Leonardo Valle

Ampliar a capacidade da sociedade para lidar com conflitos e conversar com quem pensa diferente. Esse é o objetivo da cartilha online “Guia Prático para Conversas Difíceis”. A publicação reúne dicas sobre como ter diálogos saudáveis em tempos de polarização, baseadas em conhecimentos sobre ciência comportamental, negociação e comunicação não violenta.

Com isso, os interlocutores podem se expressar e compreender melhor pessoas de pensamentos antagônicos ao seu.

A cartilha é uma idealização do Politize! e integra o projeto Despolarize, que visa estimular mudanças de comportamento e promover uma sociedade mais pacífica. “Um país próspero requer uma sociedade forte, com pessoas capazes de conversar sobre as questões que as dividem, aceitando e lidando com conflitos”, explica o site do projeto.

Já o Politize! é uma organização da sociedade civil sem fins lucrativos (ONG) que visa contribuir com a formação de cidadãos conscientes e comprometidos com a democracia, por meio da educação política.

Veja mais:
Vídeo – O que é Comunicação Não Violenta?

Crédito da imagem: vector_s – iStock

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Talvez Você Também Goste

Notícias

Especial Cidadania e Eleições: tire suas dúvidas e prepare-se para votar de maneira consciente

Vídeo, reportagem, podcasts e plano de aula trazem conceitos fundamentais da democracia

há 5 meses
Notícias

Cartilha explica importância das mulheres em cargos políticos

Material da FGV também aborda violência de gênero nas eleições

há 1 ano
Notícias

Taxa de mortalidade infantil é menor em municípios com prefeitas, aponta estudo

Lugares apresentaram ampliação de projetos sociais e acesso à saúde pública

há 2 anos
Notícias

Série disponível na internet mostra iniciativas de mobilização política nas periferias

Vídeos apresentam ações de cidadãos que se mobilizaram por suas comunidades

há 4 anos

Receba NossasNovidades

Receba NossasNovidades

Assine gratuitamente a nossa newsletter e receba todas as novidades sobre os projetos e ações do Instituto Claro.