A repressão violenta às manifestações dos professores da cidade de São Paulo contra as mudanças na contribuição previdenciária, ocorridas em 15 e 16 de março, foi repudiada por entidades educacionais, como a Campanha Nacional pelo Direito à Educação (Campanha). Os protestos terminaram com servidores feridos pelas polícias civil e militar. Os docentes foram atingidos por spray de pimenta, balas de borracha e cassetetes. O projeto de lei prevê elevar a contribuição dos servidores visando cobrir um déficit que, segundo a prefeitura, poderia atingir R$ 20,8 bilhões em 2018.

Em nota oficial, a Campanha lembrou que “defender a educação para todas e todos é defender condições de trabalho para as educadoras, educadores, servidoras e servidores de redes públicas e respeito ao compromisso de suas trajetórias que se expressa também na aposentadoria digna”.

A rede também rechaçou a violência contra a liberdade de manifestação e se posicionou contra “todas as formas de privatização da educação pública, inclusive via securitização dos fundos previdenciários de seus trabalhadores e trabalhadoras”.

Confira a nota na íntegra.

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Talvez Você Também Goste

Notícias

Para brasileiro, qualidade do professor é principal fator na escolha da escola

Pesquisa realizada em 29 países mostra percepção de famílias sobre educação

há 4 anos
Notícias

8 links para utilizar quadrinhos em sala de aula

Plano de aula, entrevistas e artigos orientam sobre o uso das HQs em diversas disciplinas

há 4 anos
Notícias

Estão abertas as inscrições para 17ª edição do Prêmio Victor Civita Educador

Candidatos devem acessar site e seguir as orientações para se candidatar

há 8 anos
Notícias

Conheça o Programa Aprender Em Rede, iniciativa educacional que visa promover projetos colaborativos online

Professores interessados, do Ensino Fundamental e Médio, poderão
envolver seus alunos em projetos intraescolares pela Internet

há 8 anos

Receba NossasNovidades

Receba NossasNovidades

Assine gratuitamente a nossa newsletter e receba todas as novidades sobre os projetos e ações do Instituto Claro.