Na Cidade do Livro, em São Paulo (SP), há um local reservado apenas para os adolescentes. "Fizemos pesquisas com as escolas e percebemos para a faixa etária dos teens, o clima de suspense, de aventura e de mistérios é mais interessante”, conta o idealizador do projeto, Claudio Amadio.

O espaço reproduz uma editora antiga que está abandonada e assombrada pelo fantasma da leitura. O local revela aos visitantes como era o processo de impressão dos livros antigamente e simboliza a busca pelo conhecimento.

O educador na Cidade do Livro Marcos Dornellis Junior fala sobre o que é trabalhado durante as atividades: "passa por questões pedagógicas, pelo o capricho na letra, até fatores de respeito ao próximo, às diferenças, falamos de língua portuguesa, ecologia e tudo isso mesclado com o que é a produção de um livro”. O espaço é aberto somente para grupos escolares durante período letivo, mas abre a visitação nos meses de julho e janeiro para o público em geral.

Assista outros programas do NET Educação:

Cidade do Livro é opção de atividade lúdica durante férias escolares
"A máquina em braile é o nosso caderno", diz aluno com deficiência visual
Saberes da comunidade são valorizados no projeto OCA Escola Cultural
Tocar, dançar e brincar faz parte do aprendizado das crianças
"Use o coração e a verdade para espalhar conhecimento”, diz Ferréz

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Talvez Você Também Goste

Aulas de reforço de matemática facilitam aprendizado com exemplos do cotidiano

Como implementar a monitoria aluno-aluno na escola?

“Lojinha” na escola ensina conceitos de economia a partir do cotidiano dos alunos

Receba NossasNovidades

Receba NossasNovidades

Assine gratuitamente a nossa newsletter e receba todas as novidades sobre os projetos e ações do Instituto Claro.