Em novembro, a Convenção sobre os Direitos da Criança, da Organização das Nações Unidas (ONU), completou 30 anos. Assinado por 196 países, o documento ficou conhecido como o tratado de direitos humanos mais ratificado da história. De acordo com o chefe de comunicação e parcerias do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) no Brasil, Michael Klaus, nas últimas três décadas, o país – que foi um dos primeiros a ratificar o documento – teve grandes avanços em relação à situação das crianças e adolescentes.

“O Brasil conseguiu uma redução expressiva da taxa de mortalidade infantil, por exemplo – de 47,1 a cada mil nascidos vivos, em 1990, para 13,4 em 2017 –, assim como da porcentagem de crianças fora das escolas: de quase 20% para 4,7%, no mesmo período. Além disso, em 1990, a escola era obrigatória apenas dos 7 aos 14 anos e, desde 2009, foi ampliada para dos 4 aos 17 anos”, aponta. “Também houve melhora em aspectos como o aumento da porcentagem de crianças que são registradas em seu primeiro ano de vida e a redução do trabalho infantil”, completa.

Klaus, no entanto, destaca que ainda há um longo caminho pela frente: “Mesmo nesses aspectos que apresentaram melhora, ainda existem grandes desafios, principalmente no Nordeste do país e entre a população negra. Além disso, houve um aumento no número de homicídios de adolescentes, em especial meninos e negros. A cada dia, 32 crianças e jovens entre 10 e 19 anos são assassinados”, lamenta. “Também temos, hoje, desafios que não existiam há 30 anos, como a garantia do acesso à internet, a integração de imigrantes e o agravamento de ocorrências relacionadas ao clima.”

Com seus programas e projetos, o Instituto Claro tem contribuído no enfrentamento de alguns desses desafios. “O direito a uma infância com oportunidade de desenvolvimento e educação, e longe de qualquer tipo de violência, é uma causa que nós defendemos”, aponta a vice-presidente de projetos do Instituto e diretora de responsabilidade social corporativa da Claro, Daniely Gomiero. “Quando falamos do próximo novo, falamos de futuro, e são as crianças que vão construí-lo”, completa.

Gomiero aponta algumas das iniciativas por meio das quais o Instituto faz sua contribuição. “O programa Educonex@o, por exemplo, contribui com o direito a um ensino conectado e com o olhar voltado para as competências do futuro. O Dupla Escola, realizado na rede pública do Rio de Janeiro, atua com alunos do ensino médio e os certifica como técnicos em telecomunicações. Saem preparados para o mercado de trabalho”, exemplifica. “Com o Jovem Aprendiz, adolescentes encontram, aqui na empresa Claro, sua primeira oportunidade profissional. E também apoiamos todo o ano o Teleton, por entendermos que se trata de uma iniciativa que traz qualidade de vida para muitas crianças com deficiência atendidas pela AACD”, conclui.

Parceria com o Unicef

Além desses programas e projetos, uma das iniciativas mais recentes em que o Instituto Claro está envolvido é o Trajetórias de Sucesso Escolar, realizado em parceria com o Unicef, que visa o enfrentamento do atraso escolar de alunos da rede pública. “O objetivo é contribuir com o ensino, estimular a produção de tecnologias educacionais e o desenvolvimento de currículos escolares específicos para adolescentes em situação vulnerável nas escolas do país”, conta Gomiero.

Por meio desse projeto, o Unicef e o Instituto Claro esperam combater a cultura do fracasso escolar, ou seja, o uso da reprovação como estratégia de aprendizagem, o que, em muitos casos, implica na situação de distorção idade-série – na qual o aluno está com dois ou mais anos de atraso em relação à idade esperada para uma determinada série – e, posteriormente, o abandono da escola.

Nesse sentido, no fim de outubro, aconteceu o lançamento do curso online e da nova plataforma da estratégia Trajetórias de Sucesso Escolar e, no dia 28 de novembro, acontece a 3ª edição do Café da Manhã com Unicef, onde serão discutidos os atuais desafios da adolescência, os caminhos para superá-los e como o setor privado pode ser um protagonista nesta agenda.

“Acredito que o Instituto Claro e o Instituto Crescer têm tido uma experiência importante no relacionamento com o poder público e com vários coletivos na área de educação, liderando projetos e desenvolvendo parcerias que podem contribuir muito com as iniciativas do Unicef no enfrentamento dos desafios educacionais”, comenta a diretora técnica do Instituto Crescer, parceiro técnico do Instituto Claro no programa Educonex@o, Luciana Allan.

“Parcerias como a que temos com o Instituto Claro são fundamentais para esse trabalho que estamos fazendo, juntos, na área da educação, no sentido de gerar resultados, desenvolver plataformas ricas em dados e, assim, fortalecer o programa Trajetórias de Sucesso Escolar. Essas informações e evidências são essenciais para o desenvolvimento de políticas públicas, para chamar a atenção sobre o tema e para a criação de projetos-pilotos que, em um segundo momento e junto com o governo, possam ser escalados para níveis estaduais e nacional”, finaliza Michael Klaus.

Veja o que saiu na imprensa

Brasil tem avanços na infância, mas ainda há 27 milhões sem acesso a direitos básicos (Folha de S.Paulo)

Homicídios de crianças e adolescentes cresceram 47% no Brasil em 10 anos, aponta Unicef (G1)

30 anos da Convenção sobre os Direitos da Criança (Unicef)

Assassinatos de adolescentes crescem 140% desde 1990 (Band)

Direitos das crianças ainda não são respeitados em muitas partes do Brasil (Fantástico – Rede Globo)

Opinião | Direitos da Criança | 13/11/2019 (Opinião Nacional – TV Cultura)

Atualizada em 26/11/2019, às 19h03.

1
Deixe um comentário

Please Login to comment
1 Comment threads
0 Thread replies
1 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
1 Comment authors
Avatar Recent comment authors
mais novo mais antigo mais votado
Avatar
Visitante
Julio Alberto Lucca

Quero Parabenizar os idealizadores e os membros que contribuem para estas felizes inciativas! Acreditando na juventude do Brasil, com ações sociais consistentes, a Claro faz a diferença na melhoria da sociedade civil. Muito Satisfeito em fazer parte desta grande empresa! Abraços e sucesso para todos!

Talvez Você Também Goste

Notícias

Unicef e Instituto Claro promovem evento sobre combate ao atraso escolar

Na ocasião, curso EaD foi lançado para minimizar a reprovação, a distorção idade-série e a evasão

há 10 meses
Notícias

Unicef realiza campanha de doações para minimizar problemas causados pela pandemia

Iniciativa apoiada pelo Instituto Claro já beneficiou 89 mil pessoas com itens de higiene

há 3 meses
Notícias

Campus Mobile ganha reforço do Unicef na categoria Educação

Parceria envolve avaliação de projetos, mentorias, palestras e feedbacks para os candidatos

há 2 anos
Notícias

Instituto Claro e Unicef firmam parceria para combater distorção idade-série

Problema atinge cerca de 7 milhões de estudantes no país, principalmente negros e indígenas

há 2 anos

Receba NossasNovidades

Receba NossasNovidades

Assine gratuitamente a nossa newsletter e receba todas as novidades sobre os projetos e ações do Instituto Claro.