Conteúdos

– Conceitos de Estado-nação, nacionalismo, liberalismo e socialismo
– Unificação Italiana e alemã
– I Guerra Mundial e Revolução Russa
– Tratado de Versalhes e a derrota
– II Guerra Mundial e o Holocausto

Objetivos

– Conceituar o que é o fascismo
– Contextualizar o fascismo no início do século XX
– Aprender sobre o regime fascista italiano
– Conhecer brevemente o nazismo

Proposta de Trabalho: 

O objetivo desse roteiro é auxiliar nos estudos em casa ou em outro ambiente. Nesse sentido, apresenta um percurso com textos base e algumas propostas de atividades, e no final há outros textos que podem ajudar a compreender melhor o tema em questão.

Não é necessário fazer todas as etapas ou ler todos os textos, mas as questões norteadoras, bem como as subquestões que advém delas, ajudam na captação do conteúdo inteiro e dos principais conceitos.

Leia os textos propostos, sempre buscando as respostas para cada uma das perguntas. Se aparecerem mais dúvidas ao longo da leitura, aproveite para anotar e aumentar ainda mais sua pesquisa. Após as leituras de cada um dos textos, escreva um parágrafo resumindo seu aprendizado.

1ª Etapa: O que é o fascismo e quais suas características?

1) Depois de ler os textos abaixo e assistir ao vídeos, tente destacar as seguintes informações:
a) O fascismo pode ser chamado de ideologia?
b) Quais são os usos mais comuns dos termos fascistas?
c) Todo regime autoritário é um regime fascista?
d) O que é “povo”, segundo os regimes fascistas?
e) Qual o papel da mulher no regime fascista?
f) Qual a importância da propaganda para os regimes fascistas?
g) Existe consenso entre os historiadores sobre o que é o fascismo?
h) Nazismo e fascismo são a mesma coisa?
i) Quais as características que todos os textos/vídeos apresentam em comum em relação ao fascismo?

O que é fascismo? #CatracaLivreCidadania

O que é fascismo? História – Canal reVisão.

– SILVA, Daniel Neves. Fascismo. Site Mundo Educação.

O que é fascismo? Conceitos Históricos –  Blog da Editora Contexto.

2) Sugestão de atividade: mapa mental

O Mapa Mental é um resumo visual de conceitos que facilita os estudos e sua revisão. Você vai precisar de folhas em branco e canetinhas coloridas.
a) Escreva o conceito principal no centro da folha, em seguida, puxe setas com os conceitos adjacentes;
b) Dos conceitos adjacentes, pode-se puxar outros ou ainda escrever um breve resumo embaixo;
c) Você pode fazer desenhos para identificar com mais facilidade do que se trata.

Esse vídeo pode ajudar bastante: Como fazer um mapa mental- passo a passo. Seja Um Estudante Melhor. Canal SejaUmaPessoaMelhor.

2ª Etapa: Os antecedentes do fascismo e do nazismo

Assista aos vídeos e leia os textos abaixo, prestando atenção em algumas características

1) Unificação Italiana e alemã e a formação do Estado-nação:

Unificação Italiana – Canal Brasil Escola.

Unificação Alemã – Canal Brasil Escola.

– SOUSA, Rainer. Unificação Italiana. Site Brasil Escola.

– NEVES, Daniel. O que foi a unificação Alemã? Site Brasil Escola.

2) Os antecedentes: Primeira Guerra Mundial, Revolução Russa e Acordos de Paz:

Resumo de História: NAZISMO e FASCISMO – Período entre Guerras. Canal da Débora Aladim.

100 anos do fim da Primeira Guerra Mundial. Canal Nerdologia de História.

Revolução Russa (1917). Canal Brasil Escola.

– MORAIS, Pâmela. Consequências da Primeira Guerra Mundial. Site Politize!

– SOUSA, Rainer. Tratados da Primeira Guerra Mundial. Site Mundo Educação.

– GASPARETTO Jr. Antonio. Anticomunismo. Site InfoEscola.

Antissemitismo. Canal Brasil Escola.

– RODRIGUES, Pedro Eurico. Ascensão do Fascismo e do Nazismo. Site InfoEscola.

3) Sugestão de Atividade: Resumo

Para fazer um resumo, você pode selecionar as partes mais importantes dos textos e vídeos e depois escrever um texto sobre o tema de no máximo duas páginas.

Perguntas que podem ajudar (além dessa, você poderá destacar quantas partes quiser):
a) Em que medida a unificação tardia colaborou com a ideia de nacionalismo?
b) Como um povo se define? E uma nação?
c) Em qual medida os tratados do final da Primeira Guerra Mundial auxiliaram no crescimento de um sentimento de revanche?
d) Havia um medo do avanço do comunismo? Quais as razões?
e) Como a crise econômica favoreceu o sentimento de injustiçados de italianos e alemães?

3ª Etapa: O fascismo italiano

Sugestão de perguntas para nortear o estudo. Leia os textos e assista aos vídeos, buscando informações e fazendo destaques e anotações.

a) Como o fim da Primeira Guerra Mundial contribuiu para o crescimento do fascismo na Itália?
b) Como a crise econômica auxiliou na polarização e na crise com o liberalismo?
c) Qual era o setor no qual o fascismo mais se apoiava? Quem eram os seus inimigos?
d) O fascismo italiano tentava retornar a qual passado mítico?
e) O fascismo chegou ao poder com o apoio de quais grupos políticos? Por quê?
f) Como era a relação do fascismo com a legalidade? E com a violência?
g) O que são organismos paramilitares e como eles eram compostos? O que são os camisas negras? Quem eles atacavam?
h) Como o fascismo se relacionava com a tradição? Como era sua visão de gênero e de sexualidade?
i) Qual a diferença entre o fascismo como movimento e depois quando já estava no poder?
j) Como era a relação de Mussolini com a monarquia e com a política institucional?
k) O fascismo era revolucionário, liberal ou conservador?
l) Como foi o regime fascista italiano? Quanto tempo durou?
m) Como era a Aliança dos Fascistas Italianos e dos Nazistas Alemães?
n) Quem derrotou o regime fascista italiano?

1) Ascenso do Fascismo Italiano: mecanismos paramilitares, ataques à esquerda e Marcha sobre Roma:

Mussolini e a ascensão do FASCISMO. Canal Leitura ObrigaHISTÓRIA.

– SOUSA, Rainer. Fascismo. Site Brasil Escola.

– SILVA, Daniel Neves. Marcha sobre Roma. Site Mundo Educação.

2) A Ditadura Fascista e a Guerra:

A Itália na Segunda Guerra Mundial – Canal Hoje na Segunda Guerra Mundial.

– TURCI, Erica. Fascismo Italiano – governo de Mussolini – A ditadura fascista.

3)  Resistência e queda:

– TURCI, Erica. Fascismo Italiano – Segunda Guerra Mundial – Declínio, República de Salò e derrota. Mundo Educação.

– CARDOSO, Luísa Rita. Rendição da Itália. Canal InfoEscola.

– FERRAZ, Francisco. A resistência Italiana na 2ª Guerra Mundial e seu hino Bella Ciao. Site Mundo da Política.

4ª Etapa: O nazismo alemão

Leia os textos e assista aos vídeos, buscando informações e fazendo destaques e anotações:

a) O nazismo é um fascismo? Quais as semelhanças e diferenças?
b) A crise econômica afetou os alemães igualmente ou pior, em relação aos italianos?
c) Qual o passado mítico que o nazismo tentava emular?
d) O nazismo chegou ao poder com o apoio de quais grupos políticos? Como?
e) Com quanto tempo de diferença o nazismo chegou ao poder em relação ao fascismo?
f) O nazismo tinha a mesma relação com a violência que o fascismo?
g) O nazismo tinha organismos paramilitares também? Quais?
h) Como o nazismo se relacionava com a tradição? Como era sua visão de gênero e de sexualidade?
i) Como foi o regime nazista italiano? Quanto tempo durou?
j) Qual o papel do nazismo na Segunda Guerra Mundial?
k) Como o regime nazista foi derrotado?
l) Contra quais grupos os nazistas se opunham?

1) Ascensão do Nazismo: O sentimento de revanche pós Guerra, crise econômica e crescimento do socialismo:

Nazismo (Parte 1). Canal Brasil Escola.

Nazismo (Parte2). Canal Brasil Escola.

Hitler e o surgimento do Nazismo – História – Canal reVisão.

– FERNANDES, Cláudio. Nazismo. Site Mundo Educação.

– NEVES, Daniel. Nazismo. Site Brasil Escola.

2) A Segunda Guerra Mundial e a derrota do nazismo:

Segunda Guerra Mundial – Canal Brasil Escola.

– CARVALHO, Leandro. Causas da Segunda Guerra Mundial. Site Mundo Educação.

– FERNANDES, Cláudio. Segunda Guerra Mundial. Site Brasil Escola.

– SOUSA, Rainer. Meses finais da Segunda Guerra Mundial. Site Brasil Escola.

– CARVALHO, Leandro. Resistência Europeia ao Nazismo. Site Mundo Educação.

– SANTIAGO, Emerson. A resistência alemã ao regime nazista. Site InfoEscola.

– BEZERRA, Juliana. Batalha de Stalingrado. Site Toda Matéria.

3) A Propaganda Nazista: Símbolos e discurso. Quem eram os inimigos?

A Propaganda Nazista – Canal Publicitários Criativos.

Nazismo –  Violência e propaganda foram armas de Adolf Hitler. Site Uol Educação.

A propaganda política nazista. Enciclopédia do Holocausto.

5ª Etapa: Integralismo brasileiro

Leia os textos e assista aos vídeos, buscando informações e fazendo destaques e anotações.

a) Em qual contexto surgiu o integralismo brasileiro?
b) Ele chegou a ser uma forma de governo ou somente um movimento?
c) Qual a relevância que teve o Movimento Integralista Brasileiro?
d) O que era o povo brasileiro, de acordo com os integralistas?
e) Quanto tempo durou?
f) Houve outros grupos fascistas no Brasil?

1) Plínio Salgado e o Movimento Integralista Brasileiro:

História do fascismo no Brasil: o integralismo. Canal Parabólica.

– SOUSA, Rainer. A ação integralista Brasileira. Site Brasil Escola.

– FERNANDES, Cláudio. A Intentona Integralista (1938). Site Alunos Online.

6ª Etapa: Teste seus conhecimentos com questões de vestibular

1. (ENEM) Os regimes totalitários da primeira metade do século XX apoiaram-se fortemente na mobilização da juventude em torno da defesa de ideias grandiosas para o futuro da nação. Nesses projetos, os jovens deveriam entender que só havia uma pessoa digna de ser amada e obedecida, que era o líder. Tais movimentos sociais juvenis contribuíram para a implantação e a sustentação do nazismo na Alemanha, e do fascismo, na Itália, Espanha e Portugal. A atuação desses movimentos juvenis caracterizava-se:

a) pelo sectarismo e pela forma violenta e radical com que enfrentavam os opositores ao regime.
b) pelas propostas de conscientização da população acerca dos seus direitos como cidadãos.
c) pela promoção de um modo de vida saudável, que mostrava os jovens como exemplos a seguir.
d) pelo diálogo, ao organizar debates que opunham jovens idealistas e velhas lideranças conservadoras.
e) pelos métodos políticos populistas e pela organização de comícios multitudinários.

Resposta: A

Fonte: Exercícios Resolvidos: Nazi-fascismo.

2) (Enem/2016) No aniversário do primeiro decênio da Marcha sobre Roma, em outubro de 1932, Mussolini irá inaugurar sua Via dell Impero; a nova Via Sacra do Fascismo, ornada com estátuas de César, Augusto, Trajano, servirá ao culto do antigo e à glória do Império Romano e de espaço comemorativo do ufanismo italiano. Às sombras do passado recriado ergue-se a nova Roma, que pode vangloriar-se e celebrar seus imperadores e homens fortes; seus grandes poetas e apólogos como Horácio e Virgílio.

SILVA, G. História antiga e usos do passado um estudo de apropriações da Antiguidade sob o regime de Vichy. São Paulo: Annablume, 2007 (adaptado).

A retomada da Antiguidade clássica pela perspectiva do patrimônio cultural foi realizada com o objetivo de
a) afirmar o ideário cristão para reconquistar a grandeza perdida.
b) utilizar os vestígios restaurados para justificar o regime político.
c) difundir os saberes ancestrais para moralizar os costumes sociais.
d) refazer o urbanismo clássico para favorecer a participação política.
e) recompor a organização republicana para fortalecer a administração estatal.

Resposta: B

Fonte: Exercícios sobre fascismo.

3) (IFPE/2017) A grande diferença entre a direita fascista e não fascista era que o fascismo existia mobilizando as massas de baixo para cima. Pertencia essencialmente à era da política democrática e popular que os reacionários tradicionais deploravam e que os defensores do “Estado orgânico” tentavam contornar. O fascismo rejubilava-se na mobilização das massas, e mantinha-a simbolicamente na forma de teatro público – os comícios de Nuremberg, as massas de piazza Venezia assistindo aos gestos de Mussolini lá em cima da sacada – mesmo quando chegava ao poder; como também faziam os movimentos comunistas. Os fascistas eram os revolucionários da contra-revolução: em sua retórica, em seu apelo aos que se consideravam vítimas da sociedade, em sua convocação a uma total transformação da sociedade, e até mesmo em sua deliberada adaptação dos símbolos e nomes dos revolucionários sociais, tão óbvia no Partido Nacional Socialista dos Trabalhadores de Hitler, com sua bandeira vermelha (modificada) e sua imediata instituição do Primeiro de Maio dos comunistas como feriado oficial em 1933.

HOBSBAWM, E. A era dos extremos: o breve século XX – 1914-1991. São Paulo: Companhia das Letras, 1998, 598 p., p. 121.

Com relação à ideia global do texto e a partir de seus conhecimentos sobre as ideologias políticas do século XX, é CORRETO afirmar que
a) os fascistas eram contra revolucionários que souberam se aproximar das massas usando diversos símbolos e grande máquina de propaganda.
b) o liberalismo perdeu terreno para o fascismo porque não fazia uso da propaganda política a partir de meios como rádio e afins.
c) o nazismo e o socialismo foram uma mesma ideologia moldada nos anos 1930 nos Estados totalitários da Alemanha e da URSS.
d) o nazismo foi uma ideologia de esquerda, uma vez que adotou símbolos comunistas e uma retórica para os trabalhadores alemães.
e) os fascistas eram populares que buscavam proteger as massas do avanço tanto do capitalismo liberal, quanto do comunismo.

Resposta: A

Fonte: Fascismo – Simulado Enem de História com 10 questões.

4) (FGV/2016) Hitler referia-se frequentemente à necessidade da guerra, oscilando do ponto de vista mítico ao do estrategista militar (…) e toda sua concepção de política se apoiava sobre a necessidade histórica de assegurar ao povo alemão seu espaço vital. Como o espaço vital sempre fora conservado ou conquistado pela luta, não via outra alternativa senão fazer uso ‘defensivo’ da guerra, que seria o ‘objetivo derradeiro da política’.

LENHARO, A., Nazismo. “O triunfo da vontade”. São Paulo: Ática, 1998, p. 75.

O “espaço vital” evocado na Alemanha nazista referia-se
a) aos territórios e países controlados por regimes fascistas como Espanha, Portugal e Itália.
b) aos territórios localizados na África, onde minorias alemãs eram oprimidas pelas elites locais.
c) ao território alemão, que deveria ser defendido das investidas expansionistas de franceses, poloneses e eslovacos.
d) a territórios localizados a leste da Alemanha e às áreas cedidas à França pelo Tratado de Versalhes.
e) às terras dos judeus, em toda a Europa, que deveriam ser incorporadas aos domínios alemães.

Resposta: D

Fonte: Fascismo – Simulado Enem de História com 10 questões.

5) (UCB DF/2017) Assim como o fascismo italiano, o nazismo alemão também tirou proveito da conjuntura de crise herdada da Primeira Guerra para ganhar espaço e poder. A crise alemã era mistura explosiva: combinava desemprego, inflação e achatamento salarial, mas tinha um complicador a mais: a Alemanha foi considerada a principal culpada pela guerra e teve de assinar o Tratado de Versalhes.

BOULOS JÚNIOR, Alfredo. História, sociedade e cidadania: 3º ano. 1a ed. São Paulo: FTD, 2013, com adaptações.

Considerando as estratégias utilizadas por Adolf Hitler para superar a profunda crise econômica alemã e reerguer o país, assinale a alternativa correta.
a) Hitler defendia a democracia. Segundo ele, somente por meio da participação popular nas grandes decisões, teria o Estado força para colocá-las em prática.
b) Para Hitler, o comunismo seria um grande aliado para que a Alemanha pudesse superar a grave crise econômica.
c) Em sua obra Mein Kampf (Minha Luta), Hitler propôs a prerrogativa da soberania dos Estados e a inviolabilidade de seus territórios por outros países, princípio garantidor da paz entre as nações.
d) No poder, como chefe de governo (1933), Hitler fortaleceu os sindicatos e partidos políticos para formar um governo de coalizão e poder governar.

Resposta: A

Fonte: Fascismo – Simulado Enem de História com 10 questões.

6) (UDESC SC/2018) “Depois das eleições (1933), a ditadura nazista dá início a uma autêntica limpeza da área: sindicatos e partidos são dissolvidos, suas sedes são invadidas, expropriados seus fundos e empastelados seus jornais. A lei de depuração de 7 de abril dá início a grande expurgo nas administrações e repartições públicas, eliminando esquerdistas, judeus e democratas. Os Larger, campos de concentração, começam a inchar: já são 45 em 1933, com quarenta mil internos, aproximadamente. Goring cria então a polícia secreta do Estado (Gestapo), com funções repressivas e preventivas. Em julho passa a vigorar uma lei de esterilização de doentes hereditários. Em setembro é criada a Câmara Cultural do Reich, sob o controle de Goebbels. Intelectuais e artistas perdem sua liberdade de expressão e organização: começa o êxodo para o exterior.”

(LENHARO, Alcir. Nazismo: o triunfo da vontade. São Paulo: Ática, 1986, p.29)

Tomando por base o texto de Alcir Lenharo, a respeito da Alemanha sob o governo de Adolf Hitler, analise as proposições.
I. A partir de 1933, por meio de medidas de emergência, foi proibido o funcionamento legal dos partidos de oposição.
II. O governo de Hitler usou fortemente cinema, rádio e propaganda para a propagação do ideário nazista.
III. O exílio foi a opção de muitos intelectuais, artistas, poetas, escritores que perceberam os perigos do ideário nazista, pautado pela superioridade da chamada raça ariana.
IV. O governo de Hitler foi unânime entre o povo alemão. Prova disso é a inexistência de quaisquer resistências ou atentados contra sua vida entre 1933 e 1945.

Assinale a alternativa correta.
a) Somente as afirmativas III e IV são verdadeiras.
b) Somente as afirmativas I, II e IV são verdadeiras.
c) Somente as afirmativas II, III e IV são verdadeiras.
d) Todas as afirmativas são verdadeiras.
e) Somente as afirmativas I, II e III são verdadeiras.

Resposta: E

Fonte: Fascismo – Simulado Enem de História com 10 questões.

8) A Intentona Integralista, tentativa dos integralistas de tomarem o poder do Brasil, teve duas revoltas fracassadas que aconteceram, respectivamente, em março e em maio de 1938. Selecione a alternativa que explica por que os integralistas se rebelaram contra o governo:
a) Em decorrência da expulsão de Plínio Salgado do Brasil segundo determinação da Lei de Segurança Nacional de 1935.
b) Em decorrência de Olímpio Mourão ter traído o partido, aliando-se a Getúlio Vargas.
c) Em decorrência de Getúlio Vargas ter colocado todos os partidos, incluindo a AIB, na ilegalidade.
d) Em decorrência de Miguel Reale ter descoberto planos dos comunistas de organizar a tomada do poder no Brasil.
e) Em decorrência da criação da Consolidação das Leis do Trabalho, que contrariou os integralistas.

Resposta: C

Fonte: Exercícios sobre a Intentona Integralista.

9) (Fuvest-SP) Com respeito à Ação Integralista no Brasil, na década de 1930, é correto afirmar que:
a) foi uma cópia fiel do fascismo italiano, inclusive nas cores escolhidas para o uniforme usado nas manifestações públicas.
b) foi um movimento sem expressão política, pois não tinha líderes intelectuais, nem adesão popular.
c) tinha como principais marcas o nacionalismo, a base sindical corporativa e a supremacia do Estado.
d) elegeu católicos, comunistas e positivistas como antagonistas mais significativos.
e) foi um movimento financiado pelo getulista, o que explica sua sobrevivência.

Resposta: C

Fonte: Exercícios sobre o Integralismo.

10) “Olha a Pátria que desperta,
Mocidade varonil,
Marcha, marcha e brada alerta,
Anauê pelo Brasil.”

Estrofe do hino oficial da AIB, apud TRINDADE, H. Integralismo, 198.

Imagem: Número 19 da revista Anauê.

De acordo com a estrofe do hino, da imagem da revista e seus conhecimentos sobre o integralismo, indique a alternativa que contém uma característica incorreta do integralismo.
a) Nacionalismo.
b) Utilização das cores da bandeira do Brasil, como o verde da camisa.
c) Utilização de simbologias patrióticas e de unidade, como veículo de propaganda política.
d) Internacionalismo.
e) Convocação da juventude para a adesão ao movimento político.

Resposta: D

Fonte: Exercícios sobre o Integralismo.

Dicas:

1) Sobre as diferenças entre Direita e Esquerda:

Como se definem Direita e Esquerda? Conceito Históricos – Leitura ObrigaHISTÓRIA.

2) Antecedentes do fascismo italiano e do nazismo alemão:

– KEYNES, John Mayard. As consequências econômicas da paz. Imprensa Oficial do Estado – Editora da Universidade de Brasília – Instituto de Pesquisa de Relações Internacionais.

Primeira Guerra Mundial: Resumo – História – Quer que eu desenhe? Canal Descomplica.

Breve História da Revolução Russa – Canal Leitura ObrigaHISTÓRIA.

3) Fascismo:

O que é fascismo? Conceitos Históricos – Canal Leitura ObrigaHISTÓRIA.

– ECO, Umberto. Fascismo Eterno. In: Cinco Escritos Morais. Editora Record: Rio de Janeiro, 2002.

– STANLEY, Jason. Como funciona o fascismo – A política do “nós” e “eles”.

Resenha do livro Como funciona o fascismo.

Benito Mussolini e o Fascismo – História. Canal reVisão.

4) Nazismo:

Adolf Hitler e o Nazismo – História. Canal reVisão.

Quem venceu o nazismo? Canal Nerdologia de História.

A ciência nazista – Canal Nerdologia.

“A Onda” (2008).

5) Brasil:

FASCISMO – O que é fascismo, características, antifascismo e fascismo no Brasil – Canal Se Liga Nessa História.

Brasil na Segunda Guerra Mundial – Canal Buenas Ideias.

Revoada dos Galinhas Verdes – Podcast Ao Vivo É Muito Pior.

Materiais Relacionados

Alguns conceitos introdutórios:

**Caso você tenha interesse, pode ler esses textos e assistir aos vídeos abaixo, que apresentam alguns conceitos preliminares que podem lhe ajudar a compreender melhor o fascismo.

1) Formação e conceito de Estado-nação e nacionalismo:

O que é estado, nação, território, povo e população? Canal Se liga nessa história.

Diário do ENEM – Episódio 17: o conceito de nacionalismo – Canal História Online.

– MATTOS, Alessandro Nicoli de. Estado, país ou nação? Entenda as diferenças. Site Politize!

– SOUSA, Rainer. Nacionalismo. Site Brasil Escola.

2) Liberalismo, Capitalismo, Socialismo, Anarquismo:

O que é Liberalismo? História, características e diferenças do Anarquismo e Socialismo – Canal Se Liga Nessa História.

O que é socialismo? Pensadores Socialistas – Breve Histórico – Canal Politize!

O que é anarquismo? Canal Brasil Escola.

– PORFÍRIO, Francisco. Liberalismo. Site Brasil Escola.

– SOUZA, Isabela. O que é socialismo? Politize!

– PORFÍRIO, Francisco. Anarquismo. Site Brasil Escola.

Arquivos anexados

  1. Roteiro de estudos_FASCISMO

Tags relacionadas

Receba NossasNovidades

Receba NossasNovidades

Assine gratuitamente a nossa newsletter e receba todas as novidades sobre os projetos e ações do Instituto Claro.