Uma das bases para atuação da Claro é a preocupação constante com as questões socioambientais. E para promover a conscientização das pessoas a respeito da importância do tratamento adequado de celulares, baterias e acessórios fora de uso e também ajudar a reduzir a contaminação da água e do solo, a empresa criou o Claro Recicla, projeto que já reciclou mais de 540 mil itens.

O programa conta com cerca de 2.000 urnas instaladas em lojas próprias e agentes autorizados Claro de todo o país. Mensalmente, o material coletado é conferido e enviado para reciclagem por parceiros da empresa, especializados em reciclagem e logística reversa. Qualquer pessoa – independentemente de ser ou não cliente da Claro – pode depositar seus aparelhos usados nos pontos de coleta da operadora (confira os endereços aqui).

O Claro Recicla teve início em 2008, dois anos antes do Plano Nacional de Resíduos Sólidos, sancionado em agosto de 2010 pelo governo federal. Os envolvidos no processo são certificados pelo Ibama, e toda a dinâmica do projeto vai ao encontro das exigências do Conama (Conselho Nacional do Meio Ambiente).

No processo de reciclagem, as baterias, por exemplo, dão origem a peças de aço inoxidável e autofalantes. Já as telas de LCD, fones e chips se transformam em jóias ou outros tipos de equipamento eletrônico e as capas dos celulares podem virar garrafas, cones de trânsito, entre outros produtos derivados do plástico.

No quarto ano do Claro Recicla, a empresa prevê ações de conscientização para atingir um número cada vez maior de cidadãos e influenciar na criação do hábito de destinar corretamente o lixo eletrônico. Ainda falta muita informação sobre esse tema e a empresa quer mostrar, cada vez mais, os benefícios para o meio ambiente, contribuindo efetivamente para o desenvolvimento sustentável.

Metais pesados no meio ambiente

Quando não destinadas corretamente, as baterias dos celulares, assim como outros componentes eletrônicos, podem causar efeitos desastrosos ao meio ambiente. A maioria desses componentes contém metais pesados, que são essenciais ao funcionamento dos organismos, mas que em concentrações elevadas podem causar sérios danos.

Especialistas são unânimes ao recomendar a destinação adequada de equipamentos eletrônicos, já que eles podem conter substâncias nocivas ao homem e ao meio ambiente.

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Talvez Você Também Goste

Conheça 9 dinâmicas para ensinar matemática a aluno com TDAH

Atividades lúdicas aliadas a conteúdos curriculares ajudam a trabalhar atenção e memória

Dissecação de flores ajuda a abordar angiospermas nas aulas de biologia

Atividade permite ao aluno identificar cada parte da planta e sua função na reprodução

Confira 11 orientações para ensinar educação musical a alunos surdos

Professores podem desenvolver atividades que explorem a vibração do som com toda a turma

Receba NossasNovidades

Receba NossasNovidades

Assine gratuitamente a nossa newsletter e receba todas as novidades sobre os projetos e ações do Instituto Claro.