Desde 2007, no dia 2 de abril, é celebrado o Dia Mundial da Conscientização sobre o Autismo. De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), estima-se que 70 milhões de pessoas no mundo são afetadas por essa deficiência cognitiva que se manifesta em dificuldades na comunicação e na interação social, além de alterações de comportamento.

Para Ronaldo Cohin, graduado em ciências da computação, o interesse pela causa veio com a paternidade. Pai do pequeno Lucas, diagnosticado com autismo desde os dois anos de idade, ele precisou buscar alternativas para estimular o desenvolvimento do filho.

Ao perceber que não existiam tantas opções, ele desenvolveu a plataforma JADE, que auxilia em tratamentos terapêuticos para crianças autistas ou com outros problemas cognitivos, como a Síndrome de Down. Por meio de um jogo de associação de imagens, o aplicativo coleta dados de comportamento e gera relatórios sobre o desempenho da criança em um determinado espaço de tempo.

“Vi que as opções eram muito limitadas e, muitas vezes, caras. Quando iniciei o meu TCC na graduação, tive a ideia de abordar o assunto de forma que pudesse ser útil para o Lucas e também para outras famílias”, lembrou Cohin.

Ele também destacou que, com o avanço dos smartphones, muitos problemas podem ser resolvidos em aplicativos. “Com o JADE, é possível estimular com jogos e ter acesso a informações que pais ou terapeutas possam acompanhar, avaliar e, assim, entender o desempenho cognitivo da criança”, afirmou.

Para o idealizador do aplicativo, desenvolver a ferramenta foi o processo mais difícil. “Eu tinha conhecimento básico. Por isso, decidi me aprofundar em pesquisas onde testava cada fase de implementação do JADE, errando, reconstruindo e acertando”, relatou.

Programa Campus Mobile

O JADE foi finalista da 6ª edição do Campus Mobile, programa do Instituto Claro que estimula o desenvolvimento de ideias e soluções por meio da tecnologia móvel, realizado em parceria com a Associação do Laboratório de Sistemas Integráveis Tecnológico (LSI-TEC/USP) e com o apoio da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo.

Um ano após participar da iniciativa, o aplicativo já tem 16 mil downloads e está disponível para dispositivos Android com versões em português, inglês e espanhol. Atualmente, a plataforma tem usuários e acessos da América e alguns países da Europa.

“Se você realmente quiser transformar a vida de pessoas, a tecnologia é um dos agentes de maior potencial. Seja lá qual for o problema que você queira resolver, se quiser ser um empreendedor social, se aperfeiçoe, estude e busque formas de tornar o seu projeto viável”, aconselhou Cohin.

Para saber mais sobre a plataforma, acesse a página do JADE no Facebook.

Lucas e o pai, idealizador da plataforma JADE, Ronaldo Cohin

 

Deixe um comentário

Por favor, faça Login para comentar

Talvez Você Também Goste

Notícias

9ª edição do Campus Mobile promove lives com especialistas no mês de janeiro

Transmissões sobre tecnologia e inovação, voltadas aos participantes, serão abertas também ao público

há 2 semanas
Notícias

Prorrogadas as inscrições para a 9ª edição do Campus Mobile

Projetos enviados até 6 de dezembro concorrem a imersão no Vale do Silício

há 2 meses
Notícias

Estão abertas as inscrições para a 9ª edição do concurso Campus Mobile

Projetos que promovam impacto social serão premiados com uma imersão no Vale do Silício

há 3 meses
Notícias

Programa Campus Mobile inicia 8ª edição com palestras online sobre tecnologia e inovação

As transmissões acontecem ao vivo, no YouTube, a partir das 15h, todas abertas ao público

há 1 ano

Receba NossasNovidades

Receba NossasNovidades

Assine gratuitamente a nossa newsletter e receba todas as novidades sobre os projetos e ações do Instituto Claro.