Leonardo Valle

O Sistema de Alerta de Desmatamento (SAD), do Instituto do Homem e Meio Ambiente da Amazônia (Imazon), apontou um aumento de 384 km² de desmatamento na Amazônia Legal entre os meses de agosto de 2018 e março de 2019, em relação ao período anterior (agosto de 2017 a março de 2018).

Os valores representam um crescimento de 24% na destruição das florestas. Os estados líderes em áreas desmatadas nesse recorte de tempo são Pará (755 km²), Mato Grosso (442 km²) e Amazonas (294 km²).

Somente no mês de março de 2019, o SAD detectou 67 km² de desmatamento na Amazônia Legal, sendo 58% em áreas privadas ou sob diversos estágios de posse. No ranking das dez Unidades de Conservação (UCs) que mais sofreram com a perda de suas florestas, seis estão localizadas em Rondônia: Florex Rio Preto-Jacundá, Resex Rio Preto Jacundá, Resex Jaci Paraná, PES de Guajará-Mirim, Florsu Periquito e Flona do Jamari.

O SAD é uma iniciativa do Imazon em operação desde 2007. Ele opera monitorando mensalmente, via imagens de satélite, o desmate em toda a Amazônia brasileira.

Com Imazon

Crédito da imagem: Atelopus – iStock

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Talvez Você Também Goste

Notícias

6 respostas sobre os incêndios florestais da Amazônia

ONG WWF explica causas e consequências das queimadas que se intensificaram na região

há 2 anos
Notícias

Desmatamento da Amazônia Legal cresce 54% no primeiro mês de 2019

Boletim do Imazon apontou ação em unidades de conservação e terras indígenas

há 3 anos
Notícias

Impactos das mudanças climáticas na vida de brasileiros é tema de documentário online

“O Amanhã é Hoje” relata história de vítimas de secas, incêndios florestais, chuvas e desabamentos

há 3 anos
Notícias

Brasil desmatou metade do cerrado e 20% da floresta amazônica, aponta relatório

Documento da WWF monitorou impactos ambientais no mundo de 1970 até os dias de hoje

há 3 anos

Receba NossasNovidades

Receba NossasNovidades

Assine gratuitamente a nossa newsletter e receba todas as novidades sobre os projetos e ações do Instituto Claro.