O ano de 2012 foi marcante na história da educação. Diversos acontecimentos ganharam destaque no campo do ensino, que tem se tornado cada vez mais foco de preocupação da sociedade e dentro da cobertura da mídia.
 
O NET Educação selecionou os dez principais fatos que mais estiveram em evidência, chamando atenção de professores, alunos, pais, políticos e comunidade em geral.
 
Na reportagem, relembre os temas PNE, royalties para educação, cotas nas universidades, eleições municipais, atualização do Ideb, greve nas federais, Olimpíadas de Londres, transtorno de déficit de atenção, Rio+20 e mercado literário. Acompanhe abaixo e refresque a memória:
 
Votação do PNE fica para 2013
Após dois anos de atraso na aprovação do Plano Nacional de Educação, o projeto passou pela Câmara e chegou ao Senado. Nas mãos da Comissão de Assuntos Econômicos (CAE), o PNE já recebeu 38 emendas dos senadores. Depois de tramitar na CAE, deve seguir pelas comissões de Constituição, Justiça e Cidadania e de Educação, Cultura e Esporte. Como antecipado pelo NET Educação, a votação do projeto será apenas em 2013.
 
Governo tenta royalties para educação
"Só vamos ser um país em desenvolvimento plenamente, quando tivermos uma educação de qualidade no Brasil. Para isso, precisamos de recursos", disse à imprensa o ministro da Educação Aloízio Mercadante, favorável a destinação dos royalties do petróleo para o ensino. A decisão da presidenta Dilma Rousseff determinou, no final de novembro, que 100% dos royalties de contratos futuros sejam para o ensino. No entanto, para as áreas já exploradas, mantêm-se as regras atuais de distribuição dos recursos aos entes federados. Apesar disso, o Congresso já se mobiliza para derrubar a decisão de Dilma. O projeto será votado em 2013.
 
Cotas sociais e raciais agora é lei
Em debate desde 1999 no Congresso Nacional, a presidenta Dilma Rousseff sancionou, no fim de agosto, a lei que institui o sistema de cotas sociais e raciais. A lei prevê que as universidades públicas federais e os institutos técnicos federais  reservem, no mínimo, 50% das vagas para estudantes que tenham cursado todo o ensino médio em escolas da rede pública, com distribuição das vagas entre negros, pardos ou indígenas.
 
Também, em outubro, o Ministério da Educação (MEC) divulgou o Censo da Educação Superior 2011, que trouxe dados com relação ao acesso dos negros à universidade. Segundo as estatísticas, o número de jovens negros que cursam ensino superior quadruplicou, mas 91% ainda estão fora.
 
2012 foi ano de eleições municipais
Oferecer vagas em creches, garantir a matrícula na pré-escola, aumentar o investimento e construir uma gestão democrática. São essas algumas das tarefas que novos prefeitos dos 5.565 municípios brasileiros enfrentarão, após as eleições de outubro.
 
E no pleito desse ano, mais de 2,9 milhões de jovens em idade escolar, com 16 e 17 anos, e não obrigados a votar, compareceram às urnas.
 
Enquanto ensino fundamental melhora, ensino médio estaciona
Em agosto, foi publicada a atualização do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), que ocorre a cada dois anos. Os dados indicaram melhoria na qualidade nos primeiros anos do ensino fundamental, mas os resultados não são animadores no ensino médio. Entre 2009 e 2011, o Ideb dessa etapa subiu apenas 0,1 ponto, passando de 3,6 para 3,7.
 
Greve nas federais entra para história
A greve das Universidades Federais durou quatro meses e terminou em setembro, entrando para a história como a maior paralisação da categoria. As principais bandeiras foram a reinvindicação do plano de carreira e aumento salarial para os professores, além de protestarem contra o sucateamento das instituições federais.
Relembre o fato com a matéria especial e aqui!
 
Mundo acompanha Olimpíadas de Londres
De 27 de julho a 12 de agosto, o mundo acompanhou os Jogos Olímpicos de Londres. O evento foi, inclusive, o mais assistido na história da televisão estadunidense, atraindo 219,4 milhões de espectadores. Associado ao tema, no campo do ensino, o NET Educação publicou uma entrevista sobre a diferença entre esportes de competição e esportes de socialização. O membro da Atletas pela Cidadania, Victor Barau, também ressaltou a importância de pensar o esporte não só em épocas de grandes competições.
 
Por que o TDAH sustenta polêmicas?
O Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH) sustenta polêmicas das mais diversas. Primeiro, como se pode afirmar que indivíduos, essencialmente crianças, com comportamento agitado ou displicente são acometidos por um transtorno, sem considerar uma análise mais profunda que leve em conta a faixa etária, o contexto social e mesmo o grau de desenvolvimento condizente à infância?
 
Conferência Rio+20 acontece no Brasil
Em junho, aconteceu a Conferência das Nações Unidas sobre o Desenvolvimento Sustentável, a Rio+20, que reuniu pessoas de 188 países e sustentou discussões baseadas no pragmatismo. Mais precisamente, na falta dele. A conferência, ocorrida no Rio de Janeiro, recebeu críticas principalmente na comparação com a Rio-92 e seu legado histórico de avanços para o meio ambiente.
 
E-books: nova perspectiva para mercado literário
No início de 2012, o então novo ministro da Educação, Aloizio Mercadante, anunciou o investimento de 150 milhões do MEC na compra de 600 mil tablets para uso dos professores do ensino médio de escolas públicas federais, estaduais e municipais.
 
A iniciativa não só aquece a oferta de itens tecnológicos, como demanda novas possibilidades interativas, realidade que vem moldando um novo tipo de mercado: o dos livros digitais, também conhecidos como e-books. O NET Educação investigou a realidade deste mercado e quais expectativas giram em torno da leitura digital.
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Talvez Você Também Goste

Como ensinar ginástica na educação física escolar?

Professoras indicam 8 possibilidades para desenvolver com alunos do ensino fundamental

11 formas de acolher o aluno com síndrome de Tourette

Ambiente inclusivo evita que estudantes sofram com bullying e dificuldades de aprendizagem

16 jogos de mão para apresentar às crianças na escola

Educadora indica brincadeiras para trabalhar rimas e musicalidade com os alunos

Receba NossasNovidades

Receba NossasNovidades

Assine gratuitamente a nossa newsletter e receba todas as novidades sobre os projetos e ações do Instituto Claro.