Hoje considerada pelo Ministério da Educação (MEC) um exemplo de escola inovadora, a EMEF Presidente Campos Salles, localizada em Heliópolis, periferia de São Paulo (SP), já viveu tempos difíceis. A violência era constante e as crianças não se interessavam pelas aulas.
Em 1999, alunos e professores passaram por um evento traumático quando uma aluna foi assassinada quando voltava para casa após a aula. Três anos depois, 21 computadores novos foram roubados da escola. Esses dois episódios foram o ponto de partida para uma série de mudanças.
Primeiro veio o fortalecimento dos vínculos com a comunidade. Depois, a reformulação pedagógica. A divisão em turmas foi abolida e os alunos de cada ano fazem atividades todos juntos, em grandes salões de estudo. Os professores trocaram o fazer solitário em sala de aula pela atuação em equipe, tanto no planejamento como na condução das atividades com os estudantes. Confira no vídeo!
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Talvez Você Também Goste

Cozinha experimental na escola: atividade constrói conhecimento multidisciplinar

Yoga na escola: prática ajuda a reduzir ansiedade e estresse de alunos

Como a escola pode auxiliar na transição da educação infantil para o ensino fundamental?

Receba NossasNovidades

Receba NossasNovidades

Assine gratuitamente a nossa newsletter e receba todas as novidades sobre os projetos e ações do Instituto Claro.