Geralmente confundida com a ampliação da jornada do aluno na escola, a educação integral se configura como uma nova prática educacional. Seu objetivo é desenvolver o aluno em todas as suas dimensões, incorporando a cultura, a arte, a educação do corpo e os valores da cidadania à formação de crianças e jovens. Para completar, também entende o ambiente escolar como uma instituição aberta ao seu entorno e aos saberes presentes na comunidade que a compõe, buscando construir processos mais democráticos e que envolva a todos.

Para se aprofundar nos conceitos da educação integral, assim como na sua origem e nas boas práticas desenvolvidas no Brasil, selecionamos seis livros escritos ou organizados por pesquisadores da área.

 

Capa do livro "Pesquisas sobre educação integral e tempo integral: história, políticas e práticas"

Pesquisas sobre educação integral e tempo integral: história, políticas e práticas

Ana Maria Villela Cavaliere (org.), Editora CRV, 2017
Entre 2006 e 2017, 50 dissertações e teses foram elaboradas por jovens educadores, pesquisadores integrantes do Núcleo de Estudos – Tempos, Espaços e Educação Integral (NEEPHI), que reúne entidades como a Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UniRio), Universidade federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ). O livro reúne 12 dessas pesquisas, que analisam programas educacionais de ampliação da jornada escolar, currículo, avaliação e formação de professores, inseridas no contexto da escola de tempo integral

 

Capa do livro "Educação integral em tempo integral: estudos e experiências em processo"

Educação integral em tempo integral: estudos e experiências em processo

Lígia Martha Coimbra da Costa Coelho (org.), Editora Mauad, 2009.
O livro é fruto do I Seminário Nacional – Educação e(m) Tempo Integral, ocorrido em 2007 e que contou com a participação de professores e pesquisadores do tema em mesas redondas e apresentação de pôsteres. O material produzido durante o evento foi reunido e deu origem à obra.

 

Capa do livro "Educação integral: história, políticas e práticas"

Educação integral: história, políticas e práticas

Lígia Martha C. da Costa Coelho (org.), Rovelle, 2013
A obra é composta por treze capítulos que, segundo a autora, têm o objetivo de “refletir acerca da educação integral em suas diferentes concepções e práticas e, ainda, analisar experiências de educação integral em jornada ampliada, que vêm sendo implantada em sistemas municipais de ensino no Brasil”.

 

Capa do livro "Tempos e espaços escolares. Experiências, políticas e debates no Brasil e no mundo"

Tempos e espaços escolares. Experiências, políticas e debates no Brasil e no mundo

Lucia Velloso Maurício (org.), Nova Fronteira, 2014
O texto reúne artigos de autores estrangeiros sobre como os processos que ocorrem nas escolas públicas funcionam como mecanismos de transmissão de desigualdade social e de oportunidades educacionais diferenciadas. Assinam os artigos Andrew Hargreaves (Canadá e Estados Unidos), Fernando Reimers (Venezuela), Franco Frabboni (Itália), Jean-Yves Rochex (França) e Miguel Pereyra (Espanha). Além disso, cada capítulo é comentado por autoras brasileiras e pesquisadoras da jornada escolar, trabalho docente, políticas afirmativas e democratização da educação.

 

Capa do livro "Caminhos da educação integral no Brasil: direito a outros tempos e espaços educativos"

Caminhos da educação integral no Brasil: direito a outros tempos e espaços educativos

Jaqueline Moll (org.), Editora Penso, 2012
A obra reflete sobre a função da educação como formação integral, concretizado em práticas que possibilitam reinventar a escola e seu papel na articulação de ações, de educadores, agentes e instituições.

 

Capa do livro "Educação integral no Brasil de hoje"

Educação integral no Brasil de hoje

Jamerson Antonio de Almeida da Silva e Katharine Ninive Pinto Silva, Editora CRV, 2012
A obra analisa a educação integral no Brasil, com destaque para o Programa Mais Educação, implementado a partir de 2007 pelo governo federal. São consideradas a concepção de educação integral que orienta o programa; as formas de organização do espaço e tempo escolar; os “saberes” que compõem o currículo; a formação e gestão de pessoal e a política de financiamento.

Crédito da imagem: Rawpixel – iStock

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Talvez Você Também Goste

Notícias

E-book gratuito discute desafios e dilemas dos gestores educacionais

“Crise econômica e institucional tem exigido respostas inovadoras de secretários e ministros”, analisa educadora

há 4 anos
Notícias

Centro de estudos disponibiliza artigos gratuitos sobre educação

Série de textos aborda de formação humana integral diante de retrocessos sociais a Anísio Teixeira

há 3 anos
Notícias

Censo Escolar 2016: queda nas matrículas de educação integral no ensino fundamental é alarmante

Situação afeta qualidade da aprendizagem e combate às desigualdades no ensino

há 5 anos
Notícias

Educação integral: 8 motivos para ficar mais tempo na escola

Objetivo é desenvolver os diversos aspectos do ser humano, incluindo afetivos e sociais

há 6 anos

Receba NossasNovidades

Receba NossasNovidades

Assine gratuitamente a nossa newsletter e receba todas as novidades sobre os projetos e ações do Instituto Claro.