Conteúdos

Este é um roteiro de estudos de biologia que revisa alguns conceitos básicos sobre os anelídeos e os moluscos, animais invertebrados com algumas novidades evolutivas muito importantes. Você irá estudar suas características morfofisiológicas como: simetria, nutrição, reprodução, modo e ciclo de vida. Também aborda a importância ecológica e socioeconômica dos animais pertencentes a esses filos. Tal roteiro é composto por sugestão de vídeos, textos e questões reflexivas, para orientá-lo(a) nos estudos, bem como exercícios comentados, para que você teste seus conhecimentos.

● Anelídeos;
● Moluscos; e
● Equilíbrio ecológico.

Objetivos

● Classificar os anelídeos e os moluscos;
● Conhecer as principais características e estruturas dos anelídeos e dos moluscos;
● Identificar as principais aquisições evolutivas desses filos; e
● Compreender a importância ecológica e socioeconômica dos anelídeos e dos moluscos.

Estude também:

Estudar em casa: poríferos e cnidários

Estudar em casa: platelmintos e nematelmintos

Palavras-chave:

Anelídeos. Moluscos. Equilíbrio ecológico.

Proposta de estudos:

O objetivo deste roteiro é auxiliar nos estudos, em casa ou em outro ambiente. Nesse sentido, apresenta um percurso com textos, vídeos e algumas propostas de atividades.
Não é necessário fazer todas as etapas, ler todos os textos, ou assistir a todos os vídeos, mas as questões norteadoras, bem como as subquestões que advêm delas, ajudam na captação do conteúdo inteiro, bem como dos principais conceitos.

Leia os textos propostos buscando as respostas para cada uma das perguntas. Se aparecerem mais dúvidas ao longo da leitura, aproveite para fazer anotações em seu caderno e aprofundar sua pesquisa. Após as leituras de cada um dos textos, escreva um parágrafo resumindo seu aprendizado.

1ª Etapa: Filo Annelida

Pergunta norteadora:

Animais formados por anéis?

A palavra anelídeo significa “formado por anéis”. Tais animais ganharam esse nome porque possuem seus corpos metamerizados, sendo dividido em segmentos arranjados em forma linear e marcados pela presença de anéis circulares. Cada um dos segmentos contém componentes semelhantes de cada um dos principais sistemas que formam o organismo, tais como: músculos, coração etc. É quase como se fossem “cópias” uns dos outros. No Filo Annelida encontram-se, aproximadamente, 15 mil espécies, dentre as quais destacam-se as minhocas, as sanguessugas e os poliquetas.

– Para conhecer melhor as características dos anelídeos, leia o seguinte texto: “Anelídeos”.
Acesso em 21 de julho de 2022.

A partir da leitura, responda às perguntas propostas abaixo:
1) Quais as principais características dos anelídeos?
2) Como são chamados cada um dos segmentos que formam o corpo dos anelídeos?
3) Quais estruturas são encontradas em cada um desses segmentos?
4) Descreva, sucintamente, como é o sistema circulatório, digestório, respiratório e nervoso dos anelídeos.
5) Como ocorre a reprodução das minhocas?
6) Qual característica é mais comumente utilizada para classificar os anelídeos?
7) Em quais classes são classificados os anelídeos? Cite um exemplo de animal pertencente a cada classe.

Para conhecer um pouco mais sobre os representantes do Filo Annelida, assista ao seguinte vídeo:
Anelídeo: minhocas, sanguessugas, poliquetas
Acesso em 21 de julho de 2022.

2ª Etapa: Filo Mollusca

Pergunta norteadora:

Caramujos e ostras são “primos”?

Formado por cerca de 50.000 espécies viventes e mais de 35.000 fósseis, o Filo Mollusca é o segundo maior do reino animal! Ostras, polvos, lulas, mexilhões, caramujos e lesmas fazem parte desse enorme filo. Seus representantes podem viver nos mais diversificados ambientes, sendo encontrados desde os trópicos até os gélidos mares polares. Apresentam grande variedade de tamanho e forma, bem como algumas peculiaridades em suas estruturas.

– Para aprofundar seus estudos sobre o Filo Mollusca, leia o seguinte texto: “Moluscos”.
Acesso em 21 de julho de 2022.

Em seguida, responda às seguintes questões:
1) Quais as características gerais dos moluscos?
2) Quais características são consideradas para a classificação/ organização dos moluscos?
3) Descreva, sucintamente, como ocorre a circulação, a digestão, a respiração e a excreção dos moluscos.
4) Como ocorre a interação dos moluscos com o meio em que vivem?
5) Descreva a reprodução dos moluscos.
6) Em quais classes são agrupados os moluscos? Cite as principais características de cada classe, bem como um exemplo de animal pertencente a cada uma delas.

Para conhecer um pouco mais sobre os representantes e a evolução do Filo Mollusca, assista ao seguinte vídeo:
Shape of life – Moluscos – com legenda em português
Acesso em 21 de julho de 2022.
Observação: Para ativar as legendas aceda ao vídeo que pretende ver e clique no ícone que aparece no leitor de vídeo.

3ª Etapa: Anelídeos, moluscos e o equilíbrio ecológico

Perguntas norteadoras:

Como animais tão pequenos podem ajudar no equilíbrio da natureza?

Sobre os anelídeos…

“Minhoca miúdas e longas, as minhocas penetram na terra e, com seus movimentos, revolvem, arejam e descompactam o terreno, o que evita encharcamentos e diminui a ocorrência de erosões. Ao mesmo tempo, em seu processo digestivo, eliminam restos em decomposição e “limpam” a terra, devolvendo ao meio ambiente um adubo natural. Trata-se do húmus, matéria orgânica rica em nutrientes, com muito nitrogênio, cálcio, magnésio, fósforo, potássio e extensa flora bacteriana, ótimo para o desenvolvimento de hortaliças em geral e fruteiras, entre outras culturas. O produto tem lugar garantido entre floricultores, horticultores, jardineiros e paisagistas”.

MATHIAS, João. Minhoca: criação do bicho pode ser rentável até em pequenas áreas. Revista Globo Rural, 2015. (Adaptado).

– Para conhecer a importância ecológica e econômica dos moluscos, leia o seguinte texto:
“A importância dos moluscos”.
Acesso em 21 de julho de 2022.

Em seguida, responda às seguintes questões:
1) Qual a importância ecológica das minhocas? Como elas ajudam na agricultura?
2) Qual a importância ecológica dos moluscos? Qual classe está relacionada com essa importante função?
3) Qual a importância econômica dos moluscos?

Para conhecer um pouco mais sobre a importância econômica dos moluscos no Brasil, leia o seguinte artigo científico:
Moluscos de importância econômica no Brasil.
Acesso em 21 de julho de 2022.

4ª Etapa: Cheque seus conhecimentos

1. Assinale a alternativa que contém somente vermes com as seguintes características com relação ao seu corpo: alongado, cilíndrico e segmentado.
a) planárias e esquistossomos
b) minhocas e sanguessugas
c) tênias e lombrigas
d) lombrigas e minhocas

GABARITO: B.

2. Um biólogo encontra uma nova espécie animal de aspecto vermiforme. A princípio, fica em dúvida se este é um representante do Filo Annelida ou Nematoda. Para decidir entre as duas opções, você recomendaria que ele examinasse a presença de
a) simetria bilateral.
b) segmentação corporal.
c) sistema circulatório aberto.
d) sistema digestivo completo.
e) sistema nervoso difuso.

GABARITO: B.

3. Se uma minhoca for seccionada transversalmente, em duas partes de mesmo tamanho, cada uma das partes resultantes pode continuar a mover-se de forma independente. Isso é possível devido ao funcionamento do(a)
a) sistema nervoso difuso.
b) cadeia nervosa ventral.
c) sistema nervoso cérebro-espinhal.
d) gânglio cerebroide.

GABARITO: B.

4. Leia o texto a seguir.

―Foi aproveitando a necessidade de dezenas de prefeituras por assistência médica que, de acordo com a Polícia Federal e o Ministério Público, um grupo teria desviado R$ 110 milhões das verbas federais destinadas à compra de ambulâncias. O grupo, segundo a PF, reuniria uma centena de pessoas, entre políticos, empresários e servidores públicos. Pela acusação de sugar o Orçamento da União, seus representantes ficaram conhecidos (…) pela alcunha de sanguessugas.
Fonte: MEIRELES, A. & MACHADO M. Um convite ao crime. In: Revista Época. São Paulo, nº 417, p..28, maio de 2006.

As verdadeiras sanguessugas são animais que habitam rios e lagos de água doce, têm o corpo ligeiramente achatado dorsoventralmente, sem apresentar cerdas nem parápodos e com duas ventosas para fixação. Com base no texto e nos conhecimentos sobre o tema, assinale a afirmativa que caracteriza as sanguessugas:
a) Platelmintos trematodas.
b) Platelmintos turbelários.
c) Anelídeos poliquetas.
d) Anelídeos oligoquetas.
e) Anelídeos hirudíneos.

GABARITO: E.

5. Usada para dar estabilidade aos navios, a água de lastro acarreta grave problema ambiental: ela introduz indevidamente, no país, espécies indesejáveis do ponto de vista ecológico e sanitário, a exemplo do mexilhão dourado, molusco originário da China. Trazido para o Brasil pelos navios mercantes, o mexilhão dourado foi encontrado na bacia Paraná-Paraguai em 1991. A disseminação desse molusco e a ausência de predadores para conter o crescimento da população de moluscos causaram vários problemas, como o que ocorreu na hidrelétrica de Itaipu, onde o mexilhão alterou a rotina de manutenção das turbinas, acarretando prejuízo de US$ 1 milhão por dia, devido à paralisação do sistema. Uma das estratégias utilizadas para diminuir o problema é acrescentar gás cloro à água, o que reduz em cerca de 50% a taxa de reprodução da espécie.
GTÁGUAS, MPF, 4.ª CCR, ano 1, n.º 2, maio/2007 (com adaptações).

De acordo com as informações acima, o despejo da água de lastro
a) é ambientalmente benéfico por contribuir para a seleção natural das espécies e, consequentemente, para a evolução delas.
b) trouxe da China um molusco, que passou a compor a flora aquática nativa do lago da hidrelétrica de Itaipu.
c) causou, na usina de Itaipu, por meio do microrganismo invasor, uma redução do suprimento de água para as turbinas.
d) introduziu uma espécie exógena na bacia Paraná – Paraguai, que se disseminou até ser controlada por seus predadores naturais.
e) motivou a utilização de um agente químico na água como uma das estratégias para diminuir a reprodução do mexilhão dourado.

GABARITO: E.

6. Um determinado animal adulto é desprovido de crânio e apêndices articulares. Apresenta corpo alongado e cilíndrico. Esse animal pode pertencer ao grupo dos
a) répteis ou nematelmintos.
b) platelmintos ou anelídeos.
c) moluscos ou platelmintos.
d) anelídeos ou nematelmintos.
e) anelídeos ou artrópodes.

GABARITO: D.

7. Que diferença característica permite considerar os moluscos mais complexos que os cnidários?
a) Os cnidários apresentam apenas reprodução assexuada, enquanto os moluscos apresentam reprodução sexuada.
b) Os cnidários possuem simetria bilateral, enquanto os moluscos, simetria radial.
c) Os cnidários possuem circulação aberta, enquanto todos os moluscos têm circulação fechada.
d) Os cnidários possuem sistema nervoso difuso, enquanto os moluscos o possuem bastante desenvolvido.
e) Os cnidários não apresentam defesa química, enquanto os moluscos a têm como principal arma de proteção.

GABARITO: D.

8. Alguns moluscos têm importância sanitária. Um exemplo comprovado é o do planorbídeo Biomphalaria glabrata, que está relacionado ao ciclo de uma doença que atinge os humanos. Por outro lado, ainda não foi comprovado se Acathina fulica está relacionada com a incidência de meningoencefalite. Este gastrópode foi introduzido no Brasil, sem estudos prévios, visando substituir com vantagens o ―escargot (molusco utilizado como alimento).

a) A qual doença os caramujos Biomphalaria estão relacionados? Qual o papel dos caramujos no ciclo desta doença? Em que ambiente ocorre a contaminação dos humanos?

b) Acathina fulica está aumentando rapidamente e está destruindo a vegetação de algumas regiões. Dê uma explicação possível, do ponto de vista ecológico, para esta proliferação.

GABARITO:
a) O caramujo Biomphalaria glabrata está relacionado com a esquistossomose, ou barriga d’água. Ele é o hospedeiro intermediário da doença. A contaminação ocorre em ambientes de água doce. b) A proliferação rápida pode ser causada, por exemplo, pela ausência de predadores.

9. Considere o esquema corporal de um animal representado na ilustração a seguir:

São características do grupo representado por esse animal, EXCETO:
a) Ausência de segmentação corpórea
b) Presença de revestimento formado pelo manto
c) Tubo digestório incompleto
d) Sistema circulatório aberto

GABARITO: C.

10. O fenômeno conhecido como imposex caracteriza-se pelo surgimento anormal de caracteres sexuais masculinos, como pênis e vaso deferente, em fêmeas de moluscos gastrópodes. Esse fenômeno é provocado pela contaminação da água do mar por compostos orgânicos de estanho, como o tributilestanho (TBT), oriundo das tintas de ação antiincrustante utilizadas em muitas embarcações. O imposex é verificado principalmente em áreas onde há fluxo constante de navios e embarcações.

Com base no exposto, assinale a alternativa correta.
a) A introdução de fêmeas normais no local contaminado seria vantajosa, pois restabeleceria permanentemente a população de fêmeas, e a reprodução não seria afetada.
b) O acúmulo de TBT na cadeia alimentar levaria a um fenômeno conhecido como magnificação trófica, aumentando a concentração de TBT nos níveis tróficos inferiores.
c) A população de moluscos afetados pela contaminação com TBT entraria em declínio, com uma possível extinção local da espécie.
d) O TBT atuaria de maneira benéfica para a comunidade marinha por realizar o controle da população local de moluscos.
e) O TBT teria efeito direto na população de moluscos, sem afetar os demais organismos da comunidade marinha local.

GABARITO: C.

11. Considere os versos da canção infantil:

Minhoca, Minhoca, me dá uma beijoca.
Não dou, não dou.
Então eu vou roubar.
Minhoco, Minhoco, você é mesmo louco,
Beijou o lado errado, a boca é do outro lado.

(Escola Paulo Freire)

a) Qual a importância das minhocas para as plantas?

b) Com relação à organização do corpo das minhocas (Annelida), justifique a frase beijou o lado errado. Com relação à reprodução das minhocas, justifique a correção ou incorreção dos termos minhoco (macho) e minhoca (fêmea).

GABARITO:

a) As minhocas ajudam a manter a fertilidade do solo. Ao escavarem suas galerias na terra, causam maior aeração, aumentam a permeabilidade e promovem a mistura dos componentes do solo mais profundo com a camada mais superficial.

b) Os anelídeos apresentam um tubo digestório completo, isto é, com boca e ânus em extremidades opostas. Com relação à sua reprodução, as minhocas são animais hermafroditas (isto é, cada indivíduo apresenta gônadas dos dois sexos). Assim, não são cabíveis os termos minhoco (macho) e minhoca (fêmea).

12. O mexilhão dourado, Limnoperna fortunei, é uma espécie exótica originária da Ásia, que chegou ao Brasil junto com a água de lastro de navios. Trata-se de um molusco do mesmo grupo das ostras, que se alimenta de partículas em suspensão filtradas da água e que vem causando impactos na comunidade de bentos. Considerando o texto, analise as três afirmações seguintes.

I. Uma comunidade de bentos refere-se a um conjunto de espécies que se movimentam ativa ou passivamente em um ambiente aquático.
II. O mexilhão apresenta rádula, que é uma estrutura dotada de pequenos dentes de quitina, para sua alimentação.
III. Esta espécie é um molusco que apresenta concha formada por duas valvas.

Com relação às afirmações, estão corretas:
a) I, apenas.
b) II, apenas.
c) III, apenas.
d) I e II, apenas.
e) II e III, apenas.

GABARITO: C.

13. Evidências moleculares, baseadas em sequências de RNA, sugerem o parentesco entre moluscos e anelídeos. Esses dados reforçam a hipótese de que esses grupos apresentam um ancestral comum. O parentesco entre esses grupos pode ser evidenciado também levando-se em consideração características biológicas tais como:
a) protostomia, cordão nervoso dorsal e desenvolvimento direto.
b) metameria, presença de celoma e desenvolvimento indireto.
c) presença de celoma, simetria bilateral e clivagem espiral.
d) pseudoceloma, simetria bilateral e respiração branquial.
e) protostomia, clivagem espiral e metameria.

GABARITO: C.

14. Os navios são considerados introdutores potenciais de espécies exóticas através da água de lastro (utilizada nos tanques para dar aos navios estabilidade quando vazios). Essa água pode conter organismos de diversos grupos taxonômicos. Com certa freqüência lêem-se informações relacionadas a essas introduções: I. O mexilhão dourado (Limnoperna fortunei), um bivalve de água doce originário do sul da Ásia, chegou ao Brasil em 1998 e já infestou rios, lagos e reservatórios da Região Sul e do Pantanal. Além de causar problemas ecológicos, esse invasor ameaça o setor elétrico brasileiro, a agricultura irrigada, a pesca e o abastecimento de água devido à sua capacidade de se incrustar em qualquer superfície submersa.

(Adaptado de Evanildo da Silveira, “Molusco chinês ameaça ambiente e produção no Brasil”)

As autoridades sanitárias acreditam que o vibrião colérico, originário da Indonésia, chegou ao Peru através de navios e de lá se espalhou pela América Latina.

(Adaptado de Ilídia A.G.M.Juras, ―Problemas causados pela água de lastro. Consultoria Legislativa da Câmara dos Deputados, 2003.)

a) Além de problemas como os citados acima, a introdução de espécies oferece risco de extinção de espécies nativas. Explique por quê.

b) Indique uma característica que diferencie os moluscos bivalves das demais classes de moluscos. Indique uma outra característica que permita incluir os bivalves no filo Mollusca.

c) Nas áreas de risco de contaminação por vibrião colérico, as autoridades sanitárias recomendam não ingerir mexilhões e ostras crus. Essa recomendação baseia-se no modo como esses moluscos obtêm alimento. Explique.

GABARITO:

a) A introdução de espécies exóticas num determinado ambiente pode levar à extinção de espécies nativas pelo fato de se estabelecer entre elas uma competição pelos diversos recursos do meio. A falta de inimigos naturais – predadores e parasitas – da espécie invasora é outro fator de desestabilização do ecossistema.
b) Poderia ser citado, na resposta, o fato de os bivalves serem os únicos moluscos cuja concha possui duas peças (valvas) ou, ainda, o de atuarem como filtradores. Como características que permitem sua inclusão no filo Mollusca, poderiam ser citadas: a existência de massa visceral e a presença de manto.
c) Esses moluscos são filtradores, retendo nas suas brânquias todos os tipos de partículas existentes na água, entre os quais microrganismos como o vibrião colérico.

Questões disponíveis em: Projeto Medicina.
Acesso em: 21 de julho de 2022.

Roteiro de estudos elaborado pela Professora Drª. Nathalie Lousan.
Revisão textual: Professora Daniela Leite Nunes.
Coordenação Pedagógica: Professora Dr.ª Aline Bitencourt Monge

Talvez Você Também Goste

Receba NossasNovidades

Receba NossasNovidades

Assine gratuitamente a nossa newsletter e receba todas as novidades sobre os projetos e ações do Instituto Claro.