A cultura afro sempre foi retratada como uma potência. Porém, de acordo com Adriana Barbosa, é chegada a hora de ressignificá-la e transformá-la em uma cultura de massa. Para isso, a idealizadora do Festival Feira Preta, reconhecido como o maior evento de cultura negra da América Latina, tem concentrado seus esforços para pensar em ações que envolvem e dão visibilidade para a população negra.

Parte da lista da Forbes das 20 mulheres mais poderosas do Brasil e criadora de um programa de aceleração de empreendimentos negros, Adriana discute a relevância do acesso de pessoas negras ao mercado de trabalho para mitigar um processo de exclusão que se deu ao longo da história. Ela também comenta sobre a importância do afroempreendedorismo no Brasil, país que conta com a maior população negra fora da África no mundo.

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Talvez Você Também Goste

Atividades ao ar live resgatam a interação social afetada pelo uso excessivo de telas

Conheça mitos e verdades sobre a dengue

Emprego na indústria têxtil é oportunidade de ressocialização para detentas

Receba NossasNovidades

Receba NossasNovidades

Assine gratuitamente a nossa newsletter e receba todas as novidades sobre os projetos e ações do Instituto Claro.