Leonardo Valle

Nem sempre é fácil para a mulher que sofre violência doméstica procurar ajuda, uma vez que pode ser fragilizada e dominada pelo agressor. Sentimentos como medo, vergonha e culpa são comuns, de modo que qualquer pessoa – além da própria vítima – pode fazer essa denúncia.

Essa e outras informações estão reunidas na cartilha online “Viver sem violência, um direito de toda a mulher”, organizada pelo Ministério Público de Pernambuco. A publicação esclarece, principalmente, como a mulher pode se beneficiar e ser protegida pela Lei Maria da Penha (Lei nº 11.340/06).

O material conta com conteúdos que explicam como o agressor costuma agir com a mulher (ciclo da violência) e os tipos de violência que podem ser denunciados, como física, psicológica, sexual, patrimonial e moral.

A vítima pode contar com as medidas protetivas de urgência, normalmente solicitadas na delegacia, quando a violência é comunicada à polícia.

A cartilha traz uma lista de direitos que podem ser requeridos, dependendo do caso, como: afastamento do agressor do lar; proibição de aproximação da mulher, familiares e testemunhas ou contato com essas pessoas; encaminhamento da mulher e seus dependentes ao programa de proteção ou atendimento, entre outros.

Veja mais:
Série de vídeos esclarece direitos femininos pouco conhecidos
Livro gratuito explica causas e consequências do feminicídio
Dossiê digital reúne informações de especialistas sobre violência sexual
Cartilha para ser compartilhada em redes sociais orienta sobre violência contra a mulher

Crédito da imagem: cartilha online “Viver sem violência, um direito de toda a mulher”

Deixe um comentário

Talvez Você Também Goste

Notícias

Curso online gratuito esclarece papel de empresas e governo na gestão ambiental

Iniciativa tem duração de 45 horas e não exige pré-requisitos para participação

há 3 dias
Notícias

Setembro Dourado: iniciativa ajuda a difundir informações sobre câncer infantojuvenil

Reconhecer sintomas em crianças da família ou filhos de amigos aumenta chances de diagnóstico precoce

há 5 dias
Notícias

Voto responsável: e-book ensina a criar rodas de conversa para conscientização sobre o tema

Campanha “Meu, Seu, Nosso Voto” discute importância da cidadania digital para fortalecer a democracia

há 7 dias
Notícias

Documentos e imagens sobre história da cultura negra em Juiz de Fora são disponibilizados online

Acervo conta com materiais cedidos pela população local e busca reverter invisibilidade na memória pública

há 1 semana

Receba NossasNovidades

Receba NossasNovidades

Assine gratuitamente a nossa newsletter e receba todas as novidades sobre os projetos e ações do Instituto Claro.