Usar o celular durante a aula ou ofender moralmente um colega ou professor, qual das duas ocorrências é mais grave? Ofender, claro. A resposta pode parecer inequívoca, mas o fato é que, no dia a dia das escolas, as coisas se misturam, os sinais se invertem, as punições perdem o sentido e o ambiente acaba por tornar-se tóxico. Essa é a síntese do diagnóstico feito por Telma Vinha, professora de psicologia educacional, na Unicamp, e pesquisadora em educação moral. Nesta entrevista, as especialista fala sobre diferentes problemas de convivência que surgem nas escolas, a importância de saber distingui-los e como buscar estratégias para resolvê-los.

Assista a outros programas do NET Educação:
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Talvez Você Também Goste

Contação de histórias ajuda a ensinar cultura africana na escola

Como implementar a lei do ensino de história e cultura afro-brasileira e indígena nas escolas?

Qual o papel da escola no combate à violência contra crianças?

Receba NossasNovidades

Receba NossasNovidades

Assine gratuitamente a nossa newsletter e receba todas as novidades sobre os projetos e ações do Instituto Claro.