As crianças aprendem o que é gestão democrática desde cedo na EPG Manuel Bandeira, em Guarulhos (SP). A cada bimestre, os alunos da educação infantil e do ensino fundamental I participam do chamado Conselhinho, espaço de consulta aos alunos instituído pela gestão da escola.

Nas reuniões, temas como a escolha de conteúdos a serem estudados, a elaboração de regras de convivência e comportamento, além do uso de verbas recebidas da administração pública são discutidos e deliberados coletivamente, com ampla participação dos alunos.

No início do ano, cada turma escolhe seu representante, que será responsável por debater questões votadas como prioritárias, registradas em cartazes espalhados pela unidade escolar, em que todos podem escrever o que acreditam precisar ser melhorado e o que deve ser aplaudido.

Segundo a coordenadora pedagógica da escola, Camila Zanter Tesche, essa foi a forma encontrada para trabalhar valores como respeito, responsabilidade e autonomia com os estudantes. “Percebemos que as crianças têm coisas importantes a dizer”, completa a diretora Solange Adamori, que destaca horizontalidade das relações, a centralidade no aluno e a gestão democrática como elementos que orientam o trabalho na escola.

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Talvez Você Também Goste

Contação de histórias ajuda a ensinar cultura africana na escola

Como implementar a lei do ensino de história e cultura afro-brasileira e indígena nas escolas?

Qual o papel da escola no combate à violência contra crianças?

Receba NossasNovidades

Receba NossasNovidades

Assine gratuitamente a nossa newsletter e receba todas as novidades sobre os projetos e ações do Instituto Claro.