A pedagogia da alternância é um método que busca integrar a realidade do estudante que vive no campo com a aprendizagem dentro e fora da sala de aula. Foi instituído na França, em 1935, a partir das insatisfações de agricultores com um sistema educacional que não atendia às especificidades do meio rural e estimulava a evasão escolar. No Brasil, as primeiras experiências datam de 1969 no estado do Espírito Santo.

A Lei de Diretrizes e Bases da Educação (LDB, nº 9394/96), no artigo 23, cita a alternância como uma das formas de organização escolar. Desde 2019, contudo, o Senado aguarda a votação do projeto de lei 184/2017, que alteraria a LDB e reconheceria a pedagogia da alternância como possibilidade oficial de ensino. Isso aumentaria o destino de recursos para a prática nos orçamentos da União, governos estaduais e municipais.

Segundo o documento, o Brasil contava, até 2017, com 230 estabelecimentos que utilizavam a pedagogia da alternância em 16 estados, incluindo escolas familiares agrícolas e casas familiares. A seguir, selecionamos 6 links que explicam as origens e principais pontos que definem a pedagogia da alternância, assim como desafios da sua aplicação na realidade brasileira.

E-book – Origens da pedagogia da alternância no Brasil, de Paolo Nosella (2014)

Lançado pela Editora da Universidade Federal do Espírito Santo (Edufes), este e-book gratuito documenta como o método foi adaptado à realidade brasileira a partir de 1968, quando criadas as Escolas da Família Agrícola (EFAs) e o Centro de Formação e Reflexão (CFR) no estado. Além de pesquisador, o autor também participou da implantação, trazendo detalhes sobre o plano pedagógico, o contexto social, a situação jurídica, os educadores, os alunos, a seleção, o ano escolar, os conteúdos, a avaliação, entre outros. “O livro não é mera apologia da experiência. Defende a Pedagogia da Alternância, mas também capta e tenta analisar os principais problemas da primeira aplicação no Brasil”, explica Nosella.

E-book – O livro de Lauzun: onde começou a pedagogia da alternância, de Abbé Granereau (2010)

Abbé Granereau (1885-1987) foi um padre e militante do sindicalismo camponês que criou, em 1935, a primeira Casa Familiar Rural (ou Escola da Família Agrícola) em regime de alternância. Interligava, assim, espaço escolar com o extraescolar. Durante sua vida, lutou para aperfeiçoar e difundir esse novo sistema. Este livro é seu diário, reunindo notas, observações, análises, projetos, cartas, programas didáticos e relatos de encontros com agricultores, autoridades e técnicos. Documentos que fazem referência à criação e expansão das escolas da pedagogia da alternância, as Maisons Familiales Rurales (MFR).

Webinar – Pedagogia da alternância em Pernambuco (2020)

Origens e aspectos significativos da Pedagogia da Alternância em Pernambuco é o tema do webinar, que reuniu o gerente de políticas educacionais do campo da Secretaria Estadual de Educação Jailson Santos; a coordenadora municipal de Educação do Campo de Afogados Wiviane Fonseca e o professor de Educação do Campo da rede estadual Aldemir Araujo.

Webinar – Pedagogia da alternância e formação integrada (2020)

O Sindicato dos Trabalhadores em Instituições Federais de Educação Profissional e Tecnológica de Goiás (SINTEF-GO) apresenta um debate sobre as experiências pedagógicas no contexto da pedagogia da alternância e seus limites em tempos de pandemia. Foram ouvidos os pesquisadores Oséias Soares Ferreira e Gláucia Ferrari sobre as condições e limites constitucionais para essa oferta, e formas de trabalhar no tripé pesquisa, ensino e extensão nessa modalidade.

Artigo – Estudos sobre pedagogia da alternância no Brasil: revisão de literatura e perspectivas para a pesquisa (2008)

O texto mapeia as dissertações de mestrado e teses de doutorado brasileiras sobre pedagogia da alternância defendidas entre 1969 e 2006. A revisão inclui 46 trabalhos, sendo sete teses e 39 dissertações. “Apresentamos as temáticas de estudo mais recorrentes, a distribuição regional dessa produção e o que consideramos como consensos e limites nesses trabalhos”, resumem os autores.

Documentário – Pedagogia da alternância: trabalho, estudo e liberdade (2011)

Filme produzido pelos alunos da Escola Família Agrícola do Movimento de Educação Promocional do Espírito Santo (MEPES), em São Gabriel da Palha (ES). Ouve professores e alunos para traçar um modelo de educação onde escola e família trabalhem juntas.

Veja mais:

Realidade no campo, classes multisseriadas apresentam potencial pedagógico

Fechamento de escolas do campo no Pará desconsidera particularidades da região, dizem especialistas

Frear fechamento de escolas rurais é fundamental para combater desigualdade educacional

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Talvez Você Também Goste

Notícias

Método e didática de Paulo Freire são apresentados em e-book gratuito

Material é resultado de formação oferecida por pesquisadores da obra do patrono da educação brasileira

há 11 meses
Notícias

7 livros para entender a etnomatemática

Campo do conhecimento considera características culturais, sociais e históricas dos alunos para criar estratégias pedagógicas

há 1 ano
Notícias

Repositório oferece recursos educacionais abertos para estudantes de licenciaturas

Futuros professores contam com materiais de apoio nas graduações de matemática, química, biologia e pedagogia

há 2 anos

Receba NossasNovidades

Receba NossasNovidades

Assine gratuitamente a nossa newsletter e receba todas as novidades sobre os projetos e ações do Instituto Claro.