Também chamada de pandorga, papagaio e maranhão, a pipa é uma boa brincadeira para as férias de julho – momento em que a maior parte dos dias são ensolarados e com bons ventos. Para melhorar, soltar pipa complementa elementos ligados aos currículos formais e transversais da escola, ajudando no desenvolvimento de habilidades que vão das motoras até as ligadas à inteligência emocional.
 
Veja também:
 
“Soltar pipa é muito mais divertido quando feito em grupo, o que leva à socialização, definição de regras, acordos de convivência, exercício de princípios de solidariedade, compartilhamento e ética”, lista o professor e autor de materiais didáticos de física, matemática e filosofia da Educação, José Carlos Antonio. “Também é preciso aprender sobre as regras de segurança, conhecer e utilizar ferramentas como a tesoura, fazer amarrações, colagens e medidas”, acrescenta. 
 
Energia elétrica
Para quem aprecia história e ciências, a pipa é um prato cheio. Estima-se que a atividade tenha sido descoberta na China há mais de 2.200 anos. Além disso, há registros de objetos voadores controlados por fios em hieróglifos do Egito. Atualmente, estudos apontam a possibilidade de usar pipas para elevar geradores eólicos de energia elétrica até altitudes onde o vento é forte e regular. “Há também uma pesquisa interessante onde as pipas são usadas para gerar energia elétrica embaixo d’água. Ao invés de usar o vento para voar no céu, elas ‘voam’ nas correntes marítimas”, destaca o físico. 
 
Brincadeira segura
Na hora de empinar a pipa, é preciso procurar um local aberto, amplo, distante de redes elétricas e obstáculos verticais – como árvores e prédios – e onde se possa correr livremente. O clima deve ser de céu limpo, com pouca ou nenhuma nuvem, sem sinal de chuva e vento moderado. “Vento fraco não consegue manter a pipa no ar e vento forte quebra a linha, fazendo a pipa ir embora. E nem pense em soltar pipa em dias chuvosos”, reforça José Carlos.
 
Também, se o dia estiver ensolarado, é indicado o uso de protetor solar e boné, assim como evitar os horários de sol excessivo, entre 11h e 14h.
 
Competições em grupo de quem consegue empinar a pipa ou atinge a maior altura primeiro são saudáveis. Contudo, é preciso passar longe de produtos que tornam a linha cortante, como o cerol (mistura de cola com vidro moído ou limalha de ferro). A prática representa risco de morte para as pessoas ao redor. “Se a pipa enroscar na rede elétrica jamais tente recuperá-la, pois isso também já causou a morte de muitas pessoas”, lembra o professor. 
 
Veja mais:
 
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Talvez Você Também Goste

Como ensinar ginástica na educação física escolar?

Professoras indicam 8 possibilidades para desenvolver com alunos do ensino fundamental

11 formas de acolher o aluno com síndrome de Tourette

Ambiente inclusivo evita que estudantes sofram com bullying e dificuldades de aprendizagem

16 jogos de mão para apresentar às crianças na escola

Educadora indica brincadeiras para trabalhar rimas e musicalidade com os alunos

Receba NossasNovidades

Receba NossasNovidades

Assine gratuitamente a nossa newsletter e receba todas as novidades sobre os projetos e ações do Instituto Claro.