Conferências online sobre obesidade infantil, comportamento, sexualidade da infância à adolescência, déficit de atenção, entre tantos outros temas relacionados à educação dos filhos. Essa é proposta da Escola Virtual para Pais, portal que entrou em funcionamento em outubro com o objetivo de levar debates e informações para pais por meio de webconferências, redes sociais e diálogos em rede.

Iniciativa da empresa AVA.PRO (Ambientes Virtuais de Aprendizagem para Profissionais), o projeto é coordenado por Márcia Taborda, consultora em educação online. Ela conta que teve a ideia ao perceber que iniciativas voltadas para a família são poucas e quase sempre têm cunho religioso. Para Márcia, o projeto acaba tendo dupla função: enquanto auxilia a troca de informações entre diversos pais que enfrentam o mesmo problema e colocam especialistas para debater com eles, aproxima-os do mundo digital. Ao entrarem nesse ambiente virtual de aprendizagem, acredita a consultora, os pais conseguem romper uma lógica de passividade em relação às tecnologias e podem até entender melhor por que os filhos são tão “sugados” por elas.

Em dezembro, o portal já contabilizava mais de 14 mil acessos e tinha presença ativa em redes sociais. Foi por meio do Facebook, que alguns pais entram em contato com a escola. Um desses exemplos é a administradora Cristiane Guimarães. Mãe de três filhos, ela já participou de uma webconferência e acha que os participantes ficam bem à vontade nos ambientes virtuais e acabam interagindo mais do que em módulos presenciais. Para participar, as pessoas pagam uma taxa de inscrição, que varia de acordo com o palestrante e tem ficado entre R$ 20 e R$ 100. Cada conferência tem no máximo 30 participantes, selecionados de acordo com a ordem de inscrição.

Uma das metas da Escola Virtual agora é aumentar a abrangência das palestras e fomentar e estabelecer polos em que pais acompanhem as atividades virtuais em grupo. Para Márcia, essa é uma forma de ampliar o alcance das conferências e estimular um debate mais amplo.

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Talvez Você Também Goste

13 dicas para criar uma peça de teatro com os alunos

Professores recomendam trabalhar com jogos, improvisações, literatura e música no processo criativo

Como ensinar ginástica na educação física escolar?

Professoras indicam 8 possibilidades para desenvolver com alunos do ensino fundamental

11 formas de acolher o aluno com síndrome de Tourette

Ambiente inclusivo evita que estudantes sofram com bullying e dificuldades de aprendizagem

Receba NossasNovidades

Receba NossasNovidades

Assine gratuitamente a nossa newsletter e receba todas as novidades sobre os projetos e ações do Instituto Claro.