“O livro fala, em uma linguagem bem fácil, das mudanças que as tecnologias trazem para as práticas docentes. É uma boa leitura para professores tanto de ensino presencial como de ensino a distância, tanto do Fundamental como do Superior. E é especialmente bom para quem está iniciando no tema.

Nele, a autora conta histórias de práticas reais, capazes de mostrar caminhos sem dar fórmulas. Assim, o livro escapa de um problema muito habitual em livros teóricos, que é a distância entre discurso e prática.

Uma das coisas mais legais é que o livro amplia o conceito de tecnologia não apenas para equipamento, mas para processo. Quer dizer, tecnologia não é a ferramenta em si, mas a estratégia com a qual você a utiliza; não é o celular, mas o uso que você faz dele na prática. Seguindo essa ideia, a autora diferencia os conceitos de colaboração e cooperação, para abordar as maneiras com que as pessoas podem trabalhar juntas e com que podem se abrir para o trabalho colaborativo.”

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Talvez Você Também Goste

Como ensinar ginástica na educação física escolar?

Professoras indicam 8 possibilidades para desenvolver com alunos do ensino fundamental

11 formas de acolher o aluno com síndrome de Tourette

Ambiente inclusivo evita que estudantes sofram com bullying e dificuldades de aprendizagem

16 jogos de mão para apresentar às crianças na escola

Educadora indica brincadeiras para trabalhar rimas e musicalidade com os alunos

Receba NossasNovidades

Receba NossasNovidades

Assine gratuitamente a nossa newsletter e receba todas as novidades sobre os projetos e ações do Instituto Claro.