Ciro Gomes é advogado, professor universitário e vice-presidente do Partido Democrático Trabalhista (PDT), pelo qual concorre à presidência da República. Foi deputado estadual, governador do Ceará, prefeito de Fortaleza (CE) e ministro da Fazenda do Governo Itamar Franco.

O Instituto Claro realizou entrevistas com todos os presidenciáveis das eleições 2018, ou representantes indicados, para saber quais são suas propostas para a área da educação, e ainda a opinião dos candidatos ao pleito eleitoral sobre questões específicas relacionadas ao ensino que estão em debate.

Para o campo da educação, Ciro se apoia em experiências bem avaliadas em seu estado. Já que estão no Ceará 77 das 100 escolas melhor ranqueadas no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), de 2015.

Quem respondeu às perguntas em nome do presidenciável Ciro Gomes foi seu coordenador de programa de governo, o economista e professor da Fundação Getúlio Vargas (FGV), Nelson Marconi, em entrevista exclusiva. Além disso, Marconi também indicou a posição de seu candidato em um debate sobre as principais propostas para a educação dos presidenciáveis, realizado pelo Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária (Cenpec), em São Paulo (SP), no dia 22 de agosto de 2018. Acompanhe:

Principais propostas

– Acabar com o analfabetismo;
– Acesso a um ensino fundamental com mais qualidade;
– Replicar as experiências do Ceará com educação integral em outros estados e municípios, na medida do possível;
– Criar estrutura de incentivo para que estados e municípios apliquem ações para a educação fundamental, como maior transferência de recursos, e trabalhar com a parte livre do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb);
– Atacar a evasão do ensino médio;
– Expandir vagas no ensino superior público e aumentar o intercâmbio com o setor privado.

Qual é a opinião de Ciro sobre:

– Plano Nacional de Educação (PNE)
“As metas do PNE extrapolam o mandato, mas vamos investir para que as proporcionais a esses quatro anos sejam alcançadas.”

– Reforma do ensino médio
“Entendemos que o ensino médio deve ser profissionalizante, interessante e ligado à realidade do aluno. A reforma apresenta avanços nesse sentido, mas precisa ser discutida com a comunidade escolar. Além disso, é preciso reforçar os cursos noturnos, focar na Educação de Jovens e Adultos (EJA) e investir na educação na idade certa.”

– Lei do Teto dos Gastos Públicos (Emenda Constitucional 95/2016)
“É necessário revogá-la e investir em uma reforma tributária. Um teto para os gastos públicos deve existir, mas sem incluir educação e saúde.”

– Escola Sem partido
“Há um jogo semântico, no qual fica subentendido que a escola hoje tem um partido. Isso não tem o menor cabimento. Somos contrários ao Escola sem Partido.”

– Debate sobre orientação sexual e gênero na BNCC
“Não é o ponto crucial da Base Nacional Comum Curricular (BNCC). Não é necessário enfatizar esses temas. Contudo, o debate e a discussão são importantes para preparar os alunos para a sociedade que eles vivem.”

Leia o plano de governo do candidato Ciro Gomes na íntegra

Veja as propostas para a educação de todos os candidatos à presidência nas eleições 2018 aqui

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Talvez Você Também Goste

16 jogos de mão para apresentar às crianças na escola

Educadora indica brincadeiras para trabalhar rimas e musicalidade com os alunos

9 canções para ensinar conteúdos de educação ambiental

Letras abordam temas como conservação, mudança climática e intervenção humana na natureza

Como trabalhar Gabriel García Márquez na educação básica?

Obra do escritor colombiano ajuda a abordar realismo mágico e história latino-americana

Receba NossasNovidades

Receba NossasNovidades

Assine gratuitamente a nossa newsletter e receba todas as novidades sobre os projetos e ações do Instituto Claro.