Vencedor do Prêmio Instituto Claro na modaliade “Inovar na Aprendizagem”, o projeto Gincana Tecnológica e Investigativa de Química, coordenado pelo professor Luiz de Oliveira, da Unesp de Araraquara, tem como principais objetivos aproximar a química dos alunos do ensino médio e do fundamental e intensificar o debate sobre as TICs nos processos de aprendizagem.

Com a iniciativa, Oliveira, que coordena o Centro de Ciências de Araraquara, quer levar os visitantes do espaço a investigarem situações do cotidiano, tendo como base o conhecimento científico. Para o professor, apenas levando a química para as questões do dia a dia é possível construir um ambiente de aprendizagem mais informal, que dialogue com toda a comunidade.

A ideia da Gincana surgiu justamente quando a equipe do centro percebeu que existe um enorme interesse pelo mundo da química – principalmente aquele apresentado nas séries de TV – , mas que esse interesse não se reflete nas aulas tradicionais. Assim, a grande motivação do projeto é criar formas de interagir com um público cada vez maior, desmistificando a aprendizagem da química.

Para viabilizar a Gincana, Oliveira conta com a colaboração do professor de ensino médio José Maruyama, um dos mentores do projeto. Como a química costuma ser vista nas escolas como algo maçante e relacionado a “coisas ruins”, como a poluição, Oliveira diz que a presença de um professor de ensino médio na concepção foi vital para que pudessem inovar nas questões relacionadas ao ambiente de aprendizagem.

Confira a dinâmica da gincana

Formação

O projeto prevê ainda um intenso trabalho com os monitores do Centro de Ciências, a fim de prepará-los para as atividades pedagógicas. “São alunos de graduação da Unesp, de áreas como química, pedagogia etc., e muitos serão professores. É bom que eles tenham contato desde já com os alunos”, ressalta Oliveira.

A seleção dos monitores ocorre todo começo de ano. Na etapa final, os candidatos passam por um curso que envolve questões sobre o mundo da química e o relacionamento com o público. Os selecionados deste ano terão, por causa da Gincana, de dois a três meses de preparação sobre o ensino com as TICs. “A ferramenta por si só não é sinônimo de aprendizagem. Cabe aos professores e monitores auxiliarem os alunos na utilização dessas tecnologias.”

O impacto da iniciativa no Centro de Ciências de Araraquara

Unidade vinculada à Unesp, este centro leva conhecimentos de física, química e outras ciências para a comunidade escolar da região. Através de visitas monitoradas, os alunos e demais interessados interagem com conceitos da química por meio de experiências relacionadas ao seu cotidiano.

Com o prêmio do Instituto Claro, o laboratório será reformado para se adequar ao projeto da Gincana e os visitantes terão, dessa maneira, uma experiência ainda mais instigante e produtiva.

O principal público-alvo do projeto são os alunos da rede particular e pública de Araraquara e região. O centro possui cerca de 10 mil visitas por ano, e a expectativa é que esse número cresça com a Gincana. Além do apoio do Instituto Claro, o Centro de Ciências possui convênios com a Secretaria Municipal de Educação e com a Fundação para o Desenvolvimento da Educação, o que estimula o intercâmbio de experiências entre o centro e a gincana com a rede de ensino. O prêmio de R$ 50 mil vai viabilizar a compra dos equipamentos necessários, como celulares, lousas digitais, softwares etc., além de permitir a reforma do laboratório.

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Talvez Você Também Goste

Como usar fanfics em sala de aula?

Produção literária colaborativa de fãs estimula leitura e escrita entre jovens

Como utilizar a culinária afrodiaspórica no ensino de química?

Pratos como feijoada, acarajé e moqueca ajudam a abordar diferentes conteúdos da disciplina

Cup song ajuda a ensinar educação artística, matemática, línguas e ciências

Coreografia com copos trabalha coordenação motora, contagem de tempo e vibração do som

Receba NossasNovidades

Receba NossasNovidades

Assine gratuitamente a nossa newsletter e receba todas as novidades sobre os projetos e ações do Instituto Claro.