Sarah Fernandes

Comprou um celular mais moderno ou decidiu trocar sua televisão por uma mais nova? Ótimo, mas você sabe como descartar de forma correta os equipamentos antigos? Esses aparelhos contêm substâncias tóxicas e sua decomposição pode poluir o solo, causando prejuízos à saúde humana e ao meio ambiente.

O Brasil produz atualmente 1,5 milhão de toneladas do chamado lixo eletrônico, ou e-lixo, sendo o maior produtor da América Latina. A informação é do estudo “Global e-Waste Monitor”, lançado pela Organização das Nações Unidas (ONU), em 2017. Desse total, apenas 3% é descartado de forma correta ou coletado para ser reciclado.

A Política Nacional de Resíduos Sólidos, aprovada em 2010, orienta fabricantes, distribuidores e comerciantes a recolher e dar um destino adequado a esse material. Ela, porém, ainda não está plenamente em prática. Para além da legislação, o consumidor também pode ajudar a encaminhar o e-lixo de forma correta. Confira aqui seis dicas de como fazer o descarte correto:

1 – Pense bem antes de adquirir um novo produto

Vale mesmo a pena substituir o celular ou laptop por um novo? Um upgrade não resolveria seu problema? Ou não seria possível consertar o equipamento? Essas são algumas perguntas que você deve fazer a si mesmo antes de comprar um novo aparelho. Assim, você colabora para eliminar os impactos negativos da sua produção, além de economizar.

2 – Dê preferência às empresas preocupadas com os impactos dos produtos

Escolha empresas e marcas preocupadas com os impactos da fabricação no meio ambiente, sobretudo aquelas que mantém programas para o descarte correto dos produtos. Dessa forma, você valoriza as boas práticas e estimula os fabricantes a manterem uma conduta sustentável.

3 – Devolva os equipamentos usados para fabricantes

Jogar no lixo os aparelhos velhos não é uma boa opção. O melhor é devolvê-los para os fabricantes, que darão destinação adequada para o produto, seja enviando para reciclagem, seja desmontando o produto e reutilizando as peças em boas condições.

4 – Leve os aparelhos usados para cooperativas e prefeituras

Se o fabricante não tem um programa específico de descarte, procure associações e cooperativas que fazem esse tipo de trabalho, como a Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica (Abinee) que tem um programa de gestão de e-lixo chamada GREEN Eletron. Prefeituras também mantêm postos de coleta de equipamentos eletrônicos.

5 – Venda seu equipamento

Se, caso depois de avaliar, você decida mesmo por comprar um produto mais moderno, considere vender seu aparelho usado para que ele continue sendo utilizado por outra pessoa. Há ainda lojas específicas que compram celulares usados para revendê-los, por exemplo.

6 – Doe para ONGs

Você ainda pode doar seus equipamentos antigos para organizações não governamentais que trabalham com inclusão digital ou recebam os equipamentos para modernizá-los e colocá-los em uso novamente.

Com Instituto Akatu

Veja mais:
Empresas prejudicam o meio ambiente ao produzirem intencionalmente artigos pouco duráveis
Saiba a importância de descartar corretamente seu computador ou celular usados
Curso online ensina descarte e triagem do lixo eletrônico

Crédito da imagem: ThamKC – iStock

Deixe um comentário

Talvez Você Também Goste

Notícias

Como identificar um relacionamento abusivo?

Cartilha lista 20 dicas que ajudam a reconhecer sinais de uma relação tóxica

há 3 dias
Notícias

Novas doenças transmitidas por animais podem ser evitadas com ações ambientais, alerta ONU

Demanda por carne, desmatamento e crise climática impulsionam surtos como o do coronavírus

há 5 dias
Notícias

Manual da USP explica estrutura das fake news sobre coronavírus

Publicação também lista 24 notícias falsas popularmente compartilhadas em redes como WhatsApp e Facebook

há 7 dias
Notícias

Síndicos podem ajudar a combater violência doméstica contra a mulher em condomínios

Cartilha explica tipos de medidas protetivas e formas do profissional auxiliar as vítimas

há 2 semanas

Receba NossasNovidades

Receba NossasNovidades

Assine gratuitamente a nossa newsletter e receba todas as novidades sobre os projetos e ações do Instituto Claro.