O escritor José Santos é organizador da antologia “Partículas Subatômicas – Microcontos Brasileiros” ao lado de Luiz Ruffato, que reúne textos de até 140 caracteres de nomes de destaque da literatura brasileira. Em oito dicas, ele ensina abaixo como fazer literatura pelo Twitter e como introduzir os alunos de diferentes idades no gênero do microconto. Confira!
 
1 – Capture cenas
Um microconto é o instante que você ‘fotografa’. Ele está mais para registrar a ação do que um pensamento. “O professor pode pedir para os alunos pensarem histórias e cenas, e não algo como descreverem ‘o que eu penso da vida’. Tem que ter verbo, movimento”, ensina Santos. 
 
2 – Começo, meio e fim 
O microconto precisa manter algumas características que o gênero pede. São elas: personagem, tempo, espaço, conflito, clímax e solução. 
 
3 – Confie no leitor
O microconto precisa da participação ativa do leitor. “O texto deixa lacunas que o leitor precisa completar. O desfecho é na cabeça do leitor”, explica o escritor. 
 
4 – Menos é mais
É preciso bastante treino para conseguir contar uma história em poucas palavras. O escritor precisa aprender a editar e resumir. “Um bom substantivo vale por dez adjetivos, por isso, a importância de ser breve”, assinala. 
 
5 – Mil maneiras de contar uma história
O microconto é um gênero bastante flexível e pode ser feito em primeira pessoa, terceira pessoa ou em diálogos. Basta usar a criatividade!
 
6 – Divulgação alternativa
A vantagem do microconto é que ele pode ser divulgado fora do livro. Além do Twitter, ele pode ser enviado via WhatsApp, por exemplo.  “Inclusive, o microconto é uma forma de atrair os jovens e fazer uso dos celulares. Ele ajuda a expandir a fronteira da sala de aula com a ajuda de um objeto de desejo, que é o celular”, opina o escritor.  
 
7 – Inspire-se em outros autores
“Partículas Subatômicas” é uma antologia organizada por Luiz Ruffato e José Santos, que reúne microcontos de diversos autores. O livro pode ser baixado gratuitamente aqui. Além disso, alguns trechos de clássicos da literatura brasileira são verdadeiros microcontos. “Um exemplo vem de Machado de Assis: ‘Marcela amou-me durante quinze meses e onze contos de réis’”, exemplifica José. 
 
8 – Exercício biográfico
O escritor José Santos sugere um exercício: cada aluno escolhe uma história ou o relato de vida de uma pessoa que pode ser – ou não – da sua família. Em sete microcontos, o aluno é convidado a resumir a origem, infância e família do personagem escolhido. “O resultado é bem legal”, garante. 
 
Veja mais:

Deixe um comentário

Por favor, faça Login para comentar

Talvez Você Também Goste

Origami ajuda a ensinar conceitos de geometria

Professor do Amazonas utiliza técnica para trabalhar teorema de Pitágoras e semelhança entre triângulos

“Escutar e não impor ideias aproxima professor da comunidade”, recomenda ganhador do Global Teacher Prize 2020

Educador indiano Ranjitsinh Disal convenceu pais a abrirem mão de tradição e mandarem filhas para a escola

Moacyr Scliar: obras do escritor gaúcho podem ser trabalhadas nos ensinos fundamental e médio

Realismo fantástico e metalinguagem são destaques nos livros, contos e crônicas

Receba NossasNovidades

Receba NossasNovidades

Assine gratuitamente a nossa newsletter e receba todas as novidades sobre os projetos e ações do Instituto Claro.