‘O Rei Leão’ é uma animação que narra a história do jovem leão Simba que, sentindo-se culpado pelo assassinato de seu pai, o rei Mufasa, abandona seu reino sem saber que que o incidente foi planejado por seu tio. O longa-metragem possui duas versões: a original de 1994 e outra em formato CGI (Computer Graphic Imagery), de 2019. Ambas podem ser utilizadas como recurso didático em aulas de ciências e biologia.

“Ele discute conteúdos normalmente trabalhados no 7º ano do ensino fundamental e no 1º ano do ensino médio, como introdução à ecologia, ecossistemas, ciclo da matéria, entre outros assuntos”, lista a doutoranda em Educação em Ciências e Saúde pela Universidade Federal do Rio De Janeiro (UFRJ) Aline Silva Dejosi Nery. Ela é autora do artigo “As potencialidades da animação O Rei Leão como recurso didático no ensino de Ciências e Biologia” (2019).

Interdisciplinaridade

A animação possui, ainda, uma narrativa estruturada na chamada jornada do herói, permitindo que seja explorada no ensino de outras disciplinas da educação básica.

Em linguagens, dialoga com o clássico Hamlet, de William Shakespeare, e pode ser usada para falar de intertextualidade. “A disciplina de história pode explorar momentos históricos de conflitos, uma vez que o filme faz alusão a Hitler”, aponta Nery, referindo-se a uma cena do vilão que remete à estética de propaganda nazista.

Em geografia, ela pode ser relacionada aos conceitos de solo, clima, relevo, extensões, divisões territoriais e fronteiras.“Conceitos como distribuição e proporção podem ser utilizados para questões matemáticas e há ainda temas sociais voltados para vínculos familiares”, completa.

Leia também: Bob Esponja: desenho pode ser usado para ensinar zoologia nas aulas de ciências

A seguir, a professora apresenta seis conceitos de ciências e biologia que podem ser trabalhados por meio do filme ‘O Rei Leão’ . Confira!

1) O bioma Savana

Ele é encontrado em grande parte da África Oriental e serve de cenário para a narrativa. O filme o apresenta em diversos aspectos, como períodos de vegetação, de seca e de incêndios naturais; assim como a diversidade animal presente nele.
“É importante esclarecer aos alunos que as savanas têm diversas variações ao redor do mundo. Uma forma de trazer para a realidade brasileira é associá-las ao cerrado, que possui uma dinâmica dos ecossistemas próxima”, orienta.

Vale ainda destacar a relação entre as queimadas e a adaptação nas savanas. “Como o fogo é comum em savanas tropicais, isso exige adaptação das árvores e arbustos para sobreviverem nessas regiões”, descreve Nery. O filme, por exemplo, mostra a árvore baobá (Adansonia digitata Linnaeus – Malvales: Malvaceae), onde mora o mandril Rafiki.

2) Discutir potencial biótico

Potencial biótico é a capacidade dos organismos vivos proliferarem e se desenvolverem sob condições ambientais adequadas. O filme apresenta esse momento quando Simba chega no ambiente em que vivem Timão e Pumba. “Um local totalmente sustentável formado por outros animais – fundamentais para o ecossistema – além da vasta nascente de água e vegetação”, diz Nery.

3) Abordar resistência ambiental

São os fatores que limitam o crescimento de populações, tais como alimento, competição e predação. O professor pode discutir o crescimento exagerado de uma população e os impactos ambientais.

“A Pedra do Reino apresenta um ambiente hostil, com desequilíbrio ecológico pelo aumento populacional das hienas e falta de comida devido à caça em excesso por parte delas. Isso espanta os animais que ainda restavam na região para longe, tornando o alimento escasso”, associa a bióloga.

4) Discutir população e comunidade

Pode-se discutir populações e comunidades (biocenose) que convivem em um mesmo espaço geográfico (biótopo). Uma cena que exemplifica o conceito de população é quando é apresentada a alcateia de leões em seus locais de repouso. “Outra é a população de hienas — que expulsas das terras dos leões — vivem no cemitério de elefantes. Logo, a mesma espécie ocupa um espaço particular em um tempo determinado”, aponta a professora.

A comunidade pode ser destacada na tentativa de fuga dos filhotes Simba e Nala da ave Zazu. “Nesse momento, a animação mostra algumas populações que vivem em conjunto em uma determinada área”.

5) Falar sobre predação e predatismo

Essa relação se dá quando um animal predador caça, mata e se alimenta de outro animal de uma espécie diferente. “Os leões, assim como as hienas, encontram-se no topo da cadeia alimentar, conceito dito diversas vezes pelos personagens. Uma cena que exemplifica isso é a perseguição dos leões filhotes Simba e Nala pelas hienas no cemitério de elefantes”, explica.

Em outra cena do filme, vemos o suricato Timão se alimentando de uma variedade de artrópodes. Ela ajuda a discutir conceitos de energia nos sistemas ecológicos, cadeias e teias alimentares, assim como a caracterização dos diferentes níveis tróficos.

6) Habitat e nicho ecológico

Em ecologia, os termos não são sinônimos. O habitat corresponde ao local onde o organismo vive, enquanto o nicho ecológico é definido como o papel funcional que o animal exerce na comunidade, incluindo as diferentes interações realizadas com o ambiente em que vive. “Exemplos são as formas e as estratégias de alimentação, a defesa de seu território e o seu modo de reprodução”, pontua a professora.

Veja mais:

16 dicas para exibir filme, documentário ou série na escola

Plano de aula – Deslocamentos populacionais sob a perspectiva do filme ‘A era do gelo’

10 planos de aula para ensinar a partir de filmes de animação

5 atividades mão na massa para ensinar biologia

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Talvez Você Também Goste

7 filmes para ensinar Segunda Guerra Mundial

Obras abordam as batalhas, o Holocausto e a atuação dos pracinhas brasileiros no conflito

Gravidez na adolescência pode ser abordada nas aulas de geografia

Marcadores sociais das gestantes, como raça e classe social, ajudam no debate em sala

Heróis dos quadrinhos ajudam a ensinar conteúdos de botânica

Personagens do reino vegetal podem ser abordados no estudo de taxonomia e fisiologia

Receba NossasNovidades

Receba NossasNovidades

Assine gratuitamente a nossa newsletter e receba todas as novidades sobre os projetos e ações do Instituto Claro.