Leonardo Valle

A organização não governamental WWF-Brasil lançou uma série de podcasts sobre as onças-pintadas (Panthera onca). Atualmente, na Mata Atlântica, restam apenas 300 exemplares desse animal, que é um indicador de qualidade ambiental por estar no topo da cadeia alimentar desse ambiente e necessitar de grandes áreas preservadas para sobreviver.

A série “Sobre o Barulho da Onça” conta com dez programas, que serão disponibilizados quinzenalmente nas plataformas Spotify e Google Podcasts. O primeiro, já disponível para o público, tem o coordenador do Centro Nacional de Pesquisa e Conservação de Mamíferos Carnívoros (Cenap), Ronaldo Morato, como entrevistado. A duração é de 23 minutos.

A iniciativa conta ainda com o quadro Esturra, no qual serão respondidas as dúvidas dos ouvintes sobre o animal. As perguntas podem ser enviadas via e-mail barulhodaonca@wwf.org.br ou WhatsApp (11) 97266-8310.

Felino vulnerável

As onças-pintadas contam com apenas 10% de florestas remanescentes da Mata Atlântica para viverem. Além disso, sofrem com a caça ilegal, atropelamentos e diminuição das presas naturais.

Com poucos animais ainda vivos na região, a espécie corre o risco de desaparecer. Por esse motivo, os podcasts possuem caráter educativo e buscam sensibilizar e conscientizar a população sobre os riscos que esse felino sofre. Reduzir as ameaças é fundamental para garantir sua sobrevivência e a integridade dos ecossistemas.

Veja mais:
Livro “Vermelho da Fauna” aponta mais de mil espécies em risco de extinção
“Atropelamento e isolamento de animais causados por rodovias aumentam risco de extinção”, alerta bióloga premiada
Projeto aproxima crianças e adultos das aves por meio de atividades lúdicas

Crédito da imagem: Palenque – iStock

Deixe um comentário

Talvez Você Também Goste

Notícias

Animação conscientiza sobre perigos vividos por tartarugas

Filme do Greenpeace narra história de animais que tentam cruzar oceano cheio de ameaças

há 8 meses
Notícias

Livro “Vermelho da Fauna” aponta mais de mil espécies em risco de extinção

Estudo de 2018 ainda mostrou que 170 delas saíram da lista anterior

há 2 anos
Notícias

Brasil desmatou metade do cerrado e 20% da floresta amazônica, aponta relatório

Documento da WWF monitorou impactos ambientais no mundo de 1970 até os dias de hoje

há 2 anos

Receba NossasNovidades

Receba NossasNovidades

Assine gratuitamente a nossa newsletter e receba todas as novidades sobre os projetos e ações do Instituto Claro.