A Revista de Ciências Sociais Aplicadas da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG) disponibilizou, na internet, o artigo “Cultura de paz como componente da Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional: dilemas e possibilidades”, dos professores Nei Alberto Salles Filho e Virgínia Ostroski Salles. O texto discute a inclusão do tema na LDB, ocorrida em maio de 2018, e as possibilidades que ele traz ao universo escolar.

Contra o risco de ter as práticas pedagógicas da cultura da paz tratadas na perspectiva do senso comum, os autores defendem o resgate dos conhecimentos teóricos e metodológicos já estabelecidos.

“Uma Educação para a Paz que relaciona a paz como um aprendizado da relação dos valores humanos com os direitos humanos, pressupondo o processo de mediação dos conflitos e redimensionado pela ideia de sustentabilidade da vida e do planeta, através de relações convivenciais mais humanas”, sintetiza o artigo.

Além disso, os pesquisadores reforçam a necessidade de considerar a realidade brasileira atual na construção das práticas. “Tanto na conjuntura referente às múltiplas violências escolares quanto ao discurso que a educação brasileira vem produzindo nas últimas décadas, muito marcado pelas referências à cidadania, formação humana e social. A partir disso, apresentamos uma proposta de Educação para a Paz já construída dentro destas perspectivas”, explica o texto.

Veja mais:
Aplicar cultura de paz na escola exige práticas combinadas entre diversas disciplinas
“Escola pública é fundamental para construir a paz”, diz professor de Harvard

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Talvez Você Também Goste

Notícias

“Leituras de Quarentena” reúne artigos sobre diferentes temáticas da educação

Iniciativa da Anped compila pesquisas apresentadas nas últimas reuniões da instituição

há 2 anos
Notícias

“Séries violentas como Round 6 precisam ter mediação de adulto”, alerta ONG

Acesso livre a conteúdos nas plataformas de streaming é desafio para pais e professores

há 3 dias

Receba NossasNovidades

Receba NossasNovidades

Assine gratuitamente a nossa newsletter e receba todas as novidades sobre os projetos e ações do Instituto Claro.