Uma ideia na cabeça e recursos tecnológicos simples. Às vezes, isso é tudo que se precisa para desenvolver uma iniciativa social e educacional abrangente. O projeto Educação Além dos Muros é um exemplo disso. A ação é voltada às alunas do Educandário Santos Dumont, que atende jovens adolescentes que cumprem medidas socioeducativas de internação.

No projeto, as estudantes aprendem a desenvolver animações educativas em stop motion, sobre temas do dia a dia, utilizando peças de Lego e o programa MovieMaker na edição. Depois, os vídeos são apresentados a alunos de escolas do ensino fundamental. Assim, as estudantes têm a chance de exibir suas produções para outros jovens, compartilhando conhecimento.

Lançando as bases

O projeto começou em 2009 quando a professora Sandra Maria Saragoça passou a desenvolver um trabalho a partir de uma oficina de Lego, promovida em unidades de internação da cidade do Rio de Janeiro. O início, no entanto, não foi nada fácil. “Poucas alunas queriam participar das atividades“, conta. Mesmo assim, o projeto foi em frente e passou a ter mais interessadas à medida que ganhava visibilidade.

Sandra Saragoça

Alunos da Escola Graciliano Ramos assistem a apresentação do projeto

Trabalhar com os programas de gravação e edição de vídeo também foi um grande desafio. Segundo Sandra, a maioria das internas nunca havia tido contato com um computador. Por isso, ela montou um sistema de trabalho em que as garotas com mais experiência ajudavam suas colegas a usar as ferramentas.

Os temas selecionados para os vídeos em stop motion foram todos escolhidos pelas alunas, de acordo com aquilo que aprenderam em outras matérias do educandário. Sandra conta que a primeira apresentação que fizeram em uma escola pública foi emocionante. “Uma das garotas me abraçou e chorou. Ela disse que nunca tinha imaginado que algum dia poderia ensinar algo a outras pessoas.” Os alunos também aprovaram a iniciativa. No Colégio de Aplicação Emmanuel Leontsinis, onde o projeto já foi apresentado três vezes, os estudantes chegaram a montar uma pequena campanha de conscientização dos cidadãos e de incentivo à doação de recursos para as jovens.

No entanto, dar continuidade ao trabalho nem sempre é fácil. Segundo Sandra, as internas acabam saindo da unidade com bastante frequência. O objetivo, porém, é trabalhar continuamente com cada aluna durante o seu período de participação.

Reconhecimento da iniciativa

Recentemente, o projeto Educação Além dos Muros conseguiu o primeiro lugar na etapa mundial do Prêmio Educadores Inovadores, na categoria Inovação em Contextos Desafiadores.Como resultado, Sandra foi convidada para ir a Washington, nos Estados Unidos, receber o prêmio. Para ela, a premiação serviu para coroar o esforço da iniciativa.

Sandra acredita que o contexto social e cultural do projeto foi o seu diferencial em relação aos outros trabalhos apresentados. “A verdade é que nós mudamos um pouco a vida dessas meninas”, conta. Agora, sua expectativa é que o projeto se expanda e passe a acontecer também em outras unidades de internação.

Assista o vídeo que as jovens fizeram, em que o personagem Leguinho ensina a economizar água:

https://youtu.be/qqzTsD0oc0Y

Acompanhe também nossa página no Facebook.

Leia mais

TICs reforçam culturas e ampliam cidadania de grupos por meio da web

Prática e articulação devem caminhar lado a lado em projetos sociais inovadores

Instituto Claro incentiva a participação dos funcionários da empresa em projetos que beneficiam crianças e adolescentes brasileiros

Discussão sobre educação e audiovisual encerra o 3º Festival Nacional de Curtíssima Metragem Claro Curtas

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Talvez Você Também Goste

Como usar fanfics em sala de aula?

Produção literária colaborativa de fãs estimula leitura e escrita entre jovens

Como utilizar a culinária afrodiaspórica no ensino de química?

Pratos como feijoada, acarajé e moqueca ajudam a abordar diferentes conteúdos da disciplina

Cup song ajuda a ensinar educação artística, matemática, línguas e ciências

Coreografia com copos trabalha coordenação motora, contagem de tempo e vibração do som

Receba NossasNovidades

Receba NossasNovidades

Assine gratuitamente a nossa newsletter e receba todas as novidades sobre os projetos e ações do Instituto Claro.