“A cada aniversario de meu filho eu celebro a vida dele, mas também me desespero. Porque sei que ele está deixando de ser aquele menino bonitinho e engraçadinho para se tornar o alvo perverso das mais diversas formas de violência”, diz Maíra Azevedo, a Tia Má. O depoimento dela integra o vídeo “Como é ser mãe de meninos pretos em uma sociedade racista?”, produzido pelo canal “Quebrando o Tabu”.

A violência policial é o principal assunto que permeia os relatos. Segundo o Anuário Brasileiro de Segurança Pública 2019, elaborado pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública, 75% das vítimas de letalidade policial são negras. De acordo com o Atlas da Violência 2019, entre 2007 a 2017, a taxa de letalidade de negros cresceu 33,1%, contra 3,3% de não brancos. Os depoimentos concentram orientações das mães para os filhos não se tornarem novos alvos da polícia, quando adolescentes.

Mãe de Akins, Adriana Arcebispo conta que incentiva seu filho, mais quieto, a se soltar, dançando e se movimentando. “Mas aí eu penso, qual vai ser o momento em que vou ter que falar pra ele não ‘faça movimentos bruscos’?”, complementa. “Não é pra correr, em hipótese nenhuma. E que ele precisa estar com o documento de identidade no bolso”, acrescenta Maria Isabel, mãe de Rodrigo, em seu relato.

“[Digo] que é bom ele andar com o capuz pra baixo, no frio”, diz Giselda, mãe de Akins. O menino chegou a perguntar “por que a polícia mata gente preta?”. “Duvido que uma mãe branca tem que responder isso.”

“Quando o Evandro comprou um carro novo, a gente comemorou por pouquíssimos dias, porque ele chegou a ser enquadrado três vezes por estar em um carro novo ”, lembra Dona Jacira.

Veja mais:
Terapia ajuda a reduzir impacto do racismo na saúde mental da pessoa negra
Rede de apoio e comunicação antirracista fortalece valorização da negritude desde a infância
Vídeo com Preta Araújo explica o que é racismo estrutural
Advogados negros se unem para combater racismo no judiciário

Crédito da imagem: print do vídeo “Como é ser mãe de meninos pretos em uma sociedade racista?”

Deixe um comentário

Talvez Você Também Goste

Notícias

20 charges contra racismo e censura no Brasil são reunidas em exposição online

Obras selecionadas retratam temas atuais como genocídio da população negra, violência policial e intervenção militar

há 20 horas
Notícias

“Covid veio para evidenciar racismo que já existe”, explica pesquisadora quilombola Selma Daldina em vídeo

Material com participação da ex-procuradora-geral da República, Deborah Duprat, discute impactos da desigualdade nessa população

há 2 meses
Notícias

Historiador da Unesp explica origem dos grupos antifascistas em podcast

Segundo José Adriano Fenerick, artistas como Charlie Chaplin também combateram o fascismo no plano cultural

há 2 meses
Notícias

Vídeo com Preta Araújo explica o que é racismo estrutural

Produção esclarece as formas como o preconceito e a discriminação racial acontecem na sociedade

há 1 ano

Receba NossasNovidades

Receba NossasNovidades

Assine gratuitamente a nossa newsletter e receba todas as novidades sobre os projetos e ações do Instituto Claro.