Contra-narrativas ao discurso de ódio são todo o conteúdo produzido online por pessoas de grupos minorizados visando estimular o diálogo e o respeito à diversidade. Isso inclui memes, gifs, vídeos, jogos, depoimentos, entre outros. Para estimular os jovens a criarem contra-narrativas, a Safernet criou o SaferLab – um laboratório de ideias destinado a pessoas de 16 a 25 anos.

Os interessados possuem até o dia 1 de março de 2018 para se inscreverem. Os selecionados participarão de uma formação para aprender diferentes estratégias de comunicação. “As dez melhores ideias que estimulem o diálogo, o respeito e a diversidade serão premiadas com valores de R$ 1,5 mil e R$ 12 mil, para serem colocadas em prática”, explica a diretora de projetos especiais da Safernet, Juliana Cunha.

“A proposta é promover o protagonismo e trazer informações sobre diferentes grupos, especialmente aqueles que são alvo de discriminação e violência na internet, como Lgbtqi, mulheres, negros e indígenas”, diz.

#ChamaPraConversa

Para lançar a iniciativa, o Saferlab também criou um jogo de cartas chamado #ChamaPraConversa, que está disponível gratuitamente na internet. Além disso, há um guia para a produção de contra-narrativas ao discurso de ódio na web.

Segundo Juliana, as contra-narrativas e demais ações afirmativas são uma segunda camada para o combate ao discurso de ódio. “A primeira é a denúncia e a aplicação da lei contra os crimes. As violações recebidas pela Safernet, por exemplo, ficam arquivadas em uma base de dados disponível ao Ministério Público”, complementa.

Deixe um comentário

Talvez Você Também Goste

Notícias

Manual da USP explica estrutura das fake news sobre coronavírus

Publicação também lista 24 notícias falsas popularmente compartilhadas em redes como WhatsApp e Facebook

há 1 dia
Notícias

Síndicos podem ajudar a combater violência doméstica contra a mulher em condomínios

Cartilha explica tipos de medidas protetivas e formas do profissional auxiliar as vítimas

há 6 dias
Notícias

ONU disponibiliza curso de português online para migrantes e refugiados

Iniciativa gratuita inclui níveis intermediário e avançado e pode ser acessada via celular

há 1 semana
Notícias

Meninas estão mais expostas a conteúdos de violência na internet, diz pesquisa

Tratamento ofensivo e pedido de fotos íntimas também foram relatados na TIC Kids Online 2019

há 2 semanas

Receba NossasNovidades

Receba NossasNovidades

Assine gratuitamente a nossa newsletter e receba todas as novidades sobre os projetos e ações do Instituto Claro.