Leonardo Valle

A Empresa Municipal de Multimeios do Rio de Janeiro (MultiRio) lançou o jogo educativo SOS Mar, para conscientizar as crianças sobre a limpeza dos mares e oceanos. No game online, o jogador pilota um submarino e recolhe o lixo e detritos sólidos deixados nas águas.

A iniciativa é fruto de uma parceria da Secretaria Municipal de Educação do Rio de Janeiro com a subsecretaria de Planejamento da Casa Civil. Ela é baseada no Plano de Desenvolvimento Sustentável (PDS) e nos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), da Organização das Nações Unidas (ONU).

A ODS 14 prevê a conservação e uso sustentável dos oceanos, dos mares e dos recursos marinhos. Entre suas metas, estão reduzir a poluição marinha de todos os tipos até 2025; proteger os ecossistemas marinhos e costeiros; regularizar a pesca destrutiva e conservar, pelo menos, 10% das zonas costeiras e marinhas até 2020.

A poluição dos mares e oceanos, principalmente por itens plásticos, é considerada pela ONU um problema internacional. Segundo a organização, 90% de todo o lixo dos oceanos são itens desse material e, por ano, mais de 8 milhões de toneladas dele chegam às águas. A entidade alerta que, se nada for feito, haverá mais plástico nos mares do que peixes até o ano de 2050.

Veja mais:
Game para smartphones combate focos do Aedes aegypt no Amapá

Crédito da imagem: print do jogo SOS Mar

Deixe um comentário

Talvez Você Também Goste

Notícias

Microplástico é problema ambiental que afeta a saúde, lembra animação da ONU

Vídeo lembra que, aproximadamente, 51 trilhões de partículas da substância flutuam nos oceanos

há 8 meses
Notícias

Oxigênio nos oceanos está diminuindo por conta do aquecimento global, aponta relatório

Emissão de gás carbônico e contaminação dos mares por agrotóxicos estão entre causas

há 8 meses
Notícias

Vazamento de óleo nas praias do Nordeste: cartilha explica monitoramento e formas de atuação

OAB-PE lista locais atingidos e orienta sobre resgate de animais e trabalho voluntário de limpeza

há 9 meses
Notícias

PIB e produção mundial serão afetados até 2050 por escassez de água, alerta ONU

Relatório aponta que mais de dois bilhões de pessoas sofrem com a falta do recurso

há 1 ano

Receba NossasNovidades

Receba NossasNovidades

Assine gratuitamente a nossa newsletter e receba todas as novidades sobre os projetos e ações do Instituto Claro.