Como alguns objetos se comportam ao serem jogados no ácido? É possível aproveitar raspas de diamantes que foram dispensadas? E retirar o ácido cítrico dos limões? Essas são algumas das pautas tratadas pelo blog Em Síntese  (www.emsintese.com.br), um projeto do professor   da Universidade Federal do Pampa  (UFP), Luís Roberto Brudna Holzle.
“O objetivo não é ensinar química, mas torná-la um assunto agradável e interessante.  Não queremos dar aulas pela internet, pois isso já é feito por outros colegas, com uma qualidade excelente. Escrevemos para quem gosta ou quer gostar de química”, explica.
O Em Síntese surgiu após Holzle ter a ideia de começar a divulgar a química pela internet. “A opção pelo formato blog se deu por sua estrutura maleável, que permite a ampliação do leque de assuntos”, destaca.
Os textos são escritos pelo professor e por bolsistas do curso de Química da UFP. Ex-alunos e voluntários também colaboram. “Temos a autorização oficial para a tradução de todos os vídeos de um canal chamado Periodic Videos. Contamos, atualmente, com 246 vídeos legendados deste canal, além de outros 43 vídeos legendados de outros”, revela. “Outros assuntos surgem ao acaso, normalmente relacionados com o que eu abordo em sala de aula”, completa.
Inspiração e conhecimento
Apesar não ter um objetivo diretamente pedagógico, o blog Em Sínteseisso pode ser aproveitado por professores e alunos da educação básica em sala de aula. “Vemos o potencial do blog como um local no qual o professor de educação básica possa encontrar material e inspiração. Já o aluno também pode navegar pelo blog e perceber que a Química é ampla, interessante e inusitada”, opina.
Além disso, uma grande parte dos textos e imagens do blog são disponibilizadas de forma livre pela licença Creative Commons. Ou seja, podem ser usados pelos docentes, desde que citada a fonte e sem fins comerciais. “Raramente o material do blog está no formato ‘mastigado’, que permita um simples copiar e colar. Isso porque o nosso objetivo nunca foi de criar textos com o formato de Wikipedia ou de resumos pronto para serem utilizados. Queremos que o material do blog sirva como inspiração e trampolim para questionamentos”, entrega.
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Talvez Você Também Goste

Educação ambiental: 13 dicas para ensinar usando o teatro

Segundo especialistas, iniciativa permite a interdisciplinaridade e estimula a reflexão dos alunos

Filmes e Guerra Fria: “Oppenheimer” e outras 5 obras para ensinar em sala

Produções podem ser trabalhadas em aulas de história e geografia, sempre com contextualização

Descubra 15 brincadeiras africanas para as aulas de educação física

Atividades podem ser aplicadas com as turmas de ensino fundamental e médio

Receba NossasNovidades

Receba NossasNovidades

Assine gratuitamente a nossa newsletter e receba todas as novidades sobre os projetos e ações do Instituto Claro.