou. Ela tranquilizou os formandos sobre o momento de transição da escola para o mercado de trabalho e falou sobre como o ensino técnico foi essencial para encontrar seu caminho. “Fico feliz em poder compartilhar essa experiência, porque fiz parte da primeira geração e a gente não tinha uma geração anterior para nos dizer que tudo ia dar certo”, observou durante o evento.

Mulheres na tecnologia

A turma de 2020 enfrentou um desafio extra com as aulas passando para o online frente à pandemia de covid-19, mas mesmo assim todos os 126 alunos conseguiram concluir o ciclo. O Dupla Escola ainda está em processo de formação de mais três turmas, com outros 450 alunos. Dos estudantes que passaram pelo programa desde 2014, 56% são mulheres. “Estamos falando de uma formação técnica que historicamente é masculinizada. Por isso, temos muito orgulho desses números. Eles refletem nosso compromisso com a inclusão e a diversidade”, destacou o diretor de recursos humanos da Claro, Rodrigo André.

O caminho na tecnologia está se abrindo cada vez mais às mulheres. Exemplo disso foi a fala da ex-participante do Campus Mobile Luma Moura, criadora do aplicativo Coletaí. Terminando o curso de Engenharia de Produção, ela já trabalha em uma empresa de tecnologia e está tirando seus projetos do papel. A jovem deu dicas para os formandos e enfatizou que é normal experimentar até encontrar sua área: “Entrei na faculdade pra fazer Engenharia Química, mas não me encontrei. Passei por um período fora da faculdade, trabalhei um pouco numa fintec e me encontrei na Engenharia de Produção. Esbarrei na tecnologia e me apaixonei”, contou.

“Meu conselho pra vocês é: experimentem! Se vocês ainda não encontraram o que faz seus corações baterem mais forte, experimentem agora. Vocês têm tempo. São jovens.”, observou Luma. Ela mandou sozinha seu projeto de aplicativo para a 7ª edição do Campus Mobile e foi classificada para a fase de desenvolvimento do concurso. “Não sabia nada de código, fui atrás, estudei e fiz um protótipo. Levei para o Campus Mobile e conheci muita gente boa”, compartilhou.

Dicas e histórias

Os formandos também receberam dicas do diretor de desenvolvimento de sistema da Claro, Cesar Augusto dos Santos. Ele ressaltou a importância de estar sempre se atualizando na área de tecnologia: “A certeza que nós temos é que tudo vai sempre mudar”. Outro ex-aluno do Dupla Escola, Raphael Silva, que hoje atua no Itaú e é embaixador jovem do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef), concorda. Ele também pontuou que é preciso traçar planos: “Na primeira reunião com a minha gestora, perguntei sobre plano de carreira. Ela pediu para que eu fosse mais específico e expliquei: ‘em sei anos, quero estar no cargo tal’. E é isso, precisamos dessa garra e dessa motivação no mercado”, contou.

O presidente do Conselho Nacional da Juventude e coordenador do Atlas da Juventude, Marcus Barão, fez um relato sobre sua trajetória e destacou a importância de projetos como o Dupla Escola, não só para a área profissional: “Venho da Baixada Fluminense. Fui menor infrator e não só eu, como minha família, sofremos muito com isso. Fui alcançado por um projeto como este, que não só me resgatou, mas me permitiu ser protagonista da minha história e me traz até essa conversa aqui com vocês”, disse durante o encontro online.
Oportunidades

Durante a celebração, os formandos foram apresentados ao projeto 1 milhão de oportunidades da Unicef, com apoio do Instituto Claro, que oferece vagas e cursos e pretende ajudar uma geração de jovens a se inserirem no mercado de trabalho com qualificação e chances de desenvolvimento. O gerente de inovação da Claro, Diogo Natacci, também falou sobre empreendedorismo e como é possível trazer esse espírito para dentro de uma grande empresa. Ele ressaltou, ainda, que as carreiras não são lineares e é preciso estar sempre pronto a se renovar: “Temos que ter a capacidade de desaprender para aprender novamente. As pessoas vão ter duas, três carreiras ao longo da vida. Ter essa consciência ajuda muito”. Ele deu um conselho aos concluintes do ensino médio: “Uma coisa fundamental que eu posso compartilhar é: se conheçam, saibam quem vocês são, criem bons hábitos, se apaixonem pelo problema que vocês querem resolver”.

A diretora de responsabilidade social e comunicação corporativa da Claro e vice-presidente do Instituto Claro, Daniely Gomiero, reforçou a importância do programa e como ele pode mudar trajetórias: “O Dupla Escola sempre vai estar na vida de vocês. Temos alunos que viraram nossos colegas de trabalho. É algo memorável na nossa vida. Vocês representam como ninguém tudo que a gente acredita no Instituto: educação, inovação, tecnologia e cidadania. Nossa relação não acaba na formatura. Vocês sempre poderão contar com a gente”, concluiu.

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Talvez Você Também Goste

Notícias

1MiO: alunos do Dupla Escola são contratados como aprendizes da Claro

Conheça as histórias de três jovens no início de suas trajetórias profissionais

há 1 semana
Notícias

Pela primeira vez em versão online, ASUME tem recorde de certificados

Em 2020, programa incluiu familiares e chegou a 143 cidades em 24 estados do Brasil

há 1 mês
Notícias

América Móvil lança informe de sustentabilidade 2020

Ações do Instituto Claro e da Claro fazem parte do documento que revela impactos socioambientais do grupo

há 1 mês

Receba NossasNovidades

Receba NossasNovidades

Assine gratuitamente a nossa newsletter e receba todas as novidades sobre os projetos e ações do Instituto Claro.