Ouça também em: Ouvir no Claro Música Ouvir no Spotify Ouvir no Google Podcasts Assina RSS de Podcasts

Faça o download do podcast
Confira a transcrição do áudio

Neste momento em que os estudantes precisam ficar isolados, mas também manter o ritmo de estudo, adaptar um ambiente da casa para isso é ideal. Para os alunos do 3º ano do ensino médio, que já estão se preparando para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e vestibulares do final do ano, aproveitar esse tempo é ainda mais importante.

Neste podcast, o Instituto Claro ouve o diretor do Anglo Vestibulares, o professor Daniel Perry, que traz seis dicas para manter o aluno engajado em suas metas. “Uma minoria está acostumada a estudar o tempo todo em casa. O problema é manter o equilíbrio e a motivação, mais até do que o acesso a materiais”, analisa.

O entrevistado destaca que se há um ponto positivo na atual circunstância é o fato de o estudante ganhar o tempo que usaria para se deslocar até a escola ou cursinho. Esse período pode servir para ler e estudar mais. É aí que a disciplina se torna fundamental.

Um ambiente limpo e silencioso ajuda na concentração (crédito: Median Santos)

 

No áudio, Perry traz seis dicas para que o desempenho seja garantido neste momento:
– Preparar um ambiente confortável e silencioso da casa;
– Concentrar o estudo no mesmo período em que o estudante estaria na escola e se preparar para que ele seja vem aproveitado;
– Aproveitar os recursos que as aulas online proporcionam;
– Manter o foco e destinar outro momento do dia para o uso do celular;
– Marcar eventuais discussões com os colegas em pequenos grupos, por meio de ferramentas de videoconferência gratuitas;
– Apostar nos momentos de descontração, com alongamentos, exercício físico e até meditação.

Conteúdo aberto para todos

Enquanto perdurar o período de isolamento social, o Anglo Vestibulares permitirá que todos – e não apenas alunos matriculados no curso – tenham acesso às aulas online. Basta fazer um cadastro no site da iniciativa.

Outros links:
Vestibular: 9 podcasts para entender os livros da Fuvest
12 podcasts para entender as obras do vestibular Unicamp 2020
Os 10 melhores jogos para estudar para o Enem
Unesp disponibiliza sete cadernos de estudo para vestibulandos
Game gratuito oferece simulado de vestibular para alunos do ensino médio

Transcrição do áudio

Daniel Perry:
Ninguém está acostumado, ou a minoria está acostumada, a estudar o tempo todo em casa, sozinho… manter o equilíbrio, manter a motivação, esse é o problema, a desmobilização, mais até do que o acesso a materiais, porque eles têm várias possibilidades… agora a questão é se manter engajado. Exige muita disciplina, muita.

Eu sou Daniel Perry, professor de história, autor de materiais didáticos e diretor do Anglo Vestibulares.

Vinheta: “Instituto Claro – Educação”

Música instrumental, de Reynaldo Bessa, de fundo

Marcelo Abud:
A transferência das aulas para o ambiente virtual tem sido adotada por muitas escolas, públicas ou privadas. Para os alunos do 3º ano do ensino médio, uma preocupação a mais surge: como aproveitar o tempo e se preparar para os exames de vestibular e Enem do fim do ano?

O diretor do Anglo Vestibulares preparou seis pontos para que os vestibulandos consigam estudar, estando longe da sala de aula. O conteúdo pode ajudar pais e professores – imprescindíveis nesse processo – no auxílio e orientação desses jovens.

Daniel Perry:
Bom, primeiro lugar é reservar um espaço físico adequado para assistir aulas virtuais e para estudar. É importante dialogar com a família e fazer um combinado, porque esse espaço vai ter que ser silencioso, a pessoa vai ter que ter ali condição de se concentrar.

Marcelo Abud:
O segundo ponto importante é a disciplina. Perry explica que é ideal manter os mesmos horários de estudo de quando as aulas eram presenciais e que o aluno se prepare para este momento.

Daniel Perry:
Ele vai ter que se programar. Se o curso que ele fazia era das sete a uma, ele vai ter aula das sete a uma. Ainda dentro dessa linha, é importante o estudante ter uma autorregulação para entrar no modo vestibulando. Então, ele vai acordar no horário certo, ele não vai ficar de pijama. É importante ele tomar um banho, trocar de roupa – pôr a roupa que ele usaria para sair –, tomar o café da manhã. Isso vai fazendo com que ele se desconecte da cama, do sofá.

Música: Quanto Tempo (Tony Bellotto), com Titãs
“O tempo passa tão depressa / Logo acaba, mal começa / Eu tenho pressa / Não vou olhar pra trás”

Marcelo Abud:
O terceiro ponto é perceber que, apesar de terem mudado de ambiente, as aulas continuam a acontecer.

Daniel Perry:
Assistir aulas online é interessante porque tem recursos que não existem no mundo físico, como, por exemplo, pausar o vídeo. Usar esse recurso é interessante, porque aí o aluno vai impor o ritmo da aula. Se for um assunto difícil para ele, complexo, ele vai vendo o vídeo, pausa, volta, continua, pausa, volta… Isso é bem legal. Pode ter um bom impacto.

Marcelo Abud:
A quarta dica é manter o foco e se policiar em relação ao uso do aparelho celular.

Daniel Perry:
Não adianta ficar em casa e ficar mexendo no celular para ver notícias, para ver coisas de lazer o tempo todo. Uma sugestão estratégica é reservar um período do dia para entrar em redes sociais, para se divertir. Senão, ele vai perder o tempo que está ganhando. Também é importante ficar atento ao excesso de informações. Por dois motivos. Primeiro, o excesso de informações vai deixá-lo confuso, talvez em pânico, porque não está fácil lidar com essa situação. E, segundo lugar, evitar esse excesso de informações é importante para não perder tempo. Então, consulte informações de uma fonte confiável.

Marcelo Abud:
Quinto aspecto: é importante criar formas de contato em grupo, em meio ao período de isolamento social.

Daniel Perry:
Existem algumas ferramentas virtuais gratuitas para estudo em grupo. Por exemplo, Hangout, Zoom, dentre outras que são gratuitas. A partir de um certo momento, o aluno vai sentir falta de dialogar com os colegas a respeito do que ele está aprendendo. Então, combina com um grupo pequeno, entre 3 e 6 pessoas, no máximo, um momento de estudo em grupo, com hora marcada, tema, lista de exercícios, se for possível, para eles trocarem ideias, se ajudarem.

Marcelo Abud:
Estando o tempo todo em casa, o vestibulando tende a comer mais e mexer menos o corpo. A sexta orientação do professor é para que sejam criados momentos dedicados a exercícios físicos.

Daniel Perry:
Na medida do possível, praticar exercícios dentro de casa. Se alongar, subir e descer escada, usar pesos para fortalecer a musculatura, fazer uma meditação. Então, a partir desses fundamentos, o estudante vai poder se organizar melhor para aproveitar esse tempo que ele está tendo.

Música: Semana que vem (Pitty)
“Não deixe nada pra depois / Não deixe o tempo passar / Não deixe nada pra semana que vem”

Marcelo Abud:
Para ajudar na preparação para os exames do fim do ano, o Anglo está abrindo as aulas do cursinho não apenas para os alunos matriculados, mas para todos que quiserem estudar com os conteúdos. Durante o período em que durar o isolamento social, basta se cadastrar e acessar sem custo o ambiente virtual do cursinho.

Daniel Perry:
O aluno pode acessar o Anglo online através do endereço aluno.cursoanglo.com.br. Aí ele vai criar uma conta, fazer um cadastro e já vai ter acesso às aulas, ao “Anglo Analisa”, que é um material com o índice de incidência de vários assuntos dos principais vestibulares, o que ajuda a organizar os estudos e também é uma ferramenta de planos de estudos. A gente pretende com isso contribuir, não só para o aluno que já é do Anglo, mas para a sociedade.

Vinheta de abertura do podcast do Anglo “Vai Passar”

Marcelo Abud:
Outra forma de se manter atualizado para possíveis assuntos que vão cair no vestibular é o podcast “Vai Passar”, que trata de assuntos atuais, em forma de roda de conversa. Um dos episódios é sobre epidemias e globalização.

(Apresentador) “Falaremos com o Gian, mestre em história, mestre em filosofia.”

(Gian Dorigo) “E aí surgem aqueles dois grandes exemplos históricos. Se a gente parte do Coronavírus da atualidade e olha para o passado, a gente tem dois processos muito semelhantes. A gente tem a gripe espanhola, de 1918/1919, que foi uma epidemia efetivamente mundial e, muitos anos atrás, a gente teve a peste negra, a peste negra, do século XIV, se expandiu, em grande parte, graças a este contexto de circulação de pessoas e mercadorias numa área bastante vasta.”

(Apresentador) “No primeiro bloco, focaremos na abordagem que a biologia faz sobre o tema. No segundo, veremos como os vestibulares relacionados à história tratam as epidemias. E, no terceiro bloco, a geografia entra na discussão.”

Música instrumental, de Reynaldo Bessa, de fundo

Marcelo Abud:
E já que o assunto é vestibular e podcast, o Instituto Claro também tem edições destinadas às obras da Fuvest e da Unicamp. Os links para acessar a série Livro Aberto e ainda os conteúdos disponibilizados pelo Anglo Vestibulares estão no texto que acompanha este áudio. Aproveite o tempo e bons estudos.

Com apoio de produção de Daniel Grecco, Marcelo Abud para o Instituto Claro.

Deixe um comentário

Please Login to comment

Receba NossasNovidades

Receba NossasNovidades

Assine gratuitamente a nossa newsletter e receba todas as novidades sobre os projetos e ações do Instituto Claro.