Leonardo Valle

Encontrar um lugar adequado para ser frequentado por uma pessoa com Transtorno do Espectro Autista (TEA) não é uma tarefa das mais simples. Para facilitar essa busca, foi lançado o aplicativo Rede Azul, que indica com pontos azuis os ambientes calmos para receber essa população.

Restaurantes, igrejas, médicos, escolas, salões de beleza e outros estabelecimentos podem ser encontrados na plataforma, que é colaborativa e possibilita que o usuário faça novas indicações de locais ou avalie sua experiência naqueles já cadastradas.

A iniciativa foi idealizada pela mãe de uma adolescente de 17 anos diagnosticada com síndrome de Asperger, Elaine Marques, que é moradora da cidade de Indaiatuba (SP). Apesar do foco no estado de São Paulo, a plataforma já conta com indicações de estabelecimentos e serviços em outros 13 estados do país. Até o momento, há aproximadamente 650 usuários cadastrados.

O aplicativo pode ser baixado gratuitamente em celulares com sistema operacional Android, via Google Play. Também é possível encontrar mais informações na página da Rede Azul no Facebook ou no perfil da iniciativa no Instagram.

Veja mais:
Anne Magalhães usa música para incluir surdos e aumentar interesse pela língua de sinais
Grupo utiliza poesia para unir pessoas surdas e ouvintes
Vídeo com Vítor diCastro explica diferenças entre acessibilidade e inclusão

Crédito da imagem: Poike – iStock

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Talvez Você Também Goste

Notícias

Especial étnico-racial reúne expressões que debatem racismo e preconceito

Especialistas explicam em vídeos no Instagram sete verbetes que integram dicionário recém-lançado

há 6 meses
Notícias

Especial Cidadania e Eleições: tire suas dúvidas e prepare-se para votar de maneira consciente

Vídeo, reportagem, podcasts e plano de aula trazem conceitos fundamentais da democracia

há 2 anos
Notícias

Especial LGBTQIA+: conheça mais sobre as letras da sigla

Série de reportagens tem foco em grupos invisibilizados

há 2 anos
Notícias

E-book reúne artigos sobre saúde da população negra e a covid-19 no Brasil

Material gratuito também aborda problemas estruturais, como racismo e exclusão social

há 3 anos

Receba NossasNovidades

Receba NossasNovidades

Assine gratuitamente a nossa newsletter e receba todas as novidades sobre os projetos e ações do Instituto Claro.