Compreender o sujeito de maneira integral pressupõe que a educação não pode ser somente cognitiva. “Paulo Freire afirmava que o sujeito conhece com seu corpo inteiro. Ele é carregado de emoções, sentimentos, desejos, razão e mente crítica”, descreve a pesquisadora do Núcleo de Educação Integral do Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária (Cenpec), Guillermina Garcia.
 
Assim, para promover a aprendizagem, é preciso contemplar todas as dimensões do aluno. “É importante que a escola contribua para a formação de sujeitos que, além de aprender os conhecimentos das diferentes disciplinas, tenham princípios éticos de solidariedade e respeito”, complementa. 
 
Para que essa proposta de uma educação integral seja viabilizada, é necessário que o aluno passe mais tempo no meio educacional e que a escola consiga incluir outros saberes, atividades e atores educativos no currículo já existente. Conheça, a seguir, oito justificativas para que o estudante permaneça mais tempo em atividades desenvolvidas em ambiente escolar.
 
1 – Conhecendo o seu território
Quais são os saberes e manifestações culturais da comunidade atendida por aquela escola e como eles podem se articular com o currículo? “Para a circulação e apropriação do potencial educativo do território, é importante que o aluno fique mais tempo em atividades promovidas por ela. O tempo de quatro horas não seria suficiente para ampliar o currículo e promover experiências que permitam maior relação com a comunidade e sua cultura”, afirma Guilhermina. 
 
2 – Ampliação do repertório sociocultural
A educação integral utiliza a própria identidade cultural –  modos de vida, hábitos cotidianos, saberes e fazeres da cultura local e da família – em parceria com o conhecimento acadêmico. “Temos que considerar o contexto e demandas de cada comunidade escolar, para só então definir quais aspectos que fazem sentido desenvolver na escola com seus alunos”, pontua a pesquisadora. 
 
3 – Participação na vida pública
A educação integral incentiva a participação dos alunos em projetos de intervenção comunitária, assim como grêmios escolares, voluntariado e etc. Isso os torna cidadãos ativos nas mudanças que eles desejam para a escola.
 
4 – Respeito à diversidade
A circulação pelo território e a participação na vida pública leva o aluno a ter contato com outros atores e colegas com formação diferente da dele. “É importante que o aluno respeite diferentes convicções políticas, religiosas, condições sociais (classe, raça, etnia, gênero e orientação sexual), pessoas com deficiência e altas habilidades”, lista Guilhermina. 
 
5 – Desenvolvimento da autonomia
A participação do aluno em diferentes projetos estimula o estudante a ser mais independente na busca por conhecimentos. “Isso faz com que o aluno valorize seu processo educativo e aceite seus erros. Peça ajuda, tente de novo, arrisque e evolua em toda sua capacidade”, defende a educadora. 
 
6 – Atitudes cooperativas
O aluno pode ceder suas potencialidades e habilidades para realizar ações cooperativas. Assim, ele não apenas aprende de forma passiva, como também ensina e participa. 
 
7 – Cuidado com o meio ambiente
A educação integral também deve abarcar o cuidado com o meio ambiente. “Que o aluno conheça a complexidade do ecossistema e a integração de seus múltiplos aspectos. Realize ações cotidianas que respeitam o a preservação de recursos ambientais e reivindique ações e atitudes que geram a preservação de recurso”, acrescenta Guilhermina. 
 
8 – Oportunidade de acesso a novos conhecimentos 
A educação integral possibilita o contato do aluno com atividades relacionadas a modalidades esportivas, artes e uso de tecnologias – também necessárias para o seu desenvolvimento. 
 
Veja mais:
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Talvez Você Também Goste

Notícias

“Só acredito na educação baseada em modelo de ensino integral”, diz professora

Ela conta sobre mudanças de escola regular para um dos modelos de tempo integral

há 8 anos
Notícias

Centro de estudos disponibiliza artigos gratuitos sobre educação

Série de textos aborda de formação humana integral diante de retrocessos sociais a Anísio Teixeira

há 2 anos
Notícias

6 livros para compreender a educação integral

Prática visa desenvolver o aluno em todas as suas dimensões e construir processos mais democráticos na escola

há 3 anos
Notícias

Censo Escolar 2016: queda nas matrículas de educação integral no ensino fundamental é alarmante

Situação afeta qualidade da aprendizagem e combate às desigualdades no ensino

há 5 anos

Receba NossasNovidades

Receba NossasNovidades

Assine gratuitamente a nossa newsletter e receba todas as novidades sobre os projetos e ações do Instituto Claro.