Ataques a escolas e creches se tornaram um ponto de atenção, principalmente após episódios sucessivos no primeiro semestre de 2023. Além dos programas institucionais, como aumento da força policial e escuta ativa para alunos, educadores devem estar atentos à influência do ambiente escolar no comportamento do estudante e a sinais que possam indicar um cenário anormal. 

Mas o que é considerado um comportamento violento? Alacir Villa Valle Cruces, doutora em psicologia escolar e coordenadora regional da Associação Brasileira de Psicologia Escolar e Educacional (Abrapee), avalia que o desenvolvimento é uma forma sadia de estar no mundo e qualquer ação prejudicial — a si ou aos outros — que fuja disso já pode ser considerada violenta.

Por isso, a pesquisadora acredita que pequenas ações devem ser priorizadas para evitar eventos maiores ou mais intensos. “A gente tem muito a ideia de que essa violência extrema vem do nada, mas não é: ela foi sendo construída por pequenas violências que essa pessoa viveu”, diz.

No vídeo, Valle Cruces defende ambientes saudáveis para que o desenvolvimento do aluno não seja afetado, aborda estratégias possíveis para educadores detectarem comportamentos violentos de forma efetiva e auxiliarem os alunos.

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Talvez Você Também Goste

Aulas de reforço de matemática facilitam aprendizado com exemplos do cotidiano

Como implementar a monitoria aluno-aluno na escola?

“Lojinha” na escola ensina conceitos de economia a partir do cotidiano dos alunos

Receba NossasNovidades

Receba NossasNovidades

Assine gratuitamente a nossa newsletter e receba todas as novidades sobre os projetos e ações do Instituto Claro.