Considerada a 9ª Arte, as Histórias em Quadrinhos ultrapassaram a barreira do entretenimento e invadiram a sala de aula, como importante ferramenta no processo de aprendizagem. Conhecido por meio das tirinhas e Gibis, as HQs e estimulam a leitura, a escrita e o desenho, por meio do diálogo dos personagens.

Não há restrições de série, faixa etária e nem disciplina, o importante é que o professor conheça o universo HQ por inteiro, para saber como explorá-lo em sala de aula. “Não há uma formula mágica, é preciso compreender tudo que o recurso do quadrinho pode oferecer, como a linguagem, o uso da onomatopeia e das imagens, além de compreender a receptividade do aluno, para identificar a melhor forma de se trabalhar”, explica o professor e quadrinista André Brown.


 

Para a professora de português da rede municipal de ensino de São Paulo, Juliana Marques, o que encanta os alunos e estimula a leitura é o formato dos textos. “Eles chamam atenção pelas ilustrações e sua forma: são mais curtos, bem humorados e fáceis de ler”, completa Juliana.

Há diversas formas de explorar o tema e formato em uma aula. “É necessário apresentar aos alunos o máximo de opções de HQs, como Mafalda, Calvin e Haroldo, Turma da Mônica, Marvel, Tio Patinhas, entre outros. A ideia é que eles se apropriem do tema, para trabalhar na prática. Eu promovo um trabalho em grupo, onde cada um escolhe uma opção de gibi e explora suas particularidades: tema abordado, personagens, formato, nacionalidade, criadores, etc. Em seguida, exploramos um formato menor, como os de jornais, e depois cada aluno cria a sua própria história”, explica a professora de português.

Mas as Histórias em quadrinhos não se restringem apenas às escolas. Elas também são utilizadas em cursos de graduação e pós-graduação. “Na UERJ temos o Grupo de Pesquisa Linguagens Desenhadas e Educação, coordenado por Paulo Sgarbi, com cerca de 20 professores, de diversas áreas (matemática, física, pedagogia, piscicologia, etc), que trabalham com escolas da rede pública do Rio de Janeiro identificando formas de desdobrar a HQ em suas áreas de atuação” conta André Brown.

O que são quadrinhos?
 

 

Confira aqui o Plano de Aula Histórias em Quadrinho: Conhecer e Produzir.

 

 

 

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Talvez Você Também Goste

Como usar fanfics em sala de aula?

Produção literária colaborativa de fãs estimula leitura e escrita entre jovens

Como utilizar a culinária afrodiaspórica no ensino de química?

Pratos como feijoada, acarajé e moqueca ajudam a abordar diferentes conteúdos da disciplina

Cup song ajuda a ensinar educação artística, matemática, línguas e ciências

Coreografia com copos trabalha coordenação motora, contagem de tempo e vibração do som

Receba NossasNovidades

Receba NossasNovidades

Assine gratuitamente a nossa newsletter e receba todas as novidades sobre os projetos e ações do Instituto Claro.