Vivenciar uma educação escolar específica e alinhada a suas tradições e memórias é um dos direitos dos povos indígenas que habitam o Brasil. As políticas que garantem esse sistema são de responsabilidade do Ministério da Educação (MEC), cabendo aos estados e municípios a execução dos programas que concretizem o acesso a ele.

Para oferecer uma educação que seja comunitária, intercultural e multilíngue, é importante que a escola na aldeia se apresente como um espaço de trocas e de intercâmbios. Ela deve respeitar e valorizar o modo de vida, valores, brincadeiras, símbolos e demais conhecimentos tradicionais para que a aprendizagem de novos saberes e conhecimentos científicos aconteça.

Conheça, a seguir, sete livros que discutem a educação escolar indígena no Brasil e pensam em propostas para melhorar a formação dos professores que trabalharão com os povos tradicionais.

 


Educação indígena x educação escolar indígena

Pedro Paulo Scandiuzzi, Editora Unesp, 2009
Em sua trajetória acadêmica e profissional, o autor procurou dialogar com essa população por meio da matemática. Suas pesquisas resultaram no conceito de etnomatemática, que valoriza o conhecimento da disciplina próprio de cada comunidade. Assim, o livro reforça a importância do trabalho em conjunto, considerando os conhecimentos já desenvolvidos pelas tribos e seu protagonismo no processo de ensino e aprendizagem.

 

No campo da educação escolar indígena: reflexões a partir da infância Mbya-Guarani

Suzana Cavalheiro de Jesus, Editora Appris, 2015
A partir de pesquisas realizadas junto a uma comunidade Mbya-Guarani, a autora reflete sobre esse  campo educacional. Dentro dele, habitam diferentes concepções de ensino e de infância acerca do espaço do acampamento. Para compor o livro, Jesus relembra as heranças deixadas pelo período colonial, quando surge o processo de escolarização indígena no Brasil e reflete sobre o pensamento de adultos e crianças Mbyá-Guarani sobre o tema.

 

Relações etnicorraciais e educação escolar indígena: relatos de pesquisas

José Valdir de Jesus Santana (Org.), UESB, 2017
O livro compila as pesquisas sobre relações etnicorraciais e educação escolar indígena que ocorrem em diferentes universidades baianas, dentro das áreas de antropologia, história, sociologia e pedagogia para a construção desse debate. Os capítulos são assinados por pesquisadores de diferentes instituições e grupos de pesquisas.

 

O brincar e suas relações interculturais na escola indígena

João Luiz Costa da Barros, Editora Appris, 2015
O brincar das crianças dessas tradições, seja na escola e em outros contextos sociais, ajuda a analisar as relações interculturais que se estabelecem nas suas escolas. A obra contribui com o pensamento de que a instituição na aldeia deve se constituir como espaço de trocas, de respeito ao modo de vida, além de proporcionar a aproximação e intercâmbio entre culturas. Obra indicada para professores, estudantes e profissionais da educação física, antropologia e ciências humanas em geral.

 

O teatro na educação escolar indígena – ética, estética e emancipação humana

Mariana da Silva González Encina, Editora CRV, 2013
Considerando o teatro como linguagem de expressão da cultura e do pensamento dos grupos étnicos, a autora debate as contribuições dos recursos teatrais no processo ensino-aprendizagem e na construção da identidade étnica de um povo.

 

Escola indígena: uma proposta para o ensino de ciências naturais

Edmilza Santos Ferreira, Editora Appris, 2017
O ensino de ciências é tratado como meio para concretizar saberes das comunidades indígenas, devendo ser desenvolvido com as crianças por meio de um processo da interculturalidade. Assim, a obra propõe resgatar a cultura e a história desses povos durante a busca por novos conhecimentos científicos.

 

Educação Indígena na escola e em outros espaços

Adir Casaro Nascimento e outros (org), Mercado de Letras, 2018
Os autores que colaboram com essa publicação se propõem a pensar, junto às comunidades, planos, ações, direções, e propostas que busquem descolonizar os olhares sobre a educação nesses espaços. “Encontramos no conjunto de textos que compõe este livro, reflexões que partem de experiências distintas, mas que nos possibilitam compreender os desafios que constitui a escola/educação indígena”, apontam os pesquisadores na introdução da obra.

Veja mais:
Professor indígena usa plantas medicinais para explicar biologia
Vídeo – Escola indígena em SP alia currículo regular à cultura tradicional
7 livros para entender a etnomatemática
Podcast – Professores indígenas falam sobre a importância da escola

Crédito da imagem principal: Sergio Amaral/MDS (Wikicommons)

Deixe um comentário

Please Login to comment

Talvez Você Também Goste

Notícias

Vídeo ensina a usar jogos teatrais como recurso pedagógico

“É sugerida a relação palco e plateia a partir da improvisação”, explica educadora entrevistada

há 7 meses
Notícias

Educação física: veja 26 planos de aula para o ensino fundamental e médio

Lista inclui atividades voltadas à matéria e propostas interdisciplinares

há 1 ano
Notícias

6 peças teatrais para aulas de literatura

Textos dramatúrgicos podem estimular debates em sala de aula sobre a sociedade atual

há 2 anos
Notícias

Educação artística: veja 10 planos de aula para encantar os estudantes

Apesar de lei, escolas ainda têm dificuldade em trabalhar com artes plásticas, cinema, dança, música e teatro

há 5 anos

Receba NossasNovidades

Receba NossasNovidades

Assine gratuitamente a nossa newsletter e receba todas as novidades sobre os projetos e ações do Instituto Claro.