Formar os professores para trabalharem na sala de aula com a interdisciplinaridade e o conhecimento integrado. Essa é uma das principais preocupações da recém-inaugurada Faculdade Sesi-SP de Educação, que começa a ministrar aulas neste segundo semestre. Para isso, a instituição oferece cursos organizados em áreas de conhecimento, não em disciplinas. 
 
Serão quatro graduações ofertadas: Ciências Humanas (que abarcará filosofia, sociologia, história e geografia); Linguagens (português, inglês e artes); Ciências da Natureza (física, química e biologia) e Matemática. Os estudantes sairão licenciados e aptos a ensinar em todas as disciplinas estudadas.
 
“É preciso formar um professor com profundidade e que consiga fazer essa correlação entre as áreas”, explica o diretor da faculdade Cesar Callegari. “Uma vantagem é que o professor poderá dar aulas dessas diferentes disciplinas na mesma unidade escolar. Essa dedicação exclusiva e o vínculo com a escola são bons, tanto para ele quanto para os seus alunos”, aponta.
 
Segundo Callegari, a experiência é pioneira em termos da formação de professores. “Até então, tínhamos casos pontuais de cursos de graduação integrados na USP-Leste, na Universidade Federal do Recôncavo da Bahia, entre outros”, esclarece. 
 
Residência docente 
A aplicação dos conhecimentos interdisciplinares aprendidos na faculdade será realizada na prática. Para isso, todos os graduandos participarão de um programa de residência docente em uma escola de ensino fundamental e médio do Sesi. O currículo da escola será desenvolvido em conjunto ao da faculdade. “Nosso foco será a didática. O que vemos hoje é que os professores se formam com conhecimento teórico, mas sem saber lecionar”, destaca. "Ao ensinar logaritmo, por exemplo, o pode-se mostrar que a técnica é utilizada para calcular a idade do universo. Isso torna a aprendizagem significativa. Caso contrário, os temas ficam abstratos para o estudante e distantes da sua vida.” 
 
Os graduandos que se dedicarem à residência docente serão isentos de mensalidade. Além disso, o Sesi pretende abrir vagas de trabalho para os professores formados nos mais de cinco mil cursos oferecidos pela entidade. Para ele, o Brasil vive um "apagão" de professores. “Estamos carentes não só de professores, mas de professores de qualidade”, pontua. 
 
As inscrições para o processo seletivo dos cursos de Ciências Humanas, Linguagens e Ciências da Natureza estão programadas para o final de agosto de 2016. Já o curso de Matemática ainda aguarda autorização do MEC para operar. Serão oferecidas apenas 40 vagas para cada curso. “Eu possuo 30 anos dedicados à educação. Posso falar seguramente que esse é o projeto dos meus sonhos”, finaliza César.

Veja mais: 
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Talvez Você Também Goste

Como ensinar ginástica na educação física escolar?

Professoras indicam 8 possibilidades para desenvolver com alunos do ensino fundamental

11 formas de acolher o aluno com síndrome de Tourette

Ambiente inclusivo evita que estudantes sofram com bullying e dificuldades de aprendizagem

16 jogos de mão para apresentar às crianças na escola

Educadora indica brincadeiras para trabalhar rimas e musicalidade com os alunos

Receba NossasNovidades

Receba NossasNovidades

Assine gratuitamente a nossa newsletter e receba todas as novidades sobre os projetos e ações do Instituto Claro.