Em tempos de crise hídrica, captar água da chuva em casa é uma alternativa sustentável e econômica na hora de pagar a conta. Apesar dessa água não ser recomendada para consumo humano, seu reaproveitamento tem diversos usos, como limpeza de quintal, banheiros e rega de jardins. Assim, ela pode suprir até 50% do consumo de uma residência.

Minicisterna

Existem sistemas de captação de água da chuva muito simples e de baixo custo, como o projeto da minicisterna, capaz de acumular cerca de 200 litros de águas pluviais. Muitas informações e até o passo a passo para a construção de uma minicisterna podem ser acessados gratuitamente em sites como o do Movimento Cisterna Já, uma iniciativa independente de pessoas preocupadas em aumentar a resiliência urbana diante da crise hídrica.

Neste vídeo, o Instituto Claro foi até a sede do coletivo Permacultores Urbanos para entender como o permacultor e cisterneiro Vinicius Pereira resolveu o problema de abastecimento no local: “Quando a gente armazena a água [da chuva] na nossa casa, a gente está encurtando um monte de caminhos e passa a ter autonomia para responder sobre a qualidade dessa água”, explica Vinicius.

Veja mais:

Óleo de cozinha pode ser reciclado e transformado em sabão 

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Talvez Você Também Goste

O que é renda básica universal?

Boxe e formação cidadã: projeto em São Paulo une esporte e educação política

Jessé Souza: ‘Combate à corrupção é a maior mentira brasileira’

Receba NossasNovidades

Receba NossasNovidades

Assine gratuitamente a nossa newsletter e receba todas as novidades sobre os projetos e ações do Instituto Claro.