O pesquisador estadunidense Burrhus Frederic Skinner (1904-1990) iniciou seus estudos sobre comportamento com experimentos usando ratos e pombos. Com base em suas pesquisas, fez descobertas que puderam ser ampliadas também para os seres humanos, possibilitando fazer descobertas sobre modos de aprendizagem.

Skinner é um dos expoentes da análise do comportamento, abordagem da psicologia que estuda as relações entre ações desempenhadas pelas pessoas e respostas dadas pelo ambiente físico ou social com o qual elas interagem. Na educação, o pesquisador também se dedicou a pensar no efeito das punições e no significado da motivação, segundo a doutora em educação pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP), e pesquisadora da obra de Skinner, Natália Matheus.

Nesta entrevista, que faz parte da segunda temporada da série Pensadores na Educação, Natália comenta alguns dos principais conceitos da obra do autor, expõe sua visão sobra a questão da punição e indica obras de referência para conhecê-lo melhor.

Acesse abaixo os outros episódios da série:

Pestalozzi e a aprendizagem pela afetividade
John Dewey e a educação para a democracia
Freinet e o ensino com base nos interesses do aluno
Anísio Teixeira e a construção do projeto de ensino público no Brasil

Veja também a primeira temporada dos Pensadores na Educação

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Talvez Você Também Goste

Usos do Desenho Universal para a Aprendizagem na inclusão escolar

Como engajar alunos com deficiências no ensino remoto?

Jovens oferecem reforço escolar gratuito para estudantes da rede pública

Receba NossasNovidades

Receba NossasNovidades

Assine gratuitamente a nossa newsletter e receba todas as novidades sobre os projetos e ações do Instituto Claro.