Confira o vídeo com audiodescrição

Documentos curriculares como a Base Nacional Comum Curricular (BNCC) e os Parâmetros Curriculares Nacionais (PCNs), além de diferentes correntes de pensamento dos Estados Unidos e da Europa, se apoiam no pensamento do suíço Philippe Perrenoud (1944). Com base em estudos que investigaram como a cognição se desenvolve, como os elaborados por Jean Piaget (1896-1980), ele consolidou as ideias de competências, de mobilização de conhecimentos, saberes, valores, atitudes e sentimentos que são utilizados para resolver situações complexas.

Em sua obra, Perrenoud realiza reflexões sobre como as competências são desenvolvidas e também quais são aquelas fundamentais para que professores realizem seu trabalho todos os dias com os alunos.

Na entrevista, que faz parte da terceira temporada da série Pensadores na Educação, a doutora em filosofia da educação pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP) Guiomar Namo de Mello explica o pensamento de Perrenoud e comenta sua influência no mundo da educação atualmente.

Acesse abaixo os outros episódios da série:

Foucault e as relações de poder
Morin, pensamento complexo e transdisciplinaridade
Emilia Ferreiro e as práticas de alfabetização
Howard Gardner e as inteligências múltiplas

Veja também a primeira temporada e a segunda temporada dos Pensadores na Educação

Confira o vídeo com audiodescrição:

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Talvez Você Também Goste

Usos do Desenho Universal para a Aprendizagem na inclusão escolar

Como engajar alunos com deficiências no ensino remoto?

Jovens oferecem reforço escolar gratuito para estudantes da rede pública

Receba NossasNovidades

Receba NossasNovidades

Assine gratuitamente a nossa newsletter e receba todas as novidades sobre os projetos e ações do Instituto Claro.