Para celebrar o mês do meio ambiente e incentivar práticas sustentáveis, a Claro realizou uma ação interna para saber quais são os hábitos que os colaboradores adotam no dia a dia para ajudar na preservação do meio ambiente.

Caroline Silva, colaboradora da Claro no município de Sorocaba (SP) (crédito: acervo pessoal)

“Comecei com a separação daquilo que poderia ser reaproveitado de outras formas como embalagens, vidros e caixas de papel. Agora, tenho utilizado também cascas e restos de frutas e de legumes como adubo para minhas plantas”, conta a colaboradora Caroline Silva, de Sorocaba (SP), que durante a quarentena tem olhado a produção de resíduos domésticos com mais atenção.

Atitudes como apagar a luz, não deixar a torneira pingando, fazer composteira para reaproveitar os restos de alimentos e ir para o trabalho de bicicleta são algumas das formas que os colaboradores encontraram para ajudar o meio ambiente e inspirar as pessoas ao seu redor.

Tatiane Silva, colaboradora da Claro no município de Balneário Camboriú (SC) (crédito: acervo pessoal)

Para a colaboradora Tatiane Silva, de Balneário Camboriú (SC), cada um precisa fazer sua parte. “Acredito que tudo está nos detalhes, que a mudança começa conosco. Coisas simples como cadastrar minhas faturas como débito em conta ou levar minha garrafa de água para o trabalho fazem a diferença. Se cada um fizer um pouco, chegaremos longe”, enfatiza.

Bruno de Mattos, colaborador da Claro em Americana (SP) (crédito: acervo pessoal)

“Aqui em casa, passei a tomar banho frio. Além de aumentar a minha imunidade, dentre outros benefícios, ele fica mais curto e gera um gasto bem menor de água e de energia”, lembra o colaborador da Claro no município de Americana (SP), Bruno de Mattos.

Já Claudilena Sylvestre, que atua na capital paulista, conta que coleta lacres de latas de refrigerante, de cerveja, tampinhas plásticas e doa o material para locais que revertem esses objetos em alimentos, medicamentos e até cadeiras de rodas para quem precisa. “É emocionante ver as pessoas receberem essa ajuda, que tem como origem itens que seriam jogados no lixo e que não se decompõem”, explica.

“Há dois anos, uma reportagem sobre plástico me comoveu”, comenta o colaborador de Campinas (SP), Wilson Oliveira, sobre os impactos do acúmulo de resíduos plásticos. “Refleti sobre meus hábitos e contabilizei o que eu usava por dia. A conclusão foi assustadora. Desde então, não uso mais canudos descartáveis, e o cafezinho é só na minha xícara.”

Luciano do Prado, colaborador da Claro em Campinas (SP) (crédito: acervo pessoal)

O colaborador Luciano do Prado, de Curitiba (PR), lembra que os automóveis também são grandes poluentes e que utilizar a bicicleta pode diminuir o impacto dos gases na atmosfera. “Vou de bike para o trabalho o maior número de dias possível. A distância da minha casa até lá é de 9km. Usando o carro, eu gastaria, em média, 40 litros de combustível por mês”, destaca ele, reforçando também os benefícios para a saúde.

Atualizada em 23/6/2020 às 12h47

Deixe um comentário

Please Login to comment

Talvez Você Também Goste

Notícias

Projeto Pé-de-Pincha agora está presente em mais seis comunidades na Amazônia

Iniciativa tem o objetivo de proteger os tracajás de predadores e comerciantes da região

há 7 meses
Notícias

Ações na Claro Brasil incentivam práticas sustentáveis e promovem aprendizados

Em mês do meio ambiente, ocorreram webinários e 24 ações locais espalhadas pelo país

há 12 meses
Notícias

Cálculo da pegada ecológica: faça o teste e saiba qual é seu impacto no meio ambiente

Junte-se à Claro Brasil e reflita sobre a importância de adquirir hábitos mais sustentáveis

há 1 ano

Receba NossasNovidades

Receba NossasNovidades

Assine gratuitamente a nossa newsletter e receba todas as novidades sobre os projetos e ações do Instituto Claro.