Nascido na Espanha em 1935, Miguel Arroyo é um cientista social, pesquisador, professor emérito da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), e um dos maiores defensores da educação popular no Brasil. Para ele, a pedagogia deve dialogar com a realidade dos sujeitos, especialmente, nas áreas mais vulneráveis.

Escola Plural

Nos anos 1990, Arroyo coordenou e implementou na rede municipal de Belo Horizonte o programa Escola Plural, que modificou os métodos de avaliação, criando ciclos que respeitavam os diferentes ritmos de aprendizagem dos alunos, com uma concepção de educação mais democrática, inclusiva e diversa.

Segundo a professora da faculdade de Educação da Universidade Federal de Minas Gerais Shirley Miranda, a Escola Plural não foi um fato isolado. O projeto fez parte de uma diversidade de propostas de redes municipais, estaduais e até do Distrito Federal, que traçaram uma tendência de renovação teórica e política para superação de um longo período de autoritarismo que marcou as políticas educacionais no contexto da ditadura militar no Brasil. “Todas as dimensões que compõem a pluralidade da formação estariam no alicerce dessa Escola Plural. Com isso, ampliava-se aquilo que seria a experiência escolar”, completa.

Arroyo segue produzindo pesquisas e sendo referência na defesa da educação como direito dos cidadãos brasileiros. “O legado de Miguel Arroyo é nos impulsionar sempre a repensar a educação, a entender a dinâmica das lutas sociais, entender aquilo que se coloca como hierarquias e opressões e caminhar no sentido de entender como a educação pode superar ou colaborar na superação dessas opressões” finaliza Miranda, uma das organizadoras do livro “Miguel González Arroyo – Educador em diálogo com nosso tempo”, que contém vários artigos sobre a obra do autor.

Assista aos outros vídeos da série:

Darcy Ribeiro e a defesa da educação integral

Abdias Nascimento e um projeto antirracista de educação

Maria Nilde Mascellani e a experiência emancipadora dos Ginásios Vocacionais

Veja também a primeira temporada, a segunda temporada e a terceira temporada e a quarta temporada dos Pensadores na Educação.

Atualizado em 15/03/2023, às 14h25

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Talvez Você Também Goste

Como ajudar no desenvolvimento de crianças superdotadas?

Projeto “Mães guardiãs” busca combater a evasão escolar

Aulas de reforço de matemática facilitam aprendizado com exemplos do cotidiano

Receba NossasNovidades

Receba NossasNovidades

Assine gratuitamente a nossa newsletter e receba todas as novidades sobre os projetos e ações do Instituto Claro.